Senado vota contra reforma trabalhista. Governo Bolsonaro é derrotado.

Senadores rejeitaram jabutis incluídos na MP 1.045 que acabava com férias, 13º, FGTS, carteira assinada e outros direitos.