SEG NOTÍCIAS - Planos terão de cobrir exames para detectar coronavírus

Teste será coberto para os beneficiários de saúde com segmentação ambulatorial, hospitalar ou referência.

Seguros / 16:50 - 13 de mar de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O Diário Oficial da União (DOU) publica nesta sexta-feira a resolução normativa da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que regulamenta a cobertura obrigatória e a utilização de testes diagnósticos para infecção pelo coronavírus.

Ontem, a diretoria colegiada da agência havia aprovada a medida, publicada hoje. Ela determina a inclusão do exame para a detecção do novo coronavírus (Covid-19) dentro do rol de procedimentos obrigatórios para os beneficiários de planos de saúde.

A ANS incluiu no rol de procedimentos o exame SARS-CoV-2 (Coronavírus Covid-19) - pesquisa por RT - PCR (com diretriz de utilização). A cobertura é considerada obrigatória quando o paciente for considerado um caso suspeito ou provável de ter o coronavírus.

O teste será coberto para os beneficiários de planos de saúde com segmentação ambulatorial, hospitalar ou referência e será feito nos casos em que houver indicação médica, de acordo com o protocolo e as diretrizes definidas pelo Ministério da Saúde.

A ANS orienta que os beneficiários consultem as operadoras de planos de saúde para se informarem sobre os locais adequados para a realização do exame e esclareçam dúvidas sobre o diagnóstico ou tratamento da doença.

A agência também esclarece que a cobertura do tratamento aos pacientes diagnosticados com o Covid-19 já é assegurada aos beneficiários de planos de saúde, de acordo com a segmentação de seus planos (ambulatorial, hospitalar).

A ANS decidiu suspender, temporariamente, o atendimento presencial feito ao público em seus 12 núcleos existentes no Brasil. A medida tem por objetivo combater a propagação do novo coronavírus.

.

Coronavirus - II - O Sindicato dos Corretores de Seguros do Rio Grande do Sul (Sincor-RS) suspendeu o café da manhã com palestra de Leonardo Pereira de Freitas, diretor comercial da Bradesco Seguros, previsto para o dia 18 de março, no Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre. Motivo: evitar reuniões em ambientes fechado, por causa do coronavirus. O evento será remarcado.

.

Coronavirus - III - Também o Clube dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro (CCS-RJ) e a Educa Seguros informam a decisão de adiar o evento CCS-RJ Connection, que seria realizado no próximo dia 31 de março, devido às últimas notícias relacionadas ao coronavírus.

Considerando-se o decreto de pandemia mundial pela Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta quarta-feira, 11 de março, e as recomendações de autoridades públicas de saúde, pela segurança de todos, não resta outra opção a não ser aguardar um momento mais favorável para a promoção dessa importante troca de conhecimento.

Os responsáveis frisam, porém, que o evento não deixará de acontecer, sendo remarcado para uma nova data, que será divulgada em breve.

.

Coronavirus - IV - Em nota, a Federação Nacional dos Corretores de Seguros Privados e de Resseguros, de Capitalização, de Previdência Privada, das Empresas Corretoras de Seguros e de Resseguros (Fenacor), disse que "na qualidade de representante dos sindicatos a ela filiados, em especial os situados na Região Nordeste e, notadamente, o Sincor-PB, anfitrião do evento, vem a público comunicar o adiamento sine die do 4º Consegne, marcado para os dias 19 e 20 de março, em João Pessoa."

Segue dizendo que a "difícil decisão, que foi tomada no sentido de termos uma responsabilidade consequente, está calcada e se fundamenta nas orientações das autoridades públicas de saúde, internacionais e nacionais, principalmente na figura do Sr. Ministro de Estado da Saúde, no que tange a incerteza geral quanto à possibilidade de rápida propagação do coronavírus (Covid-19). Prezamos e levamos muito a sério a segurança, a integridade e a saúde dos congressistas inscritos, convidados, equipes, demais envolvidos no Evento e comunidade em geral, bem como com a imagem do setor, especialmente, do corretor de seguros, que é o assessor/consultor defensor do consumidor, adotando, enfim, por prudência e prevenção - que se constitui na própria essência desse profissional -, a presente decisão lastreada em protocolos, recomendações e orientações das autoridades públicas de saúde, que alertam para a necessidade de evitar aglomerações."

A entidade pede desculpas e "principalmente, a compreensão de todos, pelos eventuais transtornos que podem vir a ser gerados por esta decisão de adiamento do Evento, mas, o momento é realmente muito delicado e exige o comprometimento e a ação preventiva de todos em prol de um bem maior. Tão logo esse problema, que muito aflige a comunidade mundial, seja superado e esteja sob controle, repisando, definiremos e divulgaremos uma nova data para a realização desse importante evento, que, garantimos, será realizado no futuro. Nós nos colocamos à disposição para mais informações e orientações, através do e-mail sincorpb@gmail.com."

.

Coronavirus - V - A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro informou que, nesta quinta-feira, havia 16 casos confirmados do coronavírus e 228 suspeitos no estado do Rio de Janeiro.

A 16ª paciente é uma mulher de 28 anos residente na cidade do Rio de Janeiro. Ela procurou o serviço de saúde ao sentir febre, cefaleia e mialgia. Os exames laboratoriais testaram positivo para o Covid-19. A paciente apresenta estado de saúde estável e está em isolamento domiciliar.

Ontem, o Estado do Rio de Janeiro passou do Nível 0 para o Nível 1 do plano de contingência após a confirmação do primeiro caso de transmissão local de coronavírus.

No mês passado, a SES elaborou e definiu um plano de contingência para enfrentar uma possível epidemia de coronavírus no Estado do Rio.

O plano tem a intenção de sistematizar ações e procedimentos de responsabilidade da esfera estadual de governo. Os níveis de acionamento (zero, um, dois e três) foram organizados de acordo com parâmetros epidemiológicos, como números de casos.

O primeiro objetivo estratégico do plano de contingência é intensificar medidas de segurança para conter a transmissão humano a humano, incluindo as infecções secundárias entre pessoas próximas e profissionais de saúde.

.

DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL

Café com Seguro - No dia 11 de março, a Academia Nacional de Seguros e Previdência (ANSP) realizou o Café com Seguro que abordou o tema "Lei de Liberdade Econômica e impactos no Setor de Seguros". O evento teve como objetivo colocar em pauta os princípios da Lei, a extensão de sua aplicação, os impactos macro e microeconômicos, o que as seguradoras devem esperar e os impactos da distribuição de seguros. O evento aconteceu no auditório do Sindicato das Empresas de Seguros e Resseguros do Estado de São Paulo (Sindseg-SP).

A primeira palestra abordou o tema "Aspectos Gerais da Lei de Liberdade Econômica" e foi conduzida pela acadêmica Leatrice Bez, advogada sócia do escritório Franco Advogados. Para Beatriz, a Lei trouxe modificações principalmente nas relações entre empregados, empregadores, empresas e governo. "Essa Lei tem um amplo caráter liberal com o propósito de tornar menos engessadas as relações entre o setor privado e o setor público, sem tantas amarras", explica.

Em seguida, o acadêmico Voltaire Marensi ministrou a palestra com o tema "Futuro Panorama das Medidas Provisórias 904 e 905. "No contrato do Seguro, a boa-fé, a ética e a lealdade devem sempre imperar nas relações empresariais, seja por parte do empresário, do consumidor, do segurado e do próprio corretor de seguros", disse.

Logo após, o acadêmico Francisco Galiza apresentou a palestra com o tema "Impactos Econômicos Esperados pelo Mercado de Seguros". Segundo ele, o cenário é positivo diante da crise econômica que o Brasil passou nos últimos três anos. "O setor conseguiu crescer acima da inflação, é claro que o setor de seguros depende muito do mercado. De qualquer maneira, é um saldo positivo", disse.

Em seguida, o acadêmico Bento Zanzini colocou em pauta a "Influência da Nova Lei e os seus Reflexos no Mercado Segurador frente à revogação de dois dispositivos insertos no Decreto-Lei nº 73/66". Para Zanzini, basta um olhar para o mercado brasileiro e vemos que tem muito para se desenvolver. "Quanto mais nós tirarmos as amarras desse mercado e deixarmos crescer, mais ou menos livremente, melhor para o país. E, nesse sentido, essa Lei tem sido bastante oportuna", relatou.

Logo depois, o tema "Os impactos na distribuição de seguros no Brasil" foi conduzido por Edson Fecher, advogado, diretor da Camara Sin e coordenador da Comissão Jurídica do Sincor-SP. "Nosso cliente é o nosso patrimônio, nós temos um desdobramento de negócios dentro do cliente que temos que enxergar e para isso precisamos estar presentes e entendermos o cliente, a necessidade dele e oferecer o melhor produto", explica.

Por fim, o tema "Desburocratização da Saúde Suplementar" foi ministrado pelo acadêmico Josafá Ferreira Primo, administrador de Empresas pela Escola de Negócios e Seguros - ENS e coordenador da Cátedra de Saúde da ANSP. "A função do profissional corretor de seguros e da Operadora de Saúde é educar o tempo todo. Além disso, é preciso que o beneficiário não seja tratado com um número", conclui.

A abertura do evento foi realizada pelo acadêmico Paulo Marraccini, vice-presidente do Conselho Superior da ANSP e o acadêmico Edmur de Almeida, diretor da ANSP, fez a apresentação e a composição da mesa. O encerramento do vento ficou a cargo do presidente da ANSP, João Marcelo dos Santos.

A coordenação do evento foi do acadêmico Edmur de Almeida, diretor de Fóruns Acadêmicos da ANSP, coordenador das comissões técnicas dos seguros de crédito, garantia e fiança locatícia do Sincor-SP e da Fenacor e do acadêmico Voltaire Marensi, coordenador da Cátedra de Direito do Seguro.

.

SEGURO CIDADÃO

Mês da Mulher - A Prudential do Brasil, maior seguradora independente do país no ramo de seguros de vida, celebra o Dia Internacional da Mulher com ações especiais durante o mês de março. Com atuação no país há 22 anos, a companhia iniciou uma divulgação na tv corporativa sobre perfis de funcionárias e líderes da seguradora que se destacaram em projetos especiais ou na rotina de trabalho. Esse material é apresentado diariamente aos colaboradores e prestadores de serviço da empresa.

A seguradora também sorteou oito pares de ingressos entre os colaboradores para participar de um evento realizado no último dia 09 de março pela consultoria Price Waterhouse Coopers (PwC), no Teatro Prudential, no Rio. Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, a ação envolveu a divulgação em primeira mão do documentário "Como ela faz?", seguido de debate acerca do tema e dos tópicos levantados pelo curta, que retrata a questão de gênero focando no mercado de trabalho e seus múltiplos desdobramentos. O bate-papo contou com a presença de painelistas como a vice-presidente de Finanças, CFO e CRO da Prudential do Brasil, Thereza Moreno, a sócia e líder do escritório da PwC no Rio, Claudia Eliza, além de Maristella Iannuzzi, consultora da ONU Mulheres, entre outras. Enriquecedor, o evento ressaltou informações importantes como dados de um recente relatório do Fórum Econômico Mundial, que indica que a paridade de renda entre gêneros será alcançada apenas em 2277, ou seja, 257 anos para que homens e mulheres ganhem o mesmo salário, exercendo a mesma função.

Por fim, ainda durante o mês de março, a biblioteca da Prudential do Brasil irá reforçar o acervo com títulos importantes que trazem à luz temas de gênero e diversidade, como "Minha História", de Michelle Obama; "Vamos juntas? O guia de sororidade para todas", de Babi Souza; e "Eu sou Malala: a história da garota que defendeu o direito à educação e foi baleada pelo Talibã", de Christina Lamb, Malala Yousafzai e outros. A ideia é promover o "book crossing" (leitura/troca de livros entre pessoas), estimulando a reflexão e aprofundamento desses assuntos entre os funcionários.

Segundo a vice-presidente de Parcerias Comerciais da companhia, Patrícia Freitas, que integra o Comitê de Inclusão e Diversidade da Prudential do Brasil, o objetivo das iniciativas vai muito além da merecida homenagem a todas as mulheres da companhia, do Brasil e do mundo. "Além de celebrar a data, homenageando as mulheres por todas as conquistas sociais, econômicas, políticas e culturais ao longo da história, quisemos que as ações promovidas pela Prudential do Brasil representassem também uma oportunidade para reforçar que o cenário contemporâneo ainda é de desigualdade e, por isso, é preciso ampliar e aprofundar o diálogo sobre a questão da igualdade de gênero no Brasil. Desta forma, contribuímos com o empoderamento da mulher brasileira na sociedade", destaca a executiva.

O tema mulher é prioridade na Prudential do Brasil e ao longo do ano outras ações serão realizadas para reforçar e promover a discussão desse tema e outros entre os colaboradores da empresa. Atualmente, dos 803 funcionários da companhia, 56% são mulheres. Já entre os cargos de liderança, 47% são ocupados por elas.

.

Dengue em crianças Por mais que campanhas e alertas sejam feitos anualmente, a dengue é difícil de ser diagnosticada e quando a picada do Aedes aegypti afeta uma criança, a identificação da doença torna-se ainda mais complicada.

Os sintomas da doença são: dores de cabeça, falta de apetite, vômitos, febre, diarreia e em alguns casos, sangramento na gengiva ou nariz. VNem todos os sintomas aparecem nos primeiros dias, podendo ser confundido com uma gripe forte.

Por isso, é preciso muita atenção quando há manifestações de doenças nos pequenos. A pediatra Loretta Campos explica que "a dengue pode ser assintomática ou com poucos sintomas, ou seja, qualquer quadro febril pode caracterizar dengue" e complementa "é sempre necessário observar a ausência de apetite, muita sonolência ou apresentar quadro de vômitos ou diarreia". Outras manifestações da doença são as manchas vermelhas na pele, vale lembrar que, pode aparecer de três a sete dias do início da doença.

Para o tratamento, a pediatra adverte: "ao apresentar esses sintomas, é necessário procurar atendimento médico. Nesse período, é importante seguir à risca as prescrições médicas, como atentar-se para a hidratação do paciente, sempre monitorando os sintomas para evitar complicações graves da doença".

.

ENDOSSANDO

Proteção de empresas e estabelecimentos educacionais contra incêndios - A volta da rotina escolar movimenta, principalmente, instituições de ensino, empresas do segmento e estabelecimentos comerciais, como livrarias e papelarias. Ao longo de todo o ano, empresários, educadores e varejistas precisam redobrar o cuidado com produtos em áreas de venda e depósitos, locais que acumulam grande número de mercadorias inflamáveis, como livros, cadernos e outros materiais escolares que têm alto potencial de causar incêndios.

Para abordar a proteção e as medidas de segurança necessárias em ambientes de trabalho, a Bradesco Auto/Re convida o diretor técnico e de produtos, Saint'Clair Lima, que pontua dicas importantes: revisar periodicamente instalações elétricas de todo o estabelecimento; instalar extintores em locais de fácil acesso, desobstruídos, devidamente carregados e com a revisão periódica em dia. Eles são a maneira mais prática e eficiente de combater princípios de incêndio; os funcionários devem receber treinamento para o uso dos diferentes tipos de extintores, que são classificados de acordo com a carga, que pode ser: halogenada, de água, de espuma mecânica, de dióxido de carbono (CO2), de pó químico, de cloreto de sódio ou com base alcalina, por exemplo; nas áreas destinadas ao depósito de mercadorias, manter os produtos armazenados longe de luminárias e de bicos de sprinklers. O recomendado é que seja preservada uma distância mínima de aproximadamente meio metro; não utilizar benjamim, instalações improvisadas ou sobrecarregar tomadas com vários equipamentos; toda a fiação deve ser embutida em conduítes. Não realizar instalações elétricas aparentes ou expostas; aparelhos elétricos, como ar-condicionado, impressoras, computadores, cafeteiras e outros, devem ser desligados quando o estabelecimento não estiver em funcionamento.

Para esse tipo de proteção, a companhia oferece o Bradesco Seguro Empresarial. As coberturas contemplam, desde danos causados por incêndios - envolvendo equipamentos elétricos ou causados por materiais sólidos e líquidos - até explosões, além de queda de raio, roubo, entre outros imprevistos. O seguro ainda disponibiliza assistências emergenciais gratuitas 24h por dia, como chaveiro, vigilante, vidraceiro, serviço de mão de obra elétrica e hidráulica, entre outros serviços.

.

Resultado operacional - A Generali anunciou ter tido resultado operacional recorde no ano fiscal de 2019 de 5,2 bilhões de euros (+6,9%), com lucro acima de 2,7 bilhões de euros (+15,7%); excelente posição de capital com índice de solvência de 224%, aumentando sua distribuição de dividendos em 6,7% para euro 0,96 por ação; resultado operacional de 5,2 bilhões de euros (+6,9%), graças às contribuições de todos os segmentos de negócios; forte crescimento de lucros chegando a 2,7 bilhões de euros (+15,7%). O lucro líquido ajustado foi de 2,2 bilhões de euros. Excluindo a despesa não recorrente (pontual) de 188 milhões de euros relacionada às operações de gerenciamento de passivos, com a recompra de notas subordinadas, o lucro líquido ajustado foi de 2,4 bilhões de euros (+6,6%); Best Life net inflows entre concorrentes, 13,6 bilhões de euros (+19,6%). As reservas técnicas de vida cresceram para 369,4 bilhões de euros (+7,6%). Margem de Novos Negócios confirmada em níveis excelentes 3,89% (-0,49 p.p.)

Em P&C, os prêmios brutos cresceram para 21,5 bilhões de euros (+3,9%). Índice combinado de 92,6% (-0,4 p.p.), o melhor entre os concorrentes

Graças às tendências positivas nos segmentos de Vida e P&C, os prêmios emitidos brutos atingiram 69,8 bilhões de euros (+4,3%), dos quais 15,2 bilhões provenientes de produtos sociais e ambientais

O lucro da Asset Management aumentou para 280 milhões de euros (+19%).

Excelente posição de capital com Índice de Solvência Regulatório de 224% (217% no exercício de 2018, +8 p.p.)

Dividendo proposto por ação de 0,96 euro, aumento de 6,7% (0,90 de euro no exercício de 2018)

O CEO do Grupo Generali, Philippe Donnet, comentou que "a Generali encerrou 2019 com o melhor resultado operacional de sua história e com uma excelente posição de capital, consolidando seu papel de líder global do setor. Esse conjunto de resultados confirma que estamos no bom caminho para cumprir todas as metas do plano estratégico 'Generali 2021'. A implementação disciplinada da estratégia está impulsionando um crescimento lucrativo em todas as linhas de negócios e tornou possível aumentar a diversificação das fontes de lucro, com entradas líquidas da Life em níveis excelentes e a melhor relação combinada entre concorrentes. Esses resultados, obtidos apesar do contexto macroeconômico, foram alcançados graças à contribuição de todas as pessoas da Generali - funcionários, agentes e parceiros - que trabalham para nos ajudar a alcançar nossa ambição de ser um parceiro vitalício para nossos clientes. Nossa prioridade é promover o crescimento do Grupo que incorpore nossas ações de longo prazo".

.

Abav-MG - A April Brasil Seguro Viagem está presente na 14º edição do Salão do Turismo da Associação Brasileira de Agências de Viagens de Minas Gerais (Abav-MG), que está sendo realizado hoje, 13 de março, no Dayrell Hotel e Centro de Convenções, em Belo Horizonte.

A multinacional participa da feira com stand próprio para reforçar a importância do seguro viagem e os diferenciais dos produtos da empresa, como o melhor custo-benefício do mercado tendo em vista que possui as coberturas mais completas dentre os concorrentes.

O Plano VIP, por exemplo, garante ao viajante embarcar sem nenhuma preocupação pois contempla proteções como danos a mala, maior cobertura de cancelamento ou interrupção de viagem e até assistência para pets. Todos os planos VIP e MAX da empresa já incluem a cobertura de Cancelamento de Viagem Plus Reason.

Para Claudia Brito, diretora comercial da April, o momento não é de economizar na segurança. "Queremos reforçar aos agentes a importância de oferecer produtos de maior cobertura, para que o turista possa embarcar sem nenhuma preocupação. Lembrando que temos opções de cobertura que vão até 1 milhão para despesas médicas, hospitalares e odontológicas", conta.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor