Seguro de auto, pago em até 12 vezes no cartão

Com a primeira medida, além de trazer comodidade, a Zurich remete a conceito de seguro “por assinatura”. Já as novas coberturas oferecem benefícios econômicos aos clientes, uma vez que esses consertos costumam ter valores menores que a franquia contratada. Também coloca o cliente no centro de tudo por meio de medidas simples e práticas para facilitar o seu dia a dia, ao anunciar as novidades no seu Zurich Automóvel, produto que garante uma das proteções mais valorizadas e necessárias do país: o seguro auto.

A primeira novidade está relacionada à contratação do produto, já que a empresa está estendendo o pagamento do prêmio de 10 para até 12 vezes sem juros no cartão de crédito, o que na prática o transforma em um seguro mensal. Porque, se o segurado resolver suspender a mensalidade, automaticamente cessa a vigência da apólice – podendo, assim, fazer uma nova contratação quando ele quiser.

“A iniciativa traz benefícios para os nossos clientes do seguro auto, que não correm mais o risco de, por exemplo, se esquecerem de programar o pagamento dos boletos e, consequentemente, terem um trabalho a mais”, comenta o diretor Executivo de Personal Lines da Zurich no Brasil, Rafael Ramalho. “Além disso, a medida remete ao conceito de seguro ‘por assinatura’, uma vez que é pago mensalmente pelo cartão e ajuda o segurado a se organizar, dando a ele a oportunidade de usufruir da cobertura e dos serviços como o app Zurich Driver, por exemplo, que tem o objetivo de promover um trânsito mais seguro e consciente”, acrescenta.

Vale lembrar que é possível, ainda, contratar o Zurich Automóvel de outras duas formas: com pagamento parcelado por boleto em até 10 vezes (sendo que em até 4 vezes não há juros); e no débito em conta, parcelado em até 10 vezes sem juros. Para o corretor, a novidade é interessante não só na medida em que amplia as possibilidades para o cliente, mas também por incentivar o uso do cartão de crédito – forma de pagamento em que o corretor parceiro pode ser comissionado mais rápido pela seguradora: apenas 48 horas após a emissão da apólice. A média do setor é de 45 dias.

Outras novidades do seguro auto da Zurich

Além da novidade relacionada ao pagamento do prêmio com cartão de crédito, a Zurich anuncia outras medidas igualmente benéficas para seus clientes do Zurich Automóvel. A primeira delas diz respeito ao lançamento do pacote de coberturas para pequenos reparos e para pneus e rodas, bem como à expansão dos serviços no pacote de vidros. Todos eles trazem benefícios econômicos para os clientes, caso o valor do conserto seja inferior à franquia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Trabalho híbrido pode piorar qualidade do sono

A tendência da adoção definitiva do modelo híbrido de trabalho, aquele que alterna entre as atividades presenciais com o trabalho remoto pode gerar dificuldades para o...

‘Melhores do Seguro e Resseguro’

Na próxima terça-feira (26), às 18 horas, a Revista Insurance Corp irá transmitir em seu canal no Youtube o prêmio "Melhores do Seguro e...

Seguros mantêm crescimento com agosto acumulando 14,7%

Mantendo o crescimento, o setor segurador fechou com taxa acumulada no ano de 14,7%. “O comportamento do mês, que teve redução de 4,3%, foi...

Últimas Notícias

Após dois meses de queda, confiança volta a ter resultados positivos

Sudeste e Sul seguem um pouco mais confiantes, enquanto o Centro-Oeste e Norte mais pessimistas.

Rede estadual de ensino retorna a aulas 100% presenciais

No ano passado, as aulas foram remotas por causa da Covid; na rede municipal da capital, retorno sem rodízio de alunos começou no dia 18.

Manguinhos e Ambev lideram dívidas ao Fisco estadual

Estudo da Fenafisco aponta que os maiores devedores também recebem isenções fiscais em suas áreas de atuação.

Investidores monitoram Campos Neto

Mercados externos negociam, em sua maioria, no positivo; na Europa é aguardada a decisão de política monetária do BCE.

Semana começa com estresse pós-traumático

Na sexta, mercados domésticos ficaram por conta da sensação de desmanche da equipe econômica de Paulo Guedes.