Selic a 13,75% pouco muda na economia, diz especialista

No entanto, o aumento de 0,5 ponto percentual torna os títulos de renda fixa ainda mais interessantes para os investidores

O aumento da taxa Selic em meio ponto percentual, de 13,25% para 13,75%, anunciado nesta quarta-feira (05/08) pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) deve ter efeito menor do que o esperado no mercado financeiro. Essa é a expectativa de Bruna Amalcaburio, especialista da Top Gain. Segundo ela, a alteração foi proporcionalmente pequena considerando que a economia já trabalha com uma taxa básica de juros na casa dos dois dígitos.

“Esse 0,5 p.p. já estava no cálculo. A grande expectativa era saber como viria essa alta, qual o viés, porque o mercado ainda quer saber quando a Selic que vai começar a baixar, a inverter a curva. Estamos trabalhando com uma taxa básica bastante alta por causa dos momentos de crise que passamos”, afirma. No mesmo dia o Copom sinalizou que avaliará no próximo encontro, em setembro, a necessidade de mais um aumento, um ajuste residual de menor magnitude.

Bruna Amalcaburio lembra que a taxa atual torna os títulos de renda fixa ainda mais interessantes, uma vez que a rentabilidade aumenta ao mesmo tempo que o risco é pequeno. A surpresa, em seu ponto de vista, seria se o Copom mantivesse as taxas no mesmo patamar, sem aumentar. “Isso alertaria que o BC começaria a fazer uma manutenção de taxa para depois iniciar uma possível queda”.

A especialista cita CDB e os títulos do Tesouro em geral como os mais atraentes no momento. “Se eles mantiverem as taxas, o mais interessante seria a gente começar a pensar em títulos que são prefixados para longo prazo. Isso beneficiaria quem já tem uma reserva de emergência e está pensando na Independência financeira, no longo prazo”, conclui

Leia também:

Copom deixa porta aberta para Selic ir a 14%

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Ações do setor de saúde puxam Ibovespa

Destaque também para Petrobras, que celebrou novo aditivo ao contrato de compra de gás natural com a YPFB

Mais de 33 milhões de pessoas passam fome no Brasil

B3: Pacto pelos 15% com Fome, da Ação da Cidadania

Resgates em fundos de investimento superam aportes em julho

Saída de classes mais arriscada deve permanecer por mais um tempo após nova alta da Selic.

Últimas Notícias

Armazém Cultural: Câmara debate veto do prefeito do Rio

.Comissão de Justiça e Redação recomenda rejeição ao veto

Plataformas da Bacia de Campos tem hotéis flutuantes

Petrobras estuda investir US$ 220 milhões até 2023

Ações do setor de saúde puxam Ibovespa

Destaque também para Petrobras, que celebrou novo aditivo ao contrato de compra de gás natural com a YPFB

Governo de MG conclui leilão de 627,4 km de rodovias

Investimentos de R$ 3,2 bi, sendo R$ 1,4 bi nos oito primeiros anos da concessão

Bancos chineses: mais empréstimos para empresas privadas

No final de junho aumento de 11,4% em relação ao ano anterior