Semana curta e muita pressão

Na semana passada, Bovespa fechou com alta acumulada de 2,92%, índice em 121.113 pontos e dólar com queda de 1,50%.

Na semana passada a Bovespa fechou com alta acumulada de 2,92%, índice em 121.113 pontos e dólar com queda de 1,50%, cotado a R$ 5,58. Isso com clima político negativo e indefinições sobre o Orçamento de 2021. Bolsonaro quer resolver o imbróglio do Orçamento logo no início da semana, encurtada pelo feriado, antes de ir para a cúpula do clima.

Aliás, sobre clima, o Bolsonaro mudou aquele discurso que negou recursos e alegava soberania do país em lidar com a Amazônia, mas precisa ser mais enfático na defesa do clima, diante de todas as pressões internacionais. No final de semana ex-chanceleres do Brasil discutiram os problemas externos e Ricupero disse que a carta encaminhada para Joe Biden é um amontoado de mentiras.

Hoje, mercados novamente em alta na Ásia, Europa começando o dia com alguma indefinição de comportamento e mercados americanos realizando lucros recentes, depois de sucessivos recordes registrados. Aqui, o dia é complicado pelo vencimento de derivativos para o prazo abril, semana curta de olho no ambiente político difícil e quadro fiscal.

A semana incorpora também a continuidade da safra de resultados do primeiro trimestre de 2021, que até aqui está sendo bem positiva. A vacinação crescente em diversos países também ajuda e produz alguma flexibilização no isolamento social. Mas novas variantes, escassez de vacinas e insumos, impõem restrições para recuperação econômica. Porém, nos EUA, cerca de metade da população adulta já tomou ao menos uma dose.

No mercado internacional, o dia está começando com o petróleo WTI, negociado em Nova Iorque, com pequena queda de 0,08% e barril cotado a US$ 63,08. O euro mostra valorização frente ao dólar sendo cotado em US$ 1,203 e notes americano de 10 anos com taxa de juros de 1,58%. O ouro e a prata operando com altas na Comex e commodities agrícolas com comportamento positivo na Bolsa de Chicago.

Aqui, a CPI da Covid-19 pode ser instalada no próximo dia 22 ou 27, segundo o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, os parlamentares querem incluir os militares, já que a gestão foi militarizada por Pazuello.

Apesar da semana curta, a agenda está cheia. Bolsonaro na cúpula do clima, STF julgando a suspeição de Sérgio Moro e a decisão sobre o orçamento de 2021. Hoje, teremos o IPC da segunda quadrissemana de abril, a segunda prévia do IGP-M de abril, a nova pesquisa semanal Focus do BC, o IBC-Br de fevereiro e o saldo da balança comercial da semana anterior.

Mas a expectativa inicial é que a Bovespa possa manter a alta pelo sexto pregão seguido e absorvendo realizações de curto prazo, com dólar e juros mais fracos pela inflação estar desacelerando.

.

Alvaro Bandeira

Sócio e economista-chefe do Banco Digital Modalmais

Artigos Relacionados

Urna eletrônica: TSE é acusado de ignorar a ciência

Ausência de um representante do Tribunal ao debate irritou deputados.

WePAD aproxima público das fraldas geriátricas Tena

Ação pretende ajudar consumidores a desmistificarem tabu para compra do produto.

Inflação persiste, mas economia evolui mais que o esperado

Ata da reunião do Copom da semana passada foi divulgada hoje.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

CVM lança novo Sistema de Gestão de Fundos de Investimento

A partir de 5 de julho, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) irá disponibilizar o novo Sistema de Gestão de Fundos de Investimento (SGF)....

B3 acolhe novo fundo gerido pela XP Asset

Aconteceu nesta terça-feira, na B3, o toque de campainha para comemorar o lançamento de mais um ETF (Exchange-Traded Fund), que é um fundo de...

Airbus e chinesa AVIC fazem parceria

Um projeto de equipamento de fuselagem do Airbus A320 foi lançado em conjunto pela Airbus e pela Aviation Industry Corporation of China (AVIC) nesta...

BID lança guia para ajudar na emissão de títulos sustentáveis

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) lançou um guia para auxiliar e fomentar a emissão de títulos temáticos. O lançamento acontece por meio do...

Vivant lança lata comemorativa ao Dia Internacional do Orgulho LGBT

A lata estampa as cores do arco-íris e traduz o posicionamento da empresa sobre o respeito à diversidade.