Setor farmacêutico ganha aliado para agilizar contratações

Farmácias e drogarias passaram a integrar o aplicativo Closeer, responsável por conectar empresas e trabalhadores autônomos. Oportunidades de trabalho no segmento devem crescer até o final do ano.

O segmento de farmácias e drogarias, no Brasil, é um dos poucos que apresentaram crescimento durante a pandemia. Um levantamento da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) mostrou um faturamento recorde do varejo farmacêutico, em 2020, de R$ 58,2 bilhões. Mais recentemente, o ranking que lista as 10 empresas que mais empregam no país, divulgado pelo Ministério da Economia, passou a contar com um representante do varejo farmacêutico. E o movimento de contratação deve ser ascendente.

Pedro Eduardo Menegasso, coordenador geral da Phis, consultoria especializada na cadeia farmacêutica, acredita que esse cenário indica maiores oportunidades e mais investimentos até o fim deste ano, marcado pela retomada das atividades econômicas. Um grande aliado neste processo, segundo ele, é o aplicativo da startup Closeer, que conecta empresas que necessitam de mão de obra a profissionais que buscam vagas para trabalhos temporários e freelancers, auxiliando na organização do quadro de trabalhadores.

Com o apoio do Conselho Regional de Farmácia de São Paulo, a plataforma colocou em operação, no Estado, a funcionalidade CloseerFarma. O novo ambiente agora apresenta oportunidades para as seguintes funções: farmacêutico, balconista de medicamentos, perfumista, operador de caixa, auxiliar de limpeza e repositor. A utilização é totalmente gratuita para quem está procurando serviços.

Menegasso afirma que a iniciativa da Closeer traz um dinamismo extremamente necessário no atual cenário do mercado farmacêutico. “Em se tratando de farmácias e drogarias, tudo ficou maior e mais rápido. Mais lojas foram inauguradas, outras centenas devem surgir. Até mesmo as prescrições médicas online passaram a ser mais utilizadas, aumentando o volume de medicamentos comercializados. Vale lembrar que desde 2014 é obrigatória a presença de um farmacêutico para que uma drogaria possa funcionar. Nesse caso, é necessário um sistema de contratação e oferta de serviços qualificados mais ágil, que dê conta dessas demandas”, alega Menegasso.

De acordo com Walter Vieira, CEO da Closeer, a expansão vai beneficiar diversas frentes, uma vez que a procura por serviços relacionