Sarah no Royal Box, Tereza no Quilombo do Piolho

Vitória da Ciência e da luta pela liberdade.

Quem venceu a partida de tênis jogada por Novak Djokovic contra Jack Draper, no Royal Box, pela abertura do tradicional torneio de Wimbledon, em Londres, de 28/7/2021?

A resposta ainda ecoa por todo o estádio, lotado. Apesar da importância que tem o torneio, o multicampeão Djokovic e seu adversário Draper, esta teria sido apenas mais uma partida de tênis, de mais um torneio de Wimbledon, não fosse pela presença de Sarah Gilbert na plateia.

Ao ser anunciada pelo serviço de autofalantes de Wimbledon, Sarah Gilbert (1962; 59 anos), uma das pesquisadoras que liderou o processo de elaboração da vacina Oxford/AstraZeneca, imunizante contra a Covid-19, foi longamente aplaudida de pé pelo público. Antes, Sarah Gilbert havia sido condecorada pela rainha no grau de Dama. Os trabalhadores do NHS (o correspondente inglês ao SUS) também foram reverenciados.

Ademais, no perfil oficial do torneio, no Twitter, foi escrito: “Um especial momento no qual nós agradecemos aqueles que tiveram uma função tão importante na resposta à Covid-19”.

A resposta à pergunta no início deste texto fica por conta de cada leitor. Sugestões: Djokovic (por 3 sets x 1), J. Draper; a Ciência, Sarah Gilbert, todos…

 

Tereza, a escrava que se tornou rainha

O dia 25 de julho, pela Lei 12.987/2014, é dedicado à memória de Tereza de Benguela, a escrava que se tornou rainha, e é também o Dia Nacional da Mulher Negra.

Há poucos registros sobre a vida de Tereza de Benguela, nem mesmo se nascida no Brasil ou em terras africanas. Sabe-se que, casada com José Piolho, após a morte do marido, assumiu a liderança do Quilombo do Piolho, constituído por negros e indígenas.

No século XVIII, próximo à região onde hoje está situada a divisa do Estado do Mato Grosso, o Quilombo do Piolho era conhecido também como Quilombo do Quariterê. Por mais de duas décadas, este Quilombo resistiu à escravidão, em consequência da sua localização de difícil acesso e também da liderança da “Rainha Tereza”, como era chamada, com decisões colegiadas sobre os cultivos de algodão, mandioca, milho, feijão, banana, sobre as trocas dos excedentes destes cultivos e sobre a arquitetura político administrativa do Quilombo.

O vazio de registros sobre a Rainha Tereza inclui as circunstâncias de sua morte, se por suicídio, após captura por bandeirantes, ou assassinato pelos mesmos bandeirantes, com requintes macabros, como o de ter tido a cabeça exposta no Quilombo.

Paulo Márcio de Mello
Servidor público professor aposentado da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).

Artigos Relacionados

Cem anos de Celso Furtado

A atualidade de um dos mais importantes intelectuais do planeta.

Zodíaco dos vinhos: Libra

O vinho clássico libriano é um pouco indeciso.

Redução do ICMS sobre arroz, feijão e gás de cozinha

Alerj deverá votar projeto que visa baratear alimentação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

KPMG é alvo de críticas por auditorias em bancos ingleses

A KPMG, empresa que presta serviços de auditoria, enfrenta uma nova onda de críticas sobre a qualidade das seus trabalhos nos bancos, depois de...

Airbus inaugura projeto de aeronaves A350 na China

A Airbus inaugurou seu projeto de aeronaves A350 em seu centro de conclusão e entrega de fuselagem larga em Tianjin, norte da China. É...

Plataforma P-70, na Bacia de Santos, alcança capacidade de projeto

A P-70, localizada no campo de Atapu, na porção leste do pré-sal da Bacia de Santos, atingiu em 12 de julho sua capacidade de...

BC amplia iniciativas de ESG para suporte ao crédito

As recentes iniciativas regulatórias do Banco Central do Brasil (BC) para intensificar as divulgações relacionadas a questões ambientais, sociais e de governança (Environmental, Social...