Senado quer discutir dívida da União junto com reforma

Comissão de Assuntos Econômicos debate também crescimento exótico da dívida dos estados: quanto mais pagam, mais devem.

A dívida bruta do Governo Federal, que era de R$ 1,7 trilhão em 2008, já está em R$ 5,48 trilhões. A reforma da Previdência vai ser consumida em um só ano se as coisas continuarem dessa maneira, afirmou – com algum exagero, mas forte fundo de verdade – o senador Vanderlan Cardoso (PP-GO), que conseguiu aprovar requerimento, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, para uma audiência sobre o aumento da dívida pública e o reflexo na economia.

O senador também inflaciona o aumento da dívida, que segundo ele cresceu R$ 1,5 trilhão somente em 2018. Na realidade, o aumento de R$ 1,5 trilhão ocorreu desde 2015, quando as políticas ultraneoliberais triunfaram no Ministério, então da Fazenda, hoje da Economia.

Mas se inflacionou os números, o senador está correto no raciocínio. O R$ 1 trilhão que Paulo Guedes sonha cortar dos aposentados em dez anos bancaria três anos de gastos apenas com os juros da dívida – o mesmo que molhar areia da praia com um copo de mate. Por isso, divergências em números à parte, o Senado aprovou a audiência, o que ajuda a colocar a discussão no rumo correto.

A proposta feita na CAE motivou outra observação certeira, desta vez sobre a dívida dos estados. O senador Esperidião Amin (PP-SC) sugeriu a criação de uma subcomissão para que seja feita uma comparação entre quanto os governos locais pagam e pagaram à União e quanto os bancos pagaram e pagam em políticas como o Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento do Sistema Financeiro Nacional (Proer) e o Programa de Incentivo à Redução da Presença do Estado na Atividade Bancária (Proes).

De 1997 pra cá, foram emprestados aos estados brasileiros R$ 400 bilhões corrigidos pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo [IPCA]. Os governos locais pagaram R$ 523 bilhões e continuam devendo R$ 510 bi. E agora vamos dar uma cachacinha parta eles, com direito a um empréstimo de R$ 10 bi — ironizou Amin.

A dívida dos estados também entrou no meio da discussão da reforma da Previdência, pois a equipe econômica tenta controlar os governadores através do torniquete do débito. Por coincidência, dois senadores do mesmo partido, e que integra o Centrão, colocaram o dedo na ferida. Este debate precisa prosperar.

 

Detalhes práticos

Melbourne, na Austrália, será a primeira cidade fora dos EUA a receber um piloto do Uber Air, o avião autônomo do app de transporte. Ela se junta àa durante Dallas e Los Angeles na expectativa dos primeiros voos-teste, previstos para 2020. O plano é começar operações comerciais a partir de 2023.

Resta conhecer os planos da Uber para alcançar o lucro, algo que parece mais distante do que o voo sem piloto.

 

Hacker não explica isso

Na Reforma Ortográfica de Curitiba-Rio (das Pedras), “imputar” vira “inputar”. Natural, já que o procurador parça de Zap do “conge” (ou seria “comge”?) também é diplomado na Harvard Law School. Camões não descansa em paz: de certo está muito inputo!

 

Rápidas

Defender a Constituição é, hoje, uma atitude revolucionária” será o tema da palestra que o jurista Lenio Streck, membro catedrático da Academia Brasileira de Direito Constitucional, fará nesta quinta-feira, das 18h às 20h, no IAB, no Centro do Rio. Inscrições em iabnacional.org.br/eventos *** A Feira Reatech, de tecnologias em reabilitação e acessibilidade, começa nesta quinta-feira. A arquiteta Gabriella Zubelli mostrará a Casa Conceito, onde se terá contato com barreiras e obstáculos encontrados no dia a dia de pessoas com deficiência. A feira acontecerá no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center *** No sábado, o Carioca Shopping receberá a “Campanha de Adoção de Animais” do Projeto Entre Pegadas *** O escritório de advocacia Di Blasi, Parentes & Associados realizará quinta e sexta, em São Paulo, o ConRelGov- Congresso de Relações Governamentais, com mais de 30 palestras, no Hotel Grand Mercure, a partir das 8h *** O Carioca Shopping receberá o “Territórios Sustentáveis: Reflexões sobre o cidadão e o lixo”, do Sesc/RJ. A mostra ficará montada até 31 de julho *** Até 26 de junho, o Shopping Grande Rio promove campanha do agasalho *** “A FGV Energia realizará, dia 18, “Energia em Foco: Os Desafios do Brasil em um Mundo em Transição Energética”, com a participação do ex-presidente da ANP David Zylbersztajn. Inscrições: fgv.br/eventos/?P_EVENTO=4572&P_IDIOMA=0

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Engie valerá R$ 2,5 bi a mais após acordo com Aneel

Semana passada, o Monitor noticiou que a proposta da Aneel de repactuação do risco hidrológico (GSF) deixaria a conta a ser paga pelo pequeno...

Apelo de Biden ao multilateralismo fica sem crédito

Na ONU, presidente dos EUA desmente mundo dividido em blocos rígidos.

Fintechs e bancos disputam quem cobra mais

‘Não temos vergonha de sermos bancos’, diz Febraban; mas deveriam.

Últimas Notícias

Receita apreende mercadorias piratas avaliadas em R$ 1 milhão

Foram apreendidos na operação 170 volumes de mercadorias englobando videogames e acessórios, roteadores, entre outros.

Prorrogada a CPI dos royalties do Rio por 30 dias

Prorrogação do prazo se deve à complexidade da matéria e aos vários documentos requisitados que ainda estão sendo recebidos pela comissão.

Governo dos EUA se prepara para paralisação na semana que vem

Em outra frente de luta, líder democrata Nancy Pelosi anuncia acordo sobre pacote de Biden.

Alimentos são direito, não mercadoria, diz ONU

Três bilhões de pessoas não podem pagar uma dieta saudável.

PEC 32: Comissão da Câmara aprova texto-base da reforma administrativa

Proposta do relator tem terceirização e privatização do serviço público.