Servidores do BC param por 4 horas no próximo dia 9

Sindicato alega que são 11 anos com perdas salariais.

No próximo dia 9, os servidores do Banco Central vão paralisar as atividades por quatro horas. A decisão foi tomada em Assembleia Geral Nacional nesta quarta-feira. A categoria está mobilizada em defesa da reestruturação de carreira, com reajuste salarial. A decisão pela paralisação dos trabalhos teve o apoio de mais de 90% dos votantes.

“Conforme evidencia a mais recente atualização do Corrosômetro, o poder de compra do servidor segue sendo achatado. Já são mais de 11 anos de arrocho remuneratório, com perdas equivalentes a mais de 30 salários atuais”, afirma o sindicato dos servidores do BC (Sinal).

Os funcionários reclamam também de assimetrias frente a carreiras congêneres. A diferença salarial média entre os analistas do BC e auditores da Receita Federal e delegados da Polícia Federal, que hoje é de 10,72% e 13,03%, respectivamente, pode chegar a mais de 43% se os referidos cargos obtiverem reajuste.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Votação sobre cobrança de mensalidade em universidade pública é adiada

CCJ decidiu fazer uma audiência pública sobre a PEC 206.

Taxação de refrigerantes é aprovada em comissão do Senado

Senadores querem aumentar a taxação como forma de combater obesidade infantil e diabetes.

Faetec: aluno não quer militarização. Quer valorização do modelo atual

Alerj estuda levar debate às escolas.

Últimas Notícias

Solidus Aitech arrecadou mais de US$ 10,5 mi de fundos com tokens

Serviço de computação de alto desempenho (HPC) quer 'democratizar a IA'.

Pão pita tradicional poderá ser feito em escala industrial

Novo sistema é capaz de produzir até 1.000 quilos/hora de pita.

Policiamento reforçado em terreiros de umbanda e candomblé de Itaboraí

Terreiros foram ameaçados por pastor evangélico em show gospel.

Rodoviária do Rio inicia a 24ª Campanha do Agasalho

Desde a 1ª edição, em 1999, quase 1 milhão de peças já foram doadas.

Votação sobre cobrança de mensalidade em universidade pública é adiada

CCJ decidiu fazer uma audiência pública sobre a PEC 206.