SEG NOTÍCIAS – Bradesco Solução de Aluguel cresceu 59% em 2015

Em 2015, o Bradesco Solução de Aluguel, produto que vale como garantia para pagamento do aluguel em caso de inadimplência, expandiu 59% na comparação com o ano anterior. Lançado há apenas três anos pelo Grupo Bradesco Seguros, este título de capitalização que substitui a figura do fiador ou o depósito caução nos contratos de aluguel, oferece ao cliente, pessoa física ou jurídica, a possibilidade de concorrer a sorteios semanais pela Loteria Federal – o valor do prêmio líquido corresponderá a cinco vezes o pagamento do título. Ao final de sua vigência, caso não haja nenhuma pendência, o locatário resgata 100% do valor atualizado pela TR. O prazo de vigência é de 15 meses e não há carência para o resgate. Além disso, a garantia é do cliente, ou seja, se durante a vigência ele alugar outro imóvel, leva consigo todos os benefícios do produto. O valor a ser pago é livremente pactuado entre as partes envolvidas (locador e locatário), variando de R$ 100 a R$ 50 mil. O Bradesco Solução de Aluguel disponibiliza ao cliente, ainda, acesso a ampla rede de assistência residencial, incluindo chaveiros, encanadores, eletricistas, vidraceiros e assistência help desk, além de descontos em medicamentos. De acordo com o diretor geral de Capitalização do Grupo Bradesco Seguros, Ricardo Alahmar, “o Bradesco Solução de Aluguel atende uma demanda que tende a crescer no mercado, devido às exigências das imobiliárias e dos donos de imóveis em contar com uma garantia real”. Além disso, destaca Alahmar, “o título de capitalização tem uma dupla vantagem para o locatário: além de resolver uma situação muitas vezes constrangedora, que é a busca por um fiador, garante a participação em sorteios mensais de prêmios”. A expansão desse produto contribuiu para que o segmento de capitalização do Grupo Bradesco Seguros registrasse, em 2015, faturamento de 5,5 bilhões, com market share de 25,7%. Atualmente, o Grupo possui no segmento capitalização uma carteira superior a 3,3 milhões de clientes e provisões técnicas de R$ 6,9 bilhões. Ao longo do ano passado, o Grupo pagou R$ 5,2 bilhões aos seus clientes no segmento de capitalização, por meio de prêmios de sorteios e resgates de títulos de capitalização, encerrando o período com 21 milhões de títulos ativos. . DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL


APTS debaterá riscos digitais e segurança da informação em seguros Para discutir os impactos e as formas de prevenção aos danos causados por ataques cibernéticos, a Associação Paulista dos Técnicos de Seguro APTS realizará o “Seminário Riscos Digitais – Segurança da Informação na Área de Seguros”, no dia 30 de março, das 9 às 12h, no auditório do Sindicato das Seguradoras de São Paulo (Sindseg-SP): Avenida Paulista, 1.294, 4º andar, São Paulo. Sob a organização de Maria Amélia Saraiva, diretora da APTS e titular da Saraiva Advogados Associados, o evento contará com a participação de Patrícia Peck Pinheiro, uma das maiores autoridades em riscos digitais no Brasil. Em sua palestra, ela analisará o novo ambiente dos riscos digitais e a necessidade de conscientização. A especialista também abordará os impactos nos negócios e na reputação de empresas, responsabilidades na divulgação de informações e, principalmente, as oportunidades para o mercado segurador. Maria Amélia destaca, ainda, a expansão das ameaças cibernéticas como um risco que deve receber mais atenção do setor de seguros. Hoje, o Brasil ocupa a incomoda posição de terceiro país com maior número de ataques, atrás dos EUA e China. Por isso, ela ressalta que a temática do seminário será abrangente, com enfoque inédito no aspecto educacional, além do técnico. “Serão transmitidas informações importantes sobre proteção de dados, inclusive das próprias seguradoras e corretoras, que também são alvos de cibercriminosos. Outro objetivo será contribuir para melhorar a oferta de produtos de seguros nessa área”, diz. Informações e inscrições pelos telefones: (11) 3227-4217 e 3229-6503 ou pelo e-mail: apts@apts.org.br. . SEGURO CIDADÃO


Hora do Planeta – A SulAmérica, maior seguradora independente do país, apoiará a edição 2016 da Hora do Planeta, iniciativa mundial promovida pela WWF para conscientização sobre os impactos das mudanças climáticas por meio de uma atitude simples: desligar as luzes durante o período de uma hora. Neste sábado, entre 20h30 e 21h30, a companhia apagará as luzes do edifício da matriz no Rio de Janeiro e da sede em São Paulo, participando de um movimento que mobiliza mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo. No ano passado, a Hora do Planeta reuniu mais de 7 mil cidades, em cerca de 150 países. “A SulAmérica é uma companhia pioneira no mercado segurador quando o assunto é sustentabilidade. Nosso apoio à Hora do Planeta não só reforça nosso compromisso em promover iniciativas para redução de água e energia em toda nossa cadeia de valor, mas também demonstra que o setor de seguros pode oferecer grandes contribuições em relação às questões climáticas”, afirma o presidente-executivo da SulAmérica, Gabriel Portella. A participação da SulAmérica na Hora do Planeta está alinhada à estratégia da empresa de promover sustentabilidade em todas as suas esferas de atuação, incluindo a gestão de recursos naturais. Nesse âmbito, destacam-se iniciativas para redução do consumo de água e energia em prédios da companhia. A matriz da seguradora no Rio de Janeiro mantém uma Estação de Tratamento de Águas Cinzas (ETAC), que tornou possível o reaproveitamento da água proveniente dos lavatórios dos banheiros e de coleta da água da chuva, e implantou redutores de vazão em torneiras para diminuir o desperdício. Além disso, adotou um sistema de automação que otimiza o uso de elevadores e desativa a iluminação e o ar-refrigerado em determinados horários. Já a recém-inaugurada sede da SulAmérica em São Paulo, localizada no bairro de Pinheiros, segue os mais avançados padrões de construção verde, como uso de materiais de baixo impacto ambiental, descarte adequado de resíduos de obras, reuso de águas oriundas dos lavatórios e chuva e incentivo ao uso de materiais reciclados. O edifício também implementou sistemas de racionalização do uso de água, com uma estação própria de tratamento para reuso de águas oriundas dos lavatórios e reaproveitamento de água das chuvas, além de adotar elevadores inteligentes, ambientes com desligamento automático de luz a partir de sensores de presença e vidros da fachada com controle solar. Realizada desde 2007 e conhecida globalmente como Earth Hour, a Hora do Planeta envolve mais de um bilhão de pessoas em mais de 7 mil cidades de 162 países e territórios. Alguns dos mais conhecidos monumentos mundiais, entre eles as pirâmides do Egito, a Torre Eiffel, a Acrópole, o Cristo Redentor e a cidade de Las Vegas, já ficaram no escuro durante 60 minutos. No Brasil, a Hora do Planeta acontece oficialmente desde 2009 e neste ano já conta com o apoio de mais de 40 cidades. A meta é superar o número de 185 cidades brasileiras participantes em 2015, e garantir a adesão de todas as capitais. . Segurança no trânsito – Um programa do governo do Estado de São Paulo, o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito tem como principal objetivo reduzir pela metade as vítimas fatais nos acidentes de trânsito no Estado até 2020. O programa nasceu inspirado na Década de Ação Pela Segurança Viária, período de 2011 a 2020 estabelecido pela Organização das Nações Unidas para chamar atenção para a questão da violência no trânsito. Para que a meta seja alcançada, o governo intensificou esforços em ações voltadas para educação no trânsito, segurança das vias e veículos, além de gestão nas respostas para acidentes. Uma importante ferramenta para auxiliar na elaboração de políticas públicas é o Infosiga-SP, um banco de dados que reúne informações de acidentes de trânsito de diversas fontes. As informações são atualizadas mensalmente e contam com dados sobre perfil do acidente, da vítima e da frota. Com esse mapeamento, as ações poderão ser traçadas com maior precisão. Alguns municípios também firmaram convênios com o governo para que iniciativas locais sejam aplicadas e seus resultados sirvam de modelo para outras cidades do Estado. . ENDOSSANDO


Aurelio Rodrigues lança seu segundo livro e traz a poesia para o mercado de seguros Conselheiro do Clube e colunista da Revista do CVG-RJ, o empresário Aurelio Rodrigues trouxe um pouco mais de lirismo ao mercado segurador ao lançar o seu segundo livro de poesias, “Versos e Contos em Versos”, nesta quinta-feira, 17 de março, na Mapfre Seguros, Centro. Além de patrocinar a obra, a seguradora tem um histórico de parceria com o autor por meio de sua corretora, Itacoatiara Consultoria e Corretagem de Seguros, há mais de 15 anos. “Em 1999, quando a Mapfre iniciava operações no Rio de Janeiro, teve sua produção duplicada depois que ele começou a trabalhar conosco. O que o Aurelio construiu no mercado de seguros deixou um legado e é um orgulho tê-lo como parceiro de negócios”, declarou Daniel Brazil Protásio, diretor territorial do Rio de Janeiro da seguradora. O livro, editado pela VTN Comunicação, apresenta 44 poemas e 12 contos em versos. Para Aurelio, a obra registra a realização de todos os seus sonhos. “Nas dedicatórias que escrevi, recomendei: sonhem sempre. Hoje, olho para trás e percebo que conquistei tudo o que desejei em minha vida. Tenho uma família maravilhosa, viajei e conquistei muitos amigos durante minha carreira profissional. Esse livro é uma forma de dizer que sou um homem realizado”, discursou aos presentes. Prestigiaram o lançamento sua esposa e filhos, a ilustradora da capa e sua nora, Claudia de Oliveira Rodrigues, além de colegas do mercado, como o presidente do CVG-RJ, Marcello Hollanda, que destacou “o dom e a facilidade com que Aurelio cria suas poesias”. Com 60 anos de experiência e 81 de idade, o empresário é conhecido por garantir aos colegas de seguros uma dose diária de poesia. “Ele sempre envia poemas de muito bom gosto, eu adoro”, contou Marcos Acildo Ferreira, assessor da presidência do CVG-RJ e diretor superintendente da ALM Microsseguradora. O amigo e admirador José Vicente Lopes, também poeta e professor de diretrizes de vendas, exalta o diferencial de Aurelio: “É um poeta da simplicidade. Suas poesias têm a marca da leveza, sem rebuscamentos, imagens enigmáticas de interpretações dúbias”. Também estiveram presentes Luiz Tavares e Alexandre Barbosa, da Mapfre; Roberto Monnerat, ex- Mapfre e patrocinador do 1º livro de Aurelio; Olívio Américo, presidente da Aconseg-RJ e do Conselho do CVG-RJ; Affonso D’Zancourt, do Grupo Audicent Assessoria e Consultoria Empresarial; e os diretores do CVG-RJ Sergio Ricardo Souza e Wellington Costa. . Grupo Bradesco Seguros amplia liderança em Seguro de Vida e Acidentes Pessoais no Sudeste O Grupo Bradesco Seguros registrou crescimento de 9,9% no faturamento em seguro de vida e acidentes pessoais na Região Sudeste em 2015, sobre 2014, totalizando cerca de R$ 4 bilhões em prêmios. Na mesma base de comparação, o crescimento do mercado foi de 4,1%. Com o resultado, o Grupo ampliou a liderança na Região, chegando a 20,9% de market share. Somente em São Paulo, o Grupo Segurador registrou aumento de 10,2% na receita de seguro de vida e acidentes pessoais, totalizando R$ 3,3 bilhões. No mesmo período, o mercado teve expansão de 3,2%. O bom desempenho proporcionou ao Grupo – segurador e patrocinador oficial dos Jogos Rio 2016 – a ampliação da liderança do segmento no Estado, alcançando 24,2% de market share. . Federação lança no Rio campanha nacional de controle de parasitoses Uma campanha nacional de controle de parasitoses foi lançada hoje, no Rio de Janeiro, para conscientizar a população sobre a necessidade de previnir e tratar doenças provocadas por vermes e outros parasitas. O Movimento Brasil sem Parasitose – uma iniciativa da Federação Brasileira de Gastroenterologia (FGB) – fará ações itinerantes em 11 cidades brasileiras até outubro, levando atendimento médico gratuito e informações às pessoas. Segundo a federação, coordenadora da campanha, mais de um terço da população brasileira sofre com alguma parasitose. Entre as crianças, a prevalência é de 55% no país. Para o vice-presidente da entidade, James Marinho, os principais fatores de proliferação dos parasitas intestinais são saneamento básico precário, preparação inadequada de alimentos e falta de cuidado com a higiene pessoal. “É fundamental ter uma boa higiene pessoal, tomar banho, andar calçado, lavar as mãos toda hora que pegar em dinheiro, ir ao banheiro ou pegar alguma coisa no chão. Quando a pessoa não tem uma água de boa qualidade, precisa ferver, adicionar hipoclorito naquela água (três gotas por litro) e esperar uma hora para poder beber. Além disso, ter cuidado com os alimentos”, disse Marinho. Marinho explica que as parasitoses podem ser assintomáticas, mas também podem provocar complicações para a saúde das pessoas e até levar à morte. Segundo ele, é preciso evitar a automedicação. Em caso de sintomas suspeitos de parasitose, como gases, desconforto, dores abdominais e diarreia (entre outros), é importante procurar um médico. “Existe uma ideia, na cabeça da população, de que anualmente tem que se tomar antiparasitários. Mas o exame de fezes é sempre importante, porque tem remédio que serve exclusivamente para um determinado tipo de parasita, tem remédio que serve para mais de um e tem remédio para uma grande quantidade de parasitas. Mas só o médico é capaz de indicar o tratamento adequado”, disse. No Rio de Janeiro, estão previstas duas ações. A primeira acontece de hoje a domingo (20), das 8 às 17h, no Parque de Madureira, na zona norte da cidade. A segunda, de 22 a 24 de março, na Praça Saens Peña, no mesmo horário. Em seguida, a campanha vai para São Paulo, Salvador, Aracaju, Maceió, Recife, Natal, Fortaleza, São Luiz, Brasília e Belo Horizonte. . Corretores de SP já podem responder sobre serviços e produtos das seguradoras Já está disponível para os corretores de seguros que atuam no Estado de São Paulo o segundo módulo da Pesquisa de Satisfação dos Corretores de Seguros – Serviços & Produtos das Seguradoras, realizada pelo Sindicato dos Corretores de Seguros no Estado de São Paulo (Sincor-SP). Nesta etapa, os profissionais poderão avaliar a forma de operação das companhias em Ramos Elementares. A nova fase do estudo traz questionamentos aos corretores relacionados a avaliação de riscos das companhias, tempo utilizado para vistoria, preços de renovações, comissionamento, liquidações, entre outros fatores. A avaliação é feita por meio questões objetivas em cinco escalas: excelente, muito bom, bom, regular e ruim. O tempo médio de resposta é de menos de cinco minutos. Conduzido pelo consultor de Economia do Sindicato, Francisco Galiza, o estudo é composto por quatro módulos. O primeiro avaliou o segmento Vida e as etapas complementares abordarão os ramos de Saúde e Odonto, concluindo com Automóvel. Conforme os novos módulos entram no ar, os anteriores continuam ativos para participação da categoria. “Ao final das quatro etapas, as avaliações serão enviadas às seguradoras para que estas possam aprimorar ainda mais os seus serviços”, diz o presidente do Sincor-SP, Alexandre Camillo. “A confidencialidade dos participantes e das seguradoras mencionadas será mantida de forma absoluta”, completa o 1º vice-presidente do Sincor-SP, Boris Ber, responsável pelo andamento desse estudo. Os resultados serão divulgados entre junho e outubro, quando haverá apresentação exclusiva para jornalistas e palestra no XVII Conec. Também está previsto o envio das avaliações a cada seguradora, individualmente, de acordo com os respectivos focos de atuação. É possível acessar os módulos por meio do link: http://migre.me/tfXJD. O preenchimento é restrito aos corretores de seguros que atuam no Estado de São Paulo.

