SEG NOTÍCIAS – Susep divulga síntese mensal com dados de outubro

Documento é atualizado de acordo com envio pelas empresas, podendo haver ajustes em função de recargas do Formulário de Informações Periódicas.

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) divulgou no último dia 7 a Síntese Mensal dos principais dados relativos ao desempenho do setor de seguros até outubro de 2020. As informações foram obtidas a partir dos dados encaminhados pelas companhias supervisionadas. O documento é atualizado de acordo com o envio pelas empresas, podendo haver ajustes em função de recargas do Formulário de Informações Periódicas (FIP).

Após o crescimento nos últimos meses, o setor verificou um recuo na geração de receitas no acumulado do ano até outubro, ficando 1,1% abaixo do mesmo período de 2019. Esse resultado foi impulsionado, principalmente, pela redução na captação do VGBL, que observou uma queda de 18,6% em relação a setembro desse ano e de 23,4% em relação a outubro de 2019. Mesmo nesse cenário, a maioria dos ramos já apresenta crescimento real positivo no acumulado do ano.

Os seguros de danos apresentam crescimento de 2,2% no acumulado do ano. Excluindo-se o segmento auto, o crescimento dos demais ramos acumula 7,5% em 2020, o que representa um aumento real, descontado o IPCA, de 4,33%.

O seguro de fiança locatícia apresentou crescimento de 72,3% no acumulado do ano, com crescimento real de 67,2%. Comparado com o mesmo mês de 2019, o crescimento nominal foi de 110%.

Seguros compreensivos residenciais cresceram 3,6% no acumulado do ano em relação ao mesmo período de 2019, que representa um crescimento real positivo de 0,6%.

Seguros de vida e prestamista também observam crescimento no acumulado de 2020 com relação a 2019. Os seguros de vida cresceram 10,5% no período, enquanto o prestamista cresceu 5,2%.

.

DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL

6ª Edição do Prêmio Prudential Espírito Comunitário – Com recorde de inscritos e representantes de todos os estados do Brasil, Comissão Julgadora seleciona 10 projetos de jovens voluntários que concorrerão ao primeiro e segundo lugares na grande noite de premiação, dia 21 de dezembro, em cerimônia virtual no Teatro Prudential, no Rio de Janeiro

No mês do Dia Internacional do Voluntariado, comemorado no sábado, 05 de dezembro, a seguradora Prudential do Brasil – a maior independente do país no mercado de seguros de pessoas – divulgou os 10 finalistas da 6ª edição do Prêmio Prudential Espírito Comunitário, projeto idealizado pela companhia que, há cinco anos, tem o objetivo de incentivar e reconhecer jovens entre 14 e 19 anos, de todo o país, que realizam iniciativas no âmbito do voluntariado. Nesta edição, foi criada uma categoria especial para jovens que realizaram ações para ajudar a sociedade em meio ao cenário da Covid-19.

O Prêmio Prudential Espírito Comunitário deste ano teve recorde de projetos inscritos: foram cerca de dois mil – 22% a mais do que no ano passado – e contou com a participação de jovens de todos os estados do Brasil.

Os 10 projetos finalistas concorrerão ao primeiro e segundo lugares na grande noite de premiação, dia 21 de dezembro, às 17h30, em cerimônia virtual transmitida ao vivo do Teatro Prudential, no Rio de Janeiro. Os jovens finalistas representam os estados do Rio de Janeiro (3), Pará (1), Bahia (1), São Paulo (1), Amazonas (1), Distrito Federal (1) e Pernambuco (2). O evento ainda contará com a presença do embaixador do Prêmio Prudential, Ricardo Amorim, jornalista e economista. Os critérios de seleção levaram em conta pontos como esforço, impacto social, desenvolvimento pessoal e inspiração. Os dois vencedores receberão medalhas de ouro e de prata, além de prêmios em dinheiro, nos valores de R$ 25 mil e R$ 10 mil, respectivamente, para doar à instituição sem fins lucrativos para a qual realizaram a ação voluntária ou para alguma outra escolhida por eles.

Além dos dois vencedores, este ano o Prêmio Prudential tem uma categoria especial: Jovens contra a Covid-19, dando destaque para jovens que de forma criativa e com muito empenho conseguiram ajudar a sociedade em meio ao cenário desafiador da pandemia. Nesta categoria, o jovem vencedor receberá a doação de R$ 5 mil.

Como nas edições anteriores, o Prêmio Prudential traz temas relevantes para o desenvolvimento da sociedade, tais como: inclusão e diversidade, preservação do meio ambiente, auxílio aos refugiados, entre outros. “Há 22 anos, a Prudential do Brasil tem o compromisso de proteger e melhorar a vida das pessoas, solucionando os desafios financeiros de uma sociedade diversa e em constante mudança. Em linha com esse propósito, o Prêmio Prudential acredita que a construção de uma sociedade mais estruturada e com mais oportunidades para todos acontece também por meio da força do voluntariado e da capacidade dos jovens em empreender e mudar o mundo”, comenta Fernanda Riezemberg, gerente de Marketing Institucional da Prudential do Brasil.

O Prêmio Prudential Espírito Comunitário já doou mais de R$ 100 mil para instituições filantrópicas. “A cada ano observamos aumento no número de inscritos, o que traduz o potencial do Prêmio Prudential de incentivar a cultura do voluntariado no país. Esperamos que essa corrente do bem se traduza em ainda mais engajamento e criatividade dos jovens para propor novas soluções ao longo dos próximos anos. Estamos muito orgulhosos”, afirma Marcia Fernandes, coordenadora de Marketing Institucional da Prudential do Brasil.

Para Iago Lima, medalha de ouro na edição de 2019 com o projeto de transformação do descarte do soro do leite em fertilizante natural, ajudando a preservação ambiental e reduzindo a utilização de materiais tóxicos no meio ambiente, o prêmio mudou sua vida. “O voluntariado é algo inusitado, porque ele tem a possibilidade de mostrar a outros jovens o impacto na vida das pessoas”, conta o vencedor.

Data: 21 de dezembro, às 17h30 – transmissão ao vivo do Teatro Prudential pelo canal do YouTube da seguradora Prudential do Brasil: www.youtube.com/PrudentialDoBrasilSegurosDeVida.

Conheça aqui os 10 finalistas da edição 2020 do Prêmio Prudential Espírito Comunitário: www.premioprudential.com.br.

.
ENDOSSANDO

Parcerias – A Zurich expandiu ainda mais a oferta de fundos de previdência, por meio das parcerias com diversas casas independentes para atender todos os perfis de investidores.

A seguradora lançou, desde janeiro deste ano, nove fundos com diferentes benchmarks (índices de referência) e taxas competitivas, para que os investidores possam aproveitar o momento atual da economia, com redução das taxas de juros brasileira ao menor nível histórico, de 2% ao ano – cenário ideal para a diversificação de portfólio.

Com essas novas ofertas, a Zurich Brasil Vida e Previdência, cujos ativos sob gestão ultrapassam a marca de R$ 2,4 bilhões, pretende ampliar ainda mais sua presença no mercado de previdência complementar aberta, com a oferta de fundos de previdência que atendam a demanda dos investidores, sejam aqueles que já são clientes, ou que ainda não são e desejam fazer portabilidades para a Zurich.

“Cada vez mais, as pessoas veem a previdência privada como o meio mais apropriado para formar uma reserva de longo prazo, para projetos futuros ou complementar a aposentadoria, como ficou ainda mais claro após as discussões e aprovação da reforma da Previdência Social, há exatamente um ano”, comenta o diretor de Vida, Previdência e Capitalização da Zurich no Brasil, Fabiano Lima.

“Por isso que estabelecemos parcerias com empresas variadas, de startups às casas tradicionais, mas todas com reconhecida solidez e que oferecem expertise e acesso a papéis com benchmarks variados: do CDI ao juro real, do Ibovespa ao Imab ou o IBX, tudo para que a Zurich possa cumprir a sua missão de auxiliar as pessoas a constituírem uma reserva de longo prazo, seja para complementar renda na aposentadoria ou realizar outros projetos pessoais e familiares. Entendemos que os planos de previdência são um excelente instrumento para alcançar esses objetivos”, explica.

Os nove novos fundos de investimento em previdência da Zurich no Brasil: ARX Denali Zurich Prev (fundo gerido pela ARX; perfil: conservador; classe: renda fixa crédito privado; e benchmark: CDI), ARX Income 70 Zurich (fundo gerido pela ARX , do Grupo BNY Mellon; perfil de investimento: superagressivo; classe: multimercado, com foco em ações; e benchmark: 70% Ibovespa + 30% CDI); ARX K2 Zurich FIM (fundo gerido pela ARX; perfil: moderado; classe: juro real; e benchmark: IMA-B 5); AZ Quest TOP LB Zurich 70 (fundo gerido pela AZ Quest, do Grupo Azimut); perfil de investimento: superagressivo; classe: multimercado, com foco em ações; e benchmark: 70% IBX + 30% IMA-B); Claritas Zurich Prev FIM (previsão início 10/2020) (fundo gerido pela Claritas; perfil: agressivo; classe: multimercado, estratégia macro; e benchmark: CDI); Kadima Zurich Prev FIM (fundo gerido pela Kadima; perfil: agressivo; estratégia: multimercado quantitativo; e benchmark: CDI); Legacy Capital Zurich Prev FIM (previsão início 10/2020) (fundo gerido pela Legacy Capital; perfil: agressivo; classe: multimercado, estratégia macro; e benchmark: CDI); Occam Zurich Prev FIM (fundo gerido pela Occam; perfil de investimento: agressivo; classe: multimercado livre, com foco em estratégia macro, que inclui ações, movimentos dos juros e das moedas; e benchmark: CDI); e Onze Zurich Previdência Arrojadaa FIM (fundo gerido pela Onze; perfil de investimento: moderado; classe: multimercado, estratégia macro; e benchmark: CDI)

Além de disponibilizar novos fundos de previdência privada, a Zurich também fechou parcerias com a corretora de investimentos Genial Investimentos e a gestora de investimentos Onze para ampliar a distribuição dos produtos.

Ligada ao Banco Plural, a Genial Investimentos possui mais de R$ 40 bilhões de ativos sob gestão e 300 mil clientes. Sua operação é totalmente digital e permite atuação em grande escala, com distribuição dos fundos de previdência da Zurich por meio de assessores comerciais e corretores parceiros.

Já a Onze caracteriza-se por ser a primeira PrevTech do país. A nova fintech, do grupo Rede Ventures, traz inovação ao mercado brasileiro. Com uma operação voltada inicialmente ao mercado de planos corporativos de previdência privada, apresenta uma experiência 100% digital para colaboradores e RHs das empresas por meio de um aplicativo que customiza a experiência de cada empresa. Seu modelo de negócios aposta em crescimento acelerado, oferece os fundos da Zurich alinhados a fundos próprios com taxas atrativas e uma solução completa de saúde financeira.

.

Crescimento – O ano de 2020 está terminando e a Moby Corretora de Seguros refez o planejamento com a pandemia e conseguiu avançar, mesmo com a crise instaurada no país. A empresa especializada na comercialização de seguros pela internet cresceu em 8 % em prêmio líquido e 15% em número de itens na carteira de automóveis, comparado ao ano de 2019. Já a área de benefícios, teve um avanço de 42%, comparado ao ano anterior. Os sócios Arley Boullosa, Liliane Barros e Kamila Alves, conduziram o trabalho com toda equipe em trabalho remoto e acompanharam todo plano de ação, em tempo real.

De acordo com Arley Boullosa, sócio fundador da corretora, um dos fatores que ajudou a empresa a não ter perdas foi já ter iniciado, desde a sua concepção, com um modelo de negócio digital. “Sempre estivemos atentos ao que acontece no nosso mercado e em outros segmentos e quando desenhamos como a Moby iria funcionar, analisamos o que acontecia aqui no Brasil, no final de 2011 e também na Europa e EUA. Chegamos à conclusão que se quiséssemos ter uma operação com crescimento rápido, o melhor caminho seria fazer a captação de leads na internet e vender o seguro de automóvel de forma consultiva. A partir daí estruturamos toda a corretora para funcionar com base nisso e hoje somos a maior corretora do Rio de Janeiro na internet”.

A área de Benefícios da corretora, que tem como responsável a sócia Kamila Alves, conduziu toda a operação focada nos novos contratos de plano e seguro saúde. A executiva aponta que a pandemia fez a procura por produtos da sua área aumentar e a Moby aproveitou a oportunidade. “Tivemos uma demanda grande de contratação de planos de saúde. Muitas contratações novas para quem não quer depender da rede pública em caso de ficar doente, e também houveram mudanças de planos que aconteceram, devido a perda do poder aquisitivo ou até mesmo dos empregos, bem como a necessidade de ajustar orçamento e economizar de alguma forma. Outro fator que contribuiu é que na saúde, seguimos o mesmo modelo de captação de clientes que temos no automóvel, que é captarmos potenciais clientes na internet. E o isolamento social fez a procura aumentar em diversos segmentos, inclusive a procura por planos de saúde”.

O programa de relacionamento para corretores parceiros que entraria no ar no final do ano foi antecipado, em função de um movimento que aconteceu durante a pandemia. Os corretores procuraram a Moby para conversar e unir forças. Já existia um planejamento para parceria, compartilhando a experiência da corretora, com a experiência no mercado, expertise no digital e estrutura operacional e de sinistros para alguns corretores. O processo foi antecipado, devido à necessidade de atendimento a essa demanda.

Os sócios realizaram uma reunião há dois meses, para traçar alguns objetivos para o próximo ano. Entre eles estão: continuar com a operação focada em crescimento, resultado financeiro, cuidar da gestão de pessoas, diversificar os produtos vendidos e aguardar a vacinação para a retomada do expediente para o escritório.

.

Novo CEO Internacional – A Starr Companies acaba de anunciar Carlos Stefani como o novo Chief Executive Officer (CEO) da Assist Card para o todo o mundo.

Carlos é membro do Comitê Executivo da companhia há mais de cinco anos, atuando até o momento como diretor jurídico, cargo que ocupa desde 2013, quando ingressou na Assist Card. Além de suas funções, entre 2016 e 2017, com sede no México, dirigiu as operações daquele país.

“Estou orgulhoso e muito grato pela confiança depositada em mim. Aproveito para agradecer a todas as pessoas que compõem a Assist Card, com quem trabalhamos todos os dias para cumprir os compromissos assumidos com os viajantes e parceiros de negócios. Neste ano, que foi tão particular para o setor, continuaremos promovendo iniciativas que ajudem a reativar o turismo, liderando a transformação digital de forma a facilitar a experiência do usuário e o acesso aos nossos produtos”, comenta o novo CEO, Carlos Stefani.

Carlos cursou Direito na Universidade de Buenos Aires e em 2008 concluiu o mestrado em direito e economia pela Universidade Torcuato Di Tella. Antes de ingressar na Assist Card, ocupou cargos de liderança nos renomados escritórios de advocacia Brons & Salas e C&C Beccar Varela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Qualicorp e Unimed Serrana RJ lançam planos a partir de R$ 213

A Qualicorp, plataforma de escolha de planos de saúde do Brasil, e a Unimed Serrana RJ anunciam o lançamento de um novo portfólio de planos de...

AMX promove treinamentos para os consultores

Com a finalidade de dar continuidade às ações planejadas com o departamento de vendas, com foco na qualificação profissional, a AMX Corretora de Seguros...

15º Congresso Brasileiro de Direito do Consumidor: Proteção veicular

O avanço das associações de proteção veicular (as APVs) representa a volta ao passado, como aquele representado pela crise dos montepios entre as décadas...

Últimas Notícias

Contração seguida do PIB configura recessão técnica

A quinta-feira foi marcada pela repercussão dos dados divulgados sobre o Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos...

Renova Energia fecha negócio da Brasil PCH

A Renova Energia, em recuperação judicial, concluiu nesta quinta-feira a venda de sua posição majoritária na Brasil PCH, sociedade que reúne 13 usinas de...

ANP aprova novas regras para firmas inspetoras de combustíveis

A Diretoria da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou nesta quinta-feira (02) a resolução que revisa os requisitos necessários para...

Dia de alta para Petrobras e Braskem

A quinta-feira foi um dia de propensão a risco. “Tivemos uma alta bastante expressiva de alguns papéis na bolsa como Petrobras e Braskem. A...

B3 faz leilão do Fundo de Investimentos da Amazônia

Dia 16 de dezembro, a B3 realizará o leilão de valores mobiliários integrantes da carteira de ações do Fundo de Investimentos da Amazônia (Finam),...