31.3 C
Rio de Janeiro
quarta-feira, janeiro 20, 2021

Sem futuro

O receio de não conseguir emprego é o maior temor dos estudantes paulistas. Segundo pesquisa do Centro de Integração Empresa-Escola (Ciee), essa foi a principal preocupação apontada por 42% dos jovens entrevistados. Esse item ficou bem à frente de outras preocupações dos jovens, como obter independência financeira (15%), melhorar a qualidade de vida (14%). A auto-realização profissional ficou em último lugar entre as alternativas apontadas: apenas 4%.

Caminho aberto
Não foi por falta de aviso que a epidemia de dengue alcançou o estágio atual no Rio. Ainda em 1999, o então deputado federal e hoje vereador Ricardo Maranhão (PSB-RJ) alertava que a demissão de 5.800 agentes de endemias, conhecidos como mata-mosquitos, “abre o caminho para a entrada da dengue hemorrágica, que mata, e representa uma grave ameaça à saúde do povo”. Maranhão advertia que isso era a prova da “orientação anti-social e irresponsável que o governo Fernando Henrique Cardoso dá ao problema de saúde no Brasil”.
Apesar dos esforços do vereador e de outros, os agentes da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) não foram readmitidos. Com a epidemia instalada, preferiram “importar” mata-mosquitos do Nordeste que não têm experiência em cidades grandes. Como disse um amigo dessa coluna, os agentes nordestinos pegam ônibus para ir do Largo do Machado ao Catete.
Conclui Ricardo Maranhão: “Modernidade não é carro importado nas ruas. É zelo, apreço e prioridade para a saúde da população”.

Cortina
O fato de Roseana Sarney ter praticamente saído do páreo presidencial não significa que o Maranhão deve retornar ao ostracismo na mídia sulista. A Comissão Pastoral da Terra (CPT), Regional do Maranhão, divulgou nota em que manifesta decepção com o cancelamento da visita ao Maranhão da Comissão da ONU, chefiada por Jean Ziegler, agendada pare ontem.
Diz a CPT que, se Ziegler tivesse honrado o seu compromisso, teria, mais uma vez, confirmado o que, academicamente, já bem conhece: “O escândalo das palafitas em pleno centro de São Luís; o escândalo da fome, da devastação do meio-ambiente e do desvio de dinheiro público do Projeto Salangô, em São Mateus do Maranhão; e o escândalo de 300 famílias de sem-terra, acampadas desde maio do ano passado, nas margens da Fazenda Cantanhede, município de Matões do Norte, sem respostas adequadas por parte do Ministério da Reforma Agrária. São três trágicos exemplos, para levantar um pouco a cortina cínica e oportunista que tenta esconder o sofrimento do povo do Maranhão.”

Corda
José Serra deveria retirar de sua campanha na TV a parte em que se intitula pai do seguro desemprego. Mostram as pesquisas que o desempenho negativo de FH cresce na mesma proporção em que aumenta a massa de desempregados. Falar no assunto é mais ou menos como citar corta na casa de enforcado.

Dono da voz
No reinado que produziu o Proer, é emblemático que a pesquisa do Ibope que emplacou José Serra em segundo lugar, a apenas cinco pontos percentuais de Luiz Inácio Lula da Silva, na liderança, tenha sido encomendada pelo Bank of América.

Superfaturado
A facilidade com que a candidatura de Roseana Sarney foi reduzida a pó deve produzir alguma ajuda ao combate ao déficit público: o rebaixamento do poder excessivo atribuído aos marqueteiros e o conseqüente enxugamento de seus supersalários. Como visto, milagres só com a mídia “chapa branca” a favor.

Santo de casa
Desprestigiada pelo governo de seu próprio país, Furnas continua em alta no exterior. A estatal brasileira foi convidada para operar e fazer a manutenção da Usina Hidrelétrica de Capanda, que está sendo construída no Rio Kwanza, a cerca de 400 km de Luanda, capital de Angola, com consultoria e assessoria técnica de Furnas. A primeira unidade geradora, de um total de quatro, tem 130 MW e deve começar a operar em dezembro.

Artigo anteriorAval
Próximo artigoFilho feio
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

É hora de radicalizar

Oposição prioriza impeachment, mas sabe aonde quer chegar?.

Soja ameaça futuro do Porto do Açu

Opção por commodities sobrecarrega infraestrutura do país.

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Exportação de cachaça para mercado europeu cresceu em 2020

Investimentos será de R$ 3,4 milhões em promoção; no Brasil, já cerveja deve ficar entre 10 e 15% mais cara em 2021.

UE planeja iniciar gastos de grande fundo de recuperação em meses

Incerteza econômica na Alemanha continua em 2021; economista mantém previsão de crescimento do PIB do país em +3,5%.

Exterior abre positivo e Copom no radar interno

Na Ásia, Bolsas fecharam sem sinal único; Hong Kong registrou avanço de 1,08%.

Índice Ibovespa futuro opera entre perdas e ganhos

No momento, o futuro do índice Ibovespa está em alta de 0,03% e o futuro do dólar está em queda de -0,34%.

Comportamento indefinido

Ontem, logo cedo, Europa seguia a trilha de alta dos mercados da Ásia, o mesmo acontecendo com o mercado americano.