Segunda “loja verde” da Starbucks na China entra em operação

A gigante rede do café, a Starbucks abriu sua segunda “loja verde” na China, a qual atende aos novos padrões de baixo consumo de energia e eliminação de resíduos.

Funcionários praticam linguagem de sinais em uma loja da Starbucks em Guangzhou, sul da província de Guangdong, na China, em 19 de maio de 2019. (Xinhua/Deng Hua)

Xinhua - Silk Road

 

Nanjing, 17 jan (Xinhua) – A gigante rede do café, a Starbucks abriu sua segunda “loja verde” na China, a qual atende aos novos padrões de baixo consumo de energia e eliminação de resíduos.

A nova loja está localizada na cidade de Suzhou, na província de Jiangsu, leste da China. A primeira “loja verde” da Starbucks no continente chinês foi estabelecida em Shanghai no ano passado.

Cada “loja verde” da Starbucks deve atender a oito requisitos de um sistema de certificação co-desenvolvido pela Starbucks e instituições de autoridade, envolvendo economia de energia, consumo de água, descarte de resíduos e muito mais. Por exemplo, as “lojas verdes” são obrigadas a usar aparelhos elétricos de baixo consumo de energia, luzes sem mercúrio e torneiras de baixo fluxo.

Estima-se que cada “loja verde” da Starbucks reduza as emissões de carbono em cerca de 10,57 toneladas e o consumo de água em cerca de 301,7 toneladas anualmente, em comparação com lojas do mesmo tamanho abertas em 2019.

A Starbucks planeja construir 60 “lojas verdes” este ano na China e promover gradualmente o modelo para todas as suas lojas recém-inauguradas ou modernizando as já existentes no futuro.

Em 2018, a Starbucks anunciou o conceito “Loja verde da Starbucks” e o compromisso de projetar, construir e operar 10.000 “lojas verdes” no mundo todo até 2025. Fim

Leia também:

Estrangeiros têm mais patentes concedidas na China

Xinhua Silk Road
Agência de notícias oficial do governo da República Popular da China.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Investidores estrangeiros mantém níveis de investimento na China

Espera-se que os investidores estrangeiros mantenham as suas tendências de investimento nas ações de categoria A em 2022, com o controle epidêmico nas regiões chinesas e o emergente valor relativo global do mercado de ações da China, informou Xinhua Finance, citando Fang Xinghai, vice-chefe da Comissão Reguladora de Valores Mobiliários da China (CSRC, sigla em inglês) nesta quarta-feira.

Guangzhou da China lança primeiro lote de títulos corporativos de C&R

O Porto de Guangzhou concluiu nesta terça-feira a emissão de títulos corporativos no valor de 1 bilhão de yuans (cerca de 148,4 milhões de dólares) para investidores na Bolsa de Shanghai, representando a primeiro lote dos títulos corporativos de inovação científica e tecnológica 2022 para Cinturão e Rota (C&R), informou Shanghai Securities News.

Os testes chineses para varíola dos macacos obtêm a certificação da UE

Algumas empresas chinesas anunciaram na quarta-feira que seus kits de detecção de ácido nucleico do vírus da varíola dos macacos obtiveram o certificado de registro CE da União Europeia (UE), informou o Shanghai Securities News nesta quinta-feira.

Últimas Notícias

Clorin ganha destaque nos lares e empresas brasileiras

A empresa amplia distribuição da marca Milton no Brasil.

Tokenização: conceitos e casos de uso dessa tecnologia

BC e CVM acompanharão ao longo deste ano as operações dos projetos aprovados nos respectivos sandboxes regulatórios

Sim Pro Samba homenageia Lula Gigante

O Sim Pro Samba começa às 18h30, na Praça dos Professores. Gratuito!

Solução para o investidor no cálculo e declaração do IR

Usufruir de serviços automatizados para o cálculo e o pagamento de DARFs,

CVM divulga estudo sobre ESG e o mercado de capitais

Relação entre o mercado de capitais e o tema sustentabilidade,