Artigos Relacionados

ANS não tem competência para mudar entendimento sobre Rol

Maioria da justiça reconhece que procedimentos são os mínimos exigidos das operadoras de saúde.

Setor de seguros cresce 1,3% em 2020

O setor cumpriu a sua missão de desonerar o Governo de gastos para amparo à sociedade

Novo portfólio de planos de saúde coletivos por adesão

Esse benefício também será válido para quem adquirir as linhas Amil e Amil Fácil do antigo portfólio. Já o corretor terá premiação com pagamento à vista pelo Cyber Bônus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Presidente do Banco do Brasil joga a toalha

Centrão tem interesse no cargo.

Imóveis comerciais tiveram estabilidade em janeiro

Nos últimos 12 meses, entretanto, preços de venda e locação do segmento acumulam quedas de 1,32% e 1,18%, respectivamente.

Contas públicas têm superávit de R$ 58,4 bilhões em janeiro

Dívida bruta atinge 89,7% do PIB, o maior percentual da história.

Presidente do Inep é exonerado do cargo

Medida foi publicada no Diário Oficial de hoje; até o momento, não foi anunciado o nome de quem o substituirá.

Primeiro caso de Covid-19 no Brasil completa um ano

Brasil tem novo recorde de mortes diárias, diz Fiocruz; boletim informa que houve ontem 1.148 mortes.