35.9 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, janeiro 18, 2021

SEG NOTÍCIAS – ANS normatiza processo administrativo eletrônico

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou a Resolução Normativa (RN) nº 464, que disciplina os procedimentos para o funcionamento do processo administrativo eletrônico no âmbito da reguladora. A medida, que faz parte do projeto ANS Digital, garante legitimidade à implantação de serviços digitais e dá segurança jurídica às partes envolvidas, ou seja, operadoras de planos de saúde, prestadores de serviços, beneficiários, fornecedores e demais usuários que interagem com a ANS. O uso do meio eletrônico nos processos administrativos promove ainda a celeridade, economia de recursos, amplia a segurança e garante maior transparência na tramitação processual.
A RN foi publicada no Diário Oficial da União no dia 31 de dezembro e entrará em vigor em 90 dias contados a partir dessa data. A partir disso, o processo administrativo eletrônico passará a ser obrigatório no âmbito da reguladora, não sendo mais admitida a abertura de novos processos em papel.
“A medida altera a forma com que os interessados acessam os serviços da ANS. Os requerimentos passam a ser feitos exclusivamente por meio de protocolo eletrônico, assim como as intimações e comunicações da ANS aos usuários. Com isso, a Agência avança ainda mais na sua transformação digital que vem sendo implementada pelos órgãos da administração pública federal”, explica o diretor de Gestão substituto, Bruno Rodrigues.
“A transformação digital visa aproveitar ao máximo potencial das tecnologias para melhorar a jornada do cidadão na interação com a ANS. Essa normativa é parte importante desse processo – que vai possibilitar a redução de custos, maior agilidade, transparência e mais eficiência. Estamos, assim, evoluindo para uma ANS mais simples e mais inteligente”, completa o diretor.
Além de disciplinar a interação por via eletrônica, a normativa também disponibiliza novas funcionalidades, como a pesquisa pública, que permite que os usuários e toda a sociedade consultem processos com nível de acesso público, que passará a ocorrer diretamente pelo portal da ANS na internet; e inclui a possibilidade de o usuário optar pela realização de reuniões com sistema de videoconferência.
Para garantir a segurança e proteção das informações de todos os usuários, os processos classificados como restritos poderão ser disponibilizados por ato das unidades da ANS apenas para os respectivos interessados, que devem estar cadastrados previamente como usuário externo.
Todo o público irá se relacionar com a ANS através do meio eletrônico. Existe apenas uma diferença na forma de acesso: as operadoras de planos de saúde devem enviar e receber documentos a partir do Portal Operadoras, enquanto fornecedores, prestadores de serviços de saúde e pessoas físicas irão acessar pelo SEI – Acesso de Usuário Externo.
As operadoras de planos de saúde que já possuem cadastro no Portal Operadoras não precisam realizar um novo cadastro. Já para uso do SEI – Acesso de Usuário Externo, é obrigatória a realização de um cadastro de usuário externo – o que deve ocorrer desde já e no prazo máximo de até 90 dias a partir da data de publicação da Resolução. Os demais dispositivos da RN entrarão em vigor no dia 31 de março.
Com o sistema, o usuário irá protocolar documentos, acompanhar os processos em que peticionar ou aos quais ele tenha acesso, receber comunicação eletrônica quanto a atos processuais ou para apresentação de informações ou documentos complementares e assinar contratos, convênios, termos, acordos e outros instrumentos congêneres celebrados com a ANS.
.
Luto – I – Morreu nesta terça-feira, em Portugal, o empresário Antônio Carlos de Almeida Braga, aos 94 anos, ex-proprietário da Atlântica Boavista, depois transformada em Bradesco Seguros. As informações são do portal G1, segundo o qual, “de acordo com a família, o empresário estava com a saúde frágil e foi para Portugal no ano passado depois do início da pandemia. Nos anos 80, introduziu o patrocínio corporativo no Brasil com o time de vôlei Atlântica Boavista, no Rio, que contava com estrelas do esporte como Bernard, Bernardinho, Renan e Xandó.”
.
Luto – II – A diretoria do Clube dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro (CCS-RJ) e da Associação Estadual dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro (Aecor-RJ) e seus associados lamentam profundamente e comunicam consternados o falecimento de Allan Carlos Mendonça dos Santos, diretor da Ziretti Corretora, ocorrido nesta segunda-feira, dia 11 de janeiro.
A trajetória profissional de Allan teve início na área comercial da Bradesco Seguros. Na década de 70 montou a Ziretti Corretora. Além de sua capacidade e experiência, ele se destacou pelo engajamento na luta pela valorização profissional do corretor de seguros, entre tantas outras.
Allan era secretário geral do Conselho Nacional de Autorreguladora dos Corretores de Seguros (Conaseg) e foi indicado para ser o presidente da Associação Nacional dos Corretores de Seguros (Ascind).
As diretorias do CCS-RJ e da Aecor-RJ se solidarizam com os seus familiares, em especial, a filha e sócia, Henriette Rainho Mendonça, associada das entidades aqui representadas.
.
Panorama do Seguro faz análise geográfica dos mercados brasileiro e europeu
Na 87ª edição do programa Panorama do Seguro, o consultor econômico do Sindseg-SP, Francisco Galiza, analisou os resultados do relatório anual – 2019/2020 – da Insurance Europe, entidade que representa as seguradoras europeias. Também deu sua visão sobre a indústria no país e apresentou uma tabela com os assuntos de destaque para facilitar a compreensão da nossa audiência.
Na Europa, os temas foram divididos em 10 tópicos que tratam da realidade, dos problemas ou assuntos mais importantes que as seguradoras têm discutindo: como as seguradoras estão reagindo à pandemia e como elas podem se preparar para eventos futuros; estratégia da seguradora contra as mudanças climáticas; transição para uma economia de carbono neutro; os efeitos da pandemia na regra de solvência do setor; uma discussão sobre relatórios econômicos financeiros; internacionalização das seguradoras europeias; uma discussão sobre nível de consumo de poupança e a importância da educação financeira; pandemia, o aspecto da distribuição de seguros; transformação digital no setor; estratégia contra evasão fiscal e lavagem de dinheiro.
“Alguns desses temas são específicos da Europa, mas outros são comuns no Brasil. Então, é interessante verificarmos as diferenças e semelhanças, fazer comparações e identificar nossos pontos fortes e o que podemos aprender com outros mercados”, afirmou.
Em relação ao Brasil, o consultor fez outra comparação geográfica. Para isso, ele desenvolveu uma tabela que mostra a participação do país no PIB, em seguro e populacional, levando em consideração as cinco regiões do país. A região sudeste, por exemplo, possui 61% do faturamento de seguros, tem uma participação do PIB de 53%. “Essa tabela tem como objetivo transmitir duas visões, sendo que uma diz respeito a distribuição de riqueza, da desigualdade no Brasil entre as regiões, e a outra a oportunidade que o segmento tem de se desenvolver ao longo de todas as regiões do país”, concluiu.
Confira a entrevista na íntegra: https://www.sindsegsp.org.br/site/sindsegsp-tv-video.aspx?id=120.
.

DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL


Projeto Prata da Casa – Dia 19 de janeiro, às 11h, os corretores de seguros têm encontro marcado no webinar do Clube dos Corretores de Seguros de São Paulo (CCS-SP), que discutirá formas de apoio à distribuição de seguros, tais como parceria e cooperação.
Com transmissão ao vivo pela internet, o evento contará com a participação dos associados que atuam no segmento de assessorias de seguros. Estão confirmadas as presenças de Hélio Opípari Junior, Jorge Teixeira Barbosa, Nilson Barreto e Roberto Benedito de Oliveira, todos associados do CCS-SP.
O webinar marcará a estreia do projeto Prata da Casa, criado pela nova gestão para valorizar os talentos dos associados. A expectativa do mentor do CCS-SP, Evaldir Barboza de Paula, mediador do evento, é que as assessorias mostrem novos caminhos para a categoria. “Os associados podem fazer negócios entre si, por meio de parcerias ou na forma de cooperação”, diz.
Além de apresentar e compartilhar a experiência dos associados em determinadas áreas, o projeto Prata da Casa também pretende tratar de questões pontuais de interesse coletivo. Por isso, segundo o mentor, os demais eventos da série seguirão na mesma linha, abordando temas como RH, marketing, tributação etc. “Vamos colocar os talentos do Clube à disposição da categoria” diz.
.
Susep – A Superintendência de Seguros Privados (Susep) divulgou hoje a Síntese Mensal dos principais dados relativos ao desempenho do setor de seguros até novembro de 2020. As informações foram obtidas a partir dos dados encaminhados pelas companhias supervisionadas. O documento é atualizado de acordo com o envio pelas empresas, podendo haver ajustes em função de recargas do Formulário de Informações Periódicas (FIP). Na edição de novembro de 2020, os principais destaques foram:
O setor supervisionado manteve o ritmo de recuperação, com queda de 1% no acumulado até novembro, em relação aos mesmos períodos de 2019.
O setor de danos apresentou crescimento nominal de 3% no acumulado de 2020, quando comparado ao mesmo período de 2019, o que confirma uma tendência de crescimento no segmento. Desconsideradas as receitas de seguro auto, a alta é de 8,3% em relação ao acumulado de 2019, o que representa um aumento real de 5%.
Nos seguros de pessoas, desconsideradas as receitas com VGBL, a alta é de 4,5% no comparativo do acumulado com 2019. Vida e prestamista seguem como destaques nos seguros de pessoas, com alta de respectivamente 11% e 7,3% até novembro desse ano.
Após três meses de queda, as contribuições do VGBL voltaram a subir, com variação de 13,8% em relação a outubro. No acumulado do ano, no entanto, as contribuições ainda estão 5,1% abaixo do acumulado de 2019. O PGBL também apresentou crescimento em relação a outubro (11,9%). No acumulado do ano, o PGBL está 0,4% acima do mesmo período de 2019.
Seguros contra riscos cibernéticos e ambientais tiveram expressiva alta no acumulado até novembro, com respectivamente 83,4% e 43,6%mais que o mesmo período de 2019.
.

ENDOSSANDO


Programa unificado de relacionamento – O novo programa de fidelidade e relacionamento da Porto Seguro chegou com uma série de benefícios para os clientes, corretores e prestadores de serviço. Agora, por meio dessa plataforma unificada – com um ambiente de navegação mais fácil e intuitivo – será possível acumular pontos e trocá-los por produtos e serviços da Porto Seguro, além de viagens, fazer doações, entre outras possibilidades.
As mecânicas para acúmulo de pontos continuam as mesmas: para os clientes, as compras no Cartão Porto Seguro ou investimentos por meio da plataforma Conquista (ambiente digital com soluções integradas em investimentos, seguros e crédito) geram pontos; no caso de corretores, são as campanhas de incentivo que bonificam, e para os prestadores de serviço, atividades como capacitação.
Segundo Felipe Milagres, diretor de Clientes e Digital da Porto Seguro, o resgate funciona de forma simples e já conhecida. “A maior vantagem do PortoPlus é a possibilidade de agregar pontos de diferentes fontes, ou seja, um cliente do Cartão Porto Seguro e que também é participante do Conquista tem seus pontos somados”, diz. “Dessa forma, o cliente acumula os pontos e, quando entende que tem uma boa quantidade, escolhe um produto ou serviço e solicita a troca. Caso não tenha pontos suficientes para o que deseja, poderá complementar com dinheiro”, completa.
Para Ricardo Kaoru, diretor do Porto Seguro Financeira, a integração veio para beneficiar e agregar ainda mais vantagens para os 2 milhões de clientes do Cartão Porto Seguro “Nossos clientes terão ainda mais benefícios, com maior variedade de parceiros e mais facilidade para resgatar os pontos”, afirma.
Com a unificação das plataformas, tanto os benefícios quanto os pontos acumulados passam a ser gerenciados de forma única e integrada. “Queremos incentivar a fidelização e conceder aos nossos clientes, corretores e prestadores de serviço uma nova experiência, proporcionando visão integrada de seus pontos e a efetiva utilização em um único lugar, maximizando suas recompensas”, diz Milagres. “E, em breve, os clientes que possuem outros produtos na Porto Seguro, além do Cartão de Crédito, serão beneficiados com a integração de mais duas outras plataformas estruturadas no processo de compra com desconto em mais de 150 parceiros, potencializando ainda mais os benefícios para o participante do PortoPlus”, finaliza.
.
Investimentos e expansão – Mesmo com o avanço da pandemia do novo coronavírus, o mercado de seguros segue resiliente. A adoção rápida de novos modelos de negócio e a criação de novas competências digitais para melhorar os processos, proporcionaram uma verdadeira transformação no mercado em 2020.
A Deal Seguros, corretora independente com atuação exclusiva no segmento corporativo que tem total conhecimento e expertise neste tipo de seguro e atende as diversas modalidades, avançou em diversas frentes e destaca que essas mudanças vieram para ficar, mas não se restringem ao mercado de seguros. “As pessoas e empresas estão mais abertas às novidades, aceitaram ainda melhor a presença da tecnologia nos negócios e perceberam de forma mais clara que esse alinhamento pode trazer vários benefícios a todos”, explica Ricardo Géo, sócio-fundador da Deal Seguros.
Apesar das adversidades de um ano atípico, a empresa conseguiu superar as metas traçadas para 2020 e criou diversas oportunidades de novos negócios no atendimento a novos clientes. “Chegamos ao fim de um ano de muito sucesso e expressivo crescimento. Essa é a razão do nosso trabalho diário e batalha ininterrupta para entregar as melhores soluções em seguros. Prova que estamos no caminho certo é o feedback dos nossos segurados, indicação de novas empresas e a confiança depositada em nosso trabalho”, explica Ricardo.
Para este ano, a empresa segue investindo em uma rota de expansão e geração de valor, não só para a empresa como para os seus clientes. “Temos uma meta de crescimento ousada e por isso, seguimos em busca de atender nossos clientes cada dia com mais assertividade e criando oportunidades de negócio para assim conseguirmos apresentar na prática o trabalho que desenvolvemos”, concluiu Géo.

Leia mais:

SEG – Procon-SP vai à Justiça contra reajuste de planos de saúde

SEG NOTÍCIAS – Alta acumulada em planos compromete renda em 2021

Artigos Relacionados

SEG NOTÍCIAS – Caixa assume gestão dos recursos e pagamentos do Dpvat

Não há nenhuma mudança nas regras de indenização; presidente da Caixa, Pedro Guimarães, deu detalhes.

SEG – Desempenho da economia impacta os seguros de modo diverso

Destaque para Danos e Responsabilidades, com avanço de 5,7% no acumulado do ano; seguro rural cresceu 31,1% nos 11 meses do ano.

SEG – Escassez de oxigênio em Manaus preocupa federação de hospitais

Para presidente da FBH, 'é preciso que o governo pressione as empresas devido à urgência da situação'.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Atividade econômica está 1,9% abaixo do nível de fevereiro

Mas produção industrial e as vendas no varejo ampliado estão 2,6% e 5,2% acima dos níveis do mês.

SEG NOTÍCIAS – Caixa assume gestão dos recursos e pagamentos do Dpvat

Não há nenhuma mudança nas regras de indenização; presidente da Caixa, Pedro Guimarães, deu detalhes.

Início da vacinação no Brasil deixará mercados atentos

Discurso de Christine Lagarde, do BCE evidencia a preocupação dos formuladores de política econômica da região.

Positivismo com o início da vacinação no Brasil

Conflito de Dória com Bolsonaro aumentou ontem após o início da vacinação ter sido em São Paulo.

IBC-Br de novembro mostrou avanço de 0,59%

Com a leitura de hoje, o índice dessazonalizado permanece ainda -1,86% abaixo do nível registrado em fevereiro de 2020.