Se eu fosse você

A guerra também ajuda a recuperar a memória dos tempos de paz. Há dez anos, quando era candidato ao mesmo cargo que ocupa hoje, o primeiro-ministro de Israel e à época ministro da Defesa, Ehud Barak, respondeu nos seguintes termos à pergunta sobre o que faria caso tivesse nascido palestino: “Eu me uniria a uma organização terrorista.”

Pier abandonado
As instalações portuárias continuam sendo o principal problema do Rio de Janeiro, na opinião de 40% dos turistas estrangeiros que chegaram à cidade em cruzeiros. Táxis (25%), falta de informação turística (20%), segurança (10%) e vendedores ambulantes (5%) completam a lista dos pontos negativos, levantada por pesquisa coordenada pelos professores Bayard Boiteux e Mauricio Werner, de 20 de dezembro a 6 de janeiro, com 600 turistas.

Sorriso no rosto
Já no caso dos pontos positivos, a população anfitriã vem na frente (35%), seguida pela natureza exuberante (25%), preços competitivos (20%), gastronomia (15%) e limpeza da cidade (5%). Quase um terço dos entrevistados era de norte-americanos; 18%, alemães; 12%, franceses; 10%, britânicos; 9%, italianos; 7%, japoneses. Completam a lista canadenses (5%), argentinos (4%) e espanhóis (3%).
Oito em cada dez vieram ao Brasil pela primeira vez; 20% já vieram pelo menos duas vezes; 95% pretendem voltar.

Bate e volta
O turista estrangeiro que chega através de cruzeiros fica pouco tempo no Rio: 85% permanecem na cidade apenas um ou dois dias e 10% ficam de três a cinco dias. Apenas 5% esticam a estadia mais de seis dias.
Corcovado (45%) e Pão de Açúcar (30%) são os atrativos mais visitados. Floresta da Tijuca, Jardim Botânico e Cidade do Samba também são bem procurados.

É feia a crise
Sucesso em todo país, o condomínio de luxo Alphaville anuncia promoção para a unidade Barra da Tijuca, na capital fluminense, lançada em setembro do ano passado: só até este final de semana, podem ser comprados terrenos (de 600m² a 1 mil m²) pelos mesmos preços de 2008. O mais barato sai por uns R$ 600 mil.

Bombas no pé
Do ponto de vista, meramente, da propaganda e da política de relações públicas – estratégicos na sustentação de qualquer geopolítica – o massacre de Gaza perpetrado por Israel equivale ao contributo do natimorto Governo Bush ao aumento exponencial do antiamericanismo em todo o mundo.

Betoneira
Da série, meninos eu vi. Pela primeira vez na história deste país, um ex-metalúrgico salva, com R$ 5 bilhões, um capitão do cimento e neobanqueiro.

Marcos de Oliveira e Sérgio Souto

Artigo anterior
Próximo artigoDirigismo invisível
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

G20 analisa aumentar taxação de corporações, mas…

Proposta tem que ser vantajosa para todos, não só para as sedes das multinacionais.

Botes salva-vidas para a classe A

No mundo de negócios, é tudo uma questão de preço.

Mortes dos essenciais

Aumentam em mais de 50% óbitos de caixas, frentistas e educadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Eleição no Peru está indefinida. Empate técnico entre 5 candidatos

Primeiro turno será no domingo. segundo turno está previsto para o dia 6 de junho.

Equador: Não haverá contagem rápida no domingo de eleições

Arauz, candidato do ex-presidente Rafael Correa lidera as pesquisas com 37% das intenções de voto contra 30% do candidato do Aliança Creo, o banqueiro Guillermo Lasso.

Indicador econômico global mantém trajetória de recuperação

Segundo FGV, fato reflete avanço das campanhas de vacinação contra a Covid.

Brasil movimentou R$ 2 tri em transações com cartões em 2020

Transações digitais foram impulsionadas por modernização do mercado e pandemia.

IPCA de março variou abaixo da expectativa do mercado

Nossa projeção para o ano que vem permanece de 6,5%, podendo ser antecipada para este ano.