33.1 C
Rio de Janeiro
sábado, janeiro 16, 2021

Segundo semestre pior que o primeiro

O professor da Unicamp Marcio Pochmann tem expectativas pessimistas para o resto do ano. Elevada capacidade ociosa e amplos estoques nas empresas, sem expectativa de maior demanda no curto e médio prazos, podem fazer o segundo semestre de 2019 ser ainda pior do que o primeiro. “Risco da recessão mundial aponta a depressão econômica e anuncia tensão insurrecional no Brasil”, afirma o economista.

Analistas ligados ao mercado financeiro esperavam uma melhora no segundo semestre. Mas eles também previam, no início do ano, crescimento acima de 2% em 2019. Depois foram ajustando o discurso. A reforma da Previdência não teria tanto efeito assim, a liberação do FGTS não será essa brastemp toda, precisa da reforma tributária, que, agora, só deve surtir efeito no ano que vem, quem sabe…

A crise mundial bate à porta; o caos na vizinha Argentina deve servir de exemplo. Se o Governo Federal continuar insistindo em cortes e não se movimentar para tirar a economia do marasmo, a previsão de Pochmann tem, infelizmente, muitas probabilidades de ocorrer.

 

Mercado atraente

Parceiros preferenciais do Governo Bolsonaro, Estados Unidos e União Europeia não escondem o que desejam no Brasil: mercado para seus produtos industriais. EUA e UE concorrem, principalmente, em torno de 906 produtos, que movimentam importações de US$ 50,9 bilhões.

Existe um espaço de concorrência direta expressivo entre europeus e americanos no mercado brasileiro, sobretudo em bens industrializados de médio e alto valor agregado”, explica Abrão Árabe Neto, vice-presidente executivo da Amcham Brasil e responsável pela estudo sobre a disputa pelo filé brasileiro.

O estudo conclui que o acordo de livre comércio Mercosul–UE irá conferir maior vantagem competitiva às exportações europeias em relação as americanas, a partir de sua entrada em vigor.

 

Obstáculos no mar

O combustível pago pela navegação de cabotagem é mais caro do que o ofertado à de longo curso, apesar de a equiparação dos preços estar prevista em lei. Este é um dos obstáculos ao desenvolvimento da cabotagem no Brasil, revela relatório do Tribunal de Contas da União (TCU).

As dificuldades ainda são grandes e impedem a participação maior desse setor na matriz de transportes do país, afirma o TCU, que aponta a inexistência de política pública específica de fomento a esse modal. Também não há fomento à competição entre armadores na navegação de cabotagem de contêiner.

O Acórdão 1383/2019, que teve como relator o ministro Bruno Dantas, fez uma série de determinações aos ministérios de Minas e Energia, da Economia e da Infraestrutura para solucionar os problemas encontrados.

 

Educação cara

Levantamento com candidatos a estágio mostra que 28% dos estudantes gastam mais da metade do orçamento com os estudos, e 29% afirmam que as mensalidades comprometem um terço da renda mensal. A pesquisa feita pela Companhia de Estágios mostra que 22,5% dos alunos têm os estudos pagos pelos parentes, 16% estudam em universidade pública, e 13% recebem bolsa integral.

 

Bondades

Antes da posse, Paulo Guedes ameaçou as federações de “enfiar a faca” em 50% das verbas do Sistema S. Se os empresários fossem bonzinhos, cortaria só 30%. Vieram a reforma da Previdência e a MP da Liberdade Econômica e nada de corte. Os empresários devem ter sido muito bonzinhos.

 

Rápidas

A Comissão de Trabalho da Câmara realizará na terça-feira, às 14h, audiência pública para discutir os projetos de lei que alteram o FGTS. A reunião foi marcada após solicitação de Mario Avelino, presidente do Instituto Fundo de Garantia do Trabalhador, ao deputado Paulo Ramos (PDT-RJ) *** A Centauro abre inscrições para selecionar os candidatos para o seu Programa de Trainees, até 16 de setembro, em traineecentauro.com.br *** O Partage Shopping São Gonçalo lançará neste domingo o espaço Casa Azul, voltado para pessoas que se encontram dentro do Transtorno do Espectro Autista (TEA) *** Nesta sexta-feira, MPB e pop estarão no show da cantora Suelen Amaro no Caxias Shopping, às 19h30 *** A pré-estreia nacional de A Contra República de Curitiba, documentário de Carlos Pronzato, será neste sábado, na capital do Paraná, às 15h, na Anfi-400-UFPR *** A 19ª Bienal do Livro movimenta os lançamentos. Ben Shapiro, Cal Newport, David Brook, James Clear e Malcolm Nance são alguns dos escritores que terão obras lançadas pela Alta Books no evento.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

Não foi a disrupção que derrotou a Ford

Mercado de automóveis está mudando, mas montadora sucumbiu aos próprios erros e à estagnação que já dura 6 anos.

Quantas mortes pode-se debitar na conta de Bolsonaro?

Se índice de óbitos por Covid-19 no Brasil seguisse a média mundial, teriam sido poupadas 154 mil vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Varejo sente redução no auxílio e alta da inflação

Comércio ficou estável em novembro e quebrou sequência de recuperação.

Senado quer que Pazuello se explique

Pedido de convocação para cobrar ação do Ministério da Saúde no Amazonas.

Lenta recuperação na produção industrial dos EUA

Setor ainda está 3,6% abaixo do nível anterior à pandemia.

Realização de lucros em âmbito global

Bolsas europeias e os índices futuros de NY operam em baixa nesta manhã de sexta-feira.

Desaceleração deve vir no começo do primeiro trimestre

Novo pacote de estímulo fiscal, bem como o avanço da imunização, deve garantir reaceleração em direção ao final do período.