Sem retorno do Estado, país seguirá patinando

Jornalões tentam contornar a realidade para defender receita que liquida o país.

Fatos e Comentários / 20:32 - 4 de fev de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

As nuvens cinzentas que continuam pairando sobre o país, cada vez mais difíceis de disfarçar, levaram os jornalões a editoriais, explícitos ou escamoteados, em defesa das políticas da equipe econômica. Diante de um carro em linha reta na direção do abismo, propõem que se pise fundo no acelerador.

A Folha, que mantém oposição ao Governo Bolsonaro nas pautas de costumes e fidelidade total nas econômicas, colocou em editorial que “o principal indicador para a solvência das contas públicas apresentou ligeira melhora no ano passado”. Falava sobre a relação entre a dívida pública bruta e o PIB, que caiu de 76,5%, em 2018, para 75,8%, em 2019. Mas a realidade – sempre ela a atrapalhar – não deixou a Folha ir muito longe: foi obrigada a reconhecer que, sem algumas receitas extraordinárias, como a devolução antecipada de empréstimos do BNDES e a venda de parte das reservas em dólar, a dívida pública bruta teria atingido 79%.

Editorial do Globo toca no mesmo tema. E, apesar de termos, em 2019, completado cinco anos de políticas ortodoxas fundamentalistas, insiste em culpar o Governo Dilma. Menos fundamentado que o do similar paulista, o editorial do jornal do Rio derrapa ao incluir a devolução de R$ 100 bi do BNDES na conta da redução do déficit público – na realidade, reduz a dívida pública.

Quem acompanha economia há mais tempo lembra que, todo início de ano, Pedro Malan, ministro de FHC, prometia o paraíso; ao final, entregava o purgatório. Os fundamentalistas dos últimos cinco anos, nem isso; é porta do inferno. A obsessão por cortes levou-os a podar os investimentos das estatais para elevar o pagamento de dividendos, sabotando o crescimento. Sem o retorno do Estado, seguirá a liquidação do Brasil.

 

Pesquisa nacional

O controle do diabetes é um dos caminhos para evitar a perda de força muscular em pessoas acima de 50 anos, revela estudo de mestrado desenvolvido no Programa de Pós-Graduação em Gerontologia (PPGGero) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), realizado pela nutricionista Clarice Cavalero Nebuloni e coordenado pelo professor Tiago da Silva Alexandre.

A pesquisa, parte do International Collaboration of Longitudinal Studies of Aging (InterCoLAging), consórcio que envolve Brasil, EUA e Inglaterra, demonstrou que homens são mais sensíveis ao problema do que as mulheres.

A pesquisa foi publicada recentemente em uma das mais reconhecidas revistas nas áreas de Geriatria e Gerontologia, o Journals of Gerontology Medical Sciences - Series A.

 

Hora dos estrangeiros?

A agência de notícias Reuters informa que Rodrigo Garcia Berkowitz, que atuou como operador comercial da Petrobras em Houston até o final de 2018, quando foi acusado de receber propina, fechou acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal.

Dois pontos a destacar: primeiro, o ano (2018). Segundo, a possibilidade de saírem das sombras empresas internacionais de trading (Glencore, Trafigura e Vitol), acusadas pelo MP de pagar propinas na área de abastecimento.

Os nomes dessas empresas já circularam pelos noticiários da Lava Jato, sem despertar a atenção da força-tarefa.

 

VIPs

A Lava Jato deixa pelo caminho pessoas importantes demais para serem investigadas. Cabral, em depoimento ano passado, denunciou que o “esquerdista” Armínio Fraga pagaria US$ 1 mi para Crivella apoiar Gabeira na eleição para prefeito em 2008. Só Cabral segue condenado pela LJ.

 

Rápidas

No próximo final de semana, o Sesc Verão 2020, na Praia de São Francisco, em Niterói (RJ), terá shows da cantora Roberta Sá (dia 8, às 19h) e do bloco Mulheres de Chico (9, às 18h) *** O projeto Shows de Sexta do Caxias Shopping abre a programação de fevereiro com o grupo Black Man, às 19h30 *** Neste sábado, das 12h às 18h, o Shopping Jardim Guadalupe promove mais uma edição da Feira de Adoção de Animais Me dê um Lar *** O laboratório Lach, do Rio, realiza exame de sangue que avalia idade biológica real do corpo e expectativa de vida. Em seguida, uma equipe multidisciplinar propõe medidas preventivas para que o envelhecimento possa ser retardado *** A Associação de Supermercados do Rio (Asserj) promove nesta quinta-feira, às 16h, um chá beneficente para a Associação Irmãos do Bem, no shopping Vogue Square Life Experience. Convites (a R$ 100) com Rony Gonçalves pelo telefone (21) 98876-3259.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor