Sem ‘tiro na cabecinha’

Redução do número de homicídios em 10,2%. Esqueça se pensou na política de confronto do governador do Rio, Wilson Witzel. A queda, que poupou 1.711 vidas entre 2010 e 2014, ocorreu no Espírito Santo, graças ao Programa Estado Presente, implantado em 2011. Análise de pesquisadores do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que, sem a política de segurança adotada pelo governo à época, o percentual de homicídios teria aumentado em 29% no mesmo período. A projeção leva em conta variáveis como fatores sociais e econômicos relacionados à criminalidade.

O Programa custou R$ 523 milhões e foi criado com o objetivo de reduzir índices de homicídios em áreas com maior vulnerabilidade social. Para melhorar a qualidade de vida da população mais vulnerável, foram implantados projetos nas seguintes áreas: saúde, educação, esportes, cultura, ordenamento urbano e habitacional, direito e inclusão social. De acordo com o pesquisador Daniel Cerqueira, um dos autores do estudo, cada real gasto gerou um ganho de bem-estar social equivalente a R$ 2,4.

O modelo adotado mesclou qualificação do trabalho policial e ações multissetoriais preventivas que tiveram como público principal os jovens residentes dos territórios mais conflagrados. O Espírito Santo esteve entre os três estados mais violentos do país entre 1993 e 2012. Em 2009, a taxa de homicídios era mais do que o dobro da média nacional: 56,9 por 100 mil habitantes. Após o Estado Presente, aliado a investimentos no sistema prisional, o estado caiu de segundo no ranking para o 19º estado mais violento do país entre 2010 e 2014.

 

Futuro

A Organização das Nações Unidas (ONU) completa 75 anos em 2020 e está realizando uma pesquisa global sobre o papel da cooperação internacional na construção do futuro, disponível em português.

As respostas, de acordo com a ONU, ajudarão a melhorar a gestão internacional dos temas globais que exigem uma cooperação entre fronteiras, setores e gerações, necessária para termos um mundo mais seguro, justo e sustentável para todas e todos.

A pesquisa quer saber como os brasileiros imaginam o mundo daqui a 25 anos, quais tendências globais podem afetar nosso futuro, qual a importância da cooperação internacional e que conselho dariam ao secretário-geral da ONU, António Guterres, para lidar com estas questões.

 

Lanterna

A bolsa de valores brasileira foi, novamente, a que mais caiu entre as principais bolsas de ações do mundo. Não dá para jogar a culpa no coronavírus.

 

Rápidas

No próximo dia 19, o escritório Di Blasi, Parente & Associados, em nome da Associação International Trademark Association (Inta), realizará um encontro para discutir estratégias em gestão de portfólio de ativos intangíveis. O mediador Paulo Parente M. Mendes, receberá Bruno Fernandes, gerente jurídico da Whirlpool, e Artur Schaal, responsável pela área de propriedade intelectual da CNH Industrial Brasil. Inscrições aqui *** Nestas sexta e sábado acontece no Into o evento de aprimoramento técnico “Desafios da cirurgia percutânea do pé no Brasil” com a presença de especialistas nacionais e internacionais, como André Perin Shecaira. Inscrições: @footinrio *** O IBMR realizará nesta sexta-feira, 13, campanha de doação de sangue como parte do Trote Solidário do centro universitário, com apoio do Hemorio, no Campus Barra (RJ), das 10h às 15h. Para doar, é preciso levar identidade original com foto *** O IAG – Escola de Negócios da PUC-Rio, realizará palestra sobre business agility, nesta sexta, às 18h30. Inscrições aqui *** O Caxias Shopping apresenta a Banda Certa Duo, no Show da Sexta, a partir das 19h30 *** A Associação Brasileira de Franchising (ABF Rio) traz, no próximo dia 3 de abril, palestra do ministro do STF Luiz Fux para o 8º Simpósio Jurídico e Gestão Empresarial. Informações: eventos@abfrj.com.br *** A UVA Tijuca organiza encontro de publicidade “Do planejamento à criação” com participação de profissionais da ArtPlan, Camisa 10 e X Tudo Comunicação, no próximo dia 17, em dois horários: 9h30 e 19h. Não é preciso se inscrever. A Uva fica na Rua Ibituruna 108, Tijuca, Zona Norte do Rio de Janeiro.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Juntar 2 meses e meio de auxílio para comprar cesta básica

Não só a pandemia, mas inflação é ameaça às pretensões de Bolsonaro.

Se mirar Nordeste, Bolsonaro atingirá o próprio pé

Região tem menor média de casos e óbitos causados pela Covid.

Neodefensores do trabalhador ignoraram crise

Desemprego já era estratosférico em 2019, e apoiadores de Guedes nem ligavam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

BC altera norma para segunda fase do open banking

Medida complementa regulamentação que estabelece requisitos técnicos de fase que vai permitir compartilhamento de dados e transações de clientes.

Confiança do consumidor medida por Michigan ficou abaixo do esperado

Índice registrou leitura de 86,5 na prévia de abril e o esperado era 89.

Escolha de conselheiros da ANPD preocupa por conflito de interesses

Entre os indicados há diretores e encarregados de dados pessoais de grandes empresas da internet.

Exterior abre em alta e futuros no Brasil operam com cautela

China atinge crescimento de 18,3%; na Europa, Índice de Preços ao Consumidor amplo de março teve avanço de 1,3% ao ano.

Estaleiro de SC investe meio milhão em linha de produção exclusiva

Estaleiro irá entregar até quatro vezes mais rápido e atender à crescente procura por embarcações novas.