Se não aguenta a pressão, não desce para o play

Deputados e senadores favoráveis – e principalmente os favorávei$ – à reforma da Previdência relatam estar sendo hostilizados por cidadãos indignados com o desmonte dos direitos sociais. À Folha de S.Paulo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS) relata que um acampamento foi montado na frente do prédio onde mora, com direito a banheiro químico; houve dia com mais de 500 protestando. Vaias em aeroportos e restaurantes compõem a pressão, que invadiu o digital, via redes sociais e e-mails.

Trata-se de uma arma democrática, e muitos parlamentares só estão acostumados a ouvir esta palavra nas vésperas das eleições. Os nomes de quem é a favor da revolta já circulam em listas na internet, pequena amostra do que virá quando a votação ocorrer. É bom para os congressistas deixarem a ilha da fantasia de Brasília e chegarem a uma certeza: a reforma – as manifestações da semana passada só confirmaram – é impopular. E só agora, como disse um dos líderes dos protestos, a “ficha começou a cair”.

Falsos líderes

Amigo da coluna faz as contas: a Lista de Janot contempla cerca de 100 políticos entre deputados, senadores, ministros e governadores. Excluindo estes dois últimos, sobram 80 políticos com mandatos, certamente os lideres daquelas casas. Os demais somam 514.

Portanto, menos de 14% estão comprometidos. Esta é uma grande oportunidade de iniciar uma limpeza, sonegando voto aos corruptos com mandato, assim como aos 213 sem mandato citados pelo procurador-geral da República. O resto é irrelevante, pois nenhuma reforma politica pode ser boa se conduzida por esta corja de lideres representantes das empreiteiras”, acusa.

Quantos dos 514 sobreviveriam a uma investigação, ainda que superficial, é a dúvida desta coluna.

Frágil

Ao divulgar o nome do ministro da Justiça, Osmar Serraglio, na Operação Carne Fraca, a Polícia Federal do Paraná deixou a nítida sensação de que há mais não mostrado. O ministro, à qual a PF está subordinada, fica na delicada situação de estar sob suspeita dos comandados. Não há espaço para continuar no governo – e não por estar comprometido, pois isto é regra, não exceção, no ministério de Temer. Não pode continuar porque estaria sujeito a toda sorte de pressão. A demissão não pode tardar.

Sobrou para o peão

A corda, como a carne, sempre arrebenta do lado mais fraco. Os trabalhadores nas indústrias de alimentação de São Paulo temem que a Operação Carne Fraca aumente a lista de desempregados. Antonio Vitor, presidente da Fetiasp, entidade ligada à Força Sindical, pede uma apuração sem pirotecnia, com a situação investigada empresa a empresa.

Segundo a Fetiasp, as indústrias citadas, ao longo dos anos, sempre firmaram acordos coletivos de trabalho com os sindicatos filiados e os cumpriram à risca. “A forma de exposição dos fatos leva toda uma importante cadeia produtiva (que vai além do trabalhador do frigorífico) a um desgaste desnecessário”, protestam.

Rápidas

O professor Bayard Boiteux, vice-presidente da Associação dos Embaixadores de Turismo do Rio de Janeiro, faz palestra nesta terça, às 10h, sobre Capacitação para Eventos, no IX Congresso Brasileiro de Conventions Bureaux, que acontece na sede da OAB, no Centro do Rio. O professor vai propor um plano de capacitação em eventos para cidades brasileiras *** A Fundação Getulio Vargas organiza nesta terça o seminário “Desafios Conjuntos – O Futuro da América Latina”, em homenagem ao economista boliviano Enrique García, presidente do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), que ocupou o posto por 25 anos e se aposentará em abril. Mais informações em http://americalatina.dint.fgv.br/desafios-conjuntos-o-futuro-da-america-latina *** A inscrição para o Prêmio Fiesp de Mérito Ambiental pode ser feita até sexta-feira em www.fiesp.com.br/meritoambiental *** Nesta terça-feira, às 15h, a Rakuten Digital Commerce e a Sanders realizam o webinário “Os principais desafios encontrados pela indústria ao decidir iniciar uma operação de e-commerce e como vencê-los”. Inscrições em www.sandersdigital.com.br/b2b *** No dia 23, o advogado Paulo Parente fará uma palestra em Nova York, na Fashion Law in Latin America, a convite da Cardozo Law School of NY. Ele fará um estudo de caso sobre o “Shopping 25 de Março” que em decisão inédita do STJ foi corresponsabilizado pelo crime de pirataria cometido por um de seus lojistas *** O Sebrae realizará duas palestras no Shopping Jardim Guadalupe (RJ) com temas voltados para a valorização da mulher na sociedade e no mercado de trabalho. Nesta quarta-feira, o tema será “Tornando-se uma mulher empreendedora”. No dia 29, o debate será sobre “A mulher e a autoestima”. Sempre às 19h *** O Hemorio alerta que, após a aplicação da vacina contra a febre amarela, é preciso esperar quatro semanas para doar sangue.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Salário mínimo baixo, gasto do Estado alto

Nos EUA, assistência a trabalhadores que ganham pouco custa US$ 107 bi por ano ao governo.

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

Dois mitos sobre a Petrobras

Mídia acionada pelo mercado financeiro abusa de expedientes que ataca quando usados por bolsonaristas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Presidente do Banco do Brasil joga a toalha

Centrão tem interesse no cargo.

Imóveis comerciais tiveram estabilidade em janeiro

Nos últimos 12 meses, entretanto, preços de venda e locação do segmento acumulam quedas de 1,32% e 1,18%, respectivamente.

Contas públicas têm superávit de R$ 58,4 bilhões em janeiro

Dívida bruta atinge 89,7% do PIB, o maior percentual da história.

Presidente do Inep é exonerado do cargo

Medida foi publicada no Diário Oficial de hoje; até o momento, não foi anunciado o nome de quem o substituirá.

Primeiro caso de Covid-19 no Brasil completa um ano

Brasil tem novo recorde de mortes diárias, diz Fiocruz; boletim informa que houve ontem 1.148 mortes.