São Paulo: de província sem destaque a capital financeira

260
Cidade de São Paulo (Governo ESP)
Cidade de São Paulo (Governo ESP)

Apesar de ter passado por grandes transformações, São Paulo, até metade do século 19, ainda era uma província “sem destaque no Império, com centros urbanos pequenos e pouca ligação com mercados internacionais”. “Sua população compunha-se de brancos pobres, indígenas, caboclos e negros, e sua agricultura abastecia principalmente mercados locais e regionais (…) mesmo quando a cultura do café foi introduzida, São Paulo continuou a ser uma província desimportante em comparação com o Rio de Janeiro.”

A formação e transformação paulista estão retratadas em História econômica e social do Estado de São Paulo 1950–2020, que o economista Francisco Vidal Luna e o historiador Herbert S. Klein lançam pela Editora Unesp (446 páginas, R$ 82).

De 1950 a 1980, o Brasil construiu um dos mais avançados e integrados parques industriais dentre os chamados países “em desenvolvimento”, com São Paulo à frente, mais precisamente na capital e na área conhecida como ABC. A partir dos anos 1980, o processo de descentralização das indústrias para outros estados reduziu a importância de São Paulo na produção industrial brasileira, refletem os autores.

Embora permanecesse como principal estado industrial, sua capital transformou-se em cidade com prevalência do setor de serviços, tornando-se a capital financeira do país e sede majoritária das companhias nacionais e internacionais em atividade.

Espaço Publicitáriocnseg

Na segunda década dos anos 2000, no entanto, ainda reinam graves problemas a enfrentar nas áreas de habitação, saneamento e mobilidade.

 

Sem presente de grego

Já castigado pela alta carga tributária e ainda sofrendo as agruras da pandemia, o comércio do Rio ia ganhar um inusitado presente às vésperas do Natal: o Projeto de Lei 6510/2022, do deputado estadual Luiz Paulo (PSD), que, se aprovado, aumentaria a alíquota do ICMS para 23%. Ao saberem disto, o SindilojasRio e o CDLRio reagiram rapidamente e conseguiram barrar a proposta. O projeto foi retirado de tramitação, e o arquivamento definitivo foi publicado no DO desta terça-feira.

 

Pintura animada

O segmento de pintura anticorrosiva estará aquecido em 2023, confiante no Plano Estratégico da Petrobras para o período 2023–2027. Carlos Augusto, presidente do Sintirj e vice-presidente conselheiro da Rio Indústria, disse, durante o Congresso Internacional de Pintura e Revestimentos Anticorrosivos (Cipra 2022), realizado semana passada, que prevê crescimento de 30% para o próximo ano.

 

Rápidas

O problema metodológico da Realização do Direito, a interpretação jurídica, o jurisprudencialismo e a Filosofia do Direito da pós-modernidade são os temas que serão debatidos no Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) nesta quinta-feira, às 9h30, pelo canal TVIAB no YouTube *** Especialista em óleo e gás, Paulo Valois, do Schmidt Valois Advogados, participará nesta quarta, às 14h, de live sobre as semelhanças da indústria petrolífera de Brasil e Angola, com a presença de Rui Amendoeira, do OneLegal. Inscrições aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui