Setor de comercialização de energia prevê perdas de R$ 5 bi

Criação da chamada conta Covid não é suficiente para amenizar os danos causados pela queda da demanda.

Mercado Financeiro / 00:37 - 23 de mai de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel) estima que devem chegar a R$ 5 bilhões os prejuízos que o comércio livre de energia deve acumular com a crise provocada pela pandemia.

Para os representantes desse setor – que é responsável por 30% da energia consumida no país – a criação da chamada conta Covid não é suficiente para amenizar os danos causados pela queda da demanda e o aumento da inadimplência que as empresas comercializadoras estão sofrendo.

A Abraceel reúne 95 empresas associadas, que comercializam 85% do volume de energia elétrica do segmento. A associação defende que se acelerem as propostas que já tramitam no Congresso Nacional, como o PL 3975/2019, que trata da questão do GSF, e o PLS 232/2016, da modernização do setor elétrico, que aguarda a aprovação do Senado para seguir para a Câmara dos Deputados para se abrir definitivamente o mercado de energia elétrica no Brasil.

Entendemos que independente de qualquer estratégia que se pense para este momento, a solução para o impasse do GSF e a abertura do mercado são fundamentais para o bem dos consumidores brasileiros”, afirma o presidente executivo da Abraceel, Reginaldo Medeiros.

"É igualmente importante revisar a necessidade de investimentos em geração e transmissão, de forma a não onerar desnecessariamente o sistema", comenta Reginaldo Medeiros.

 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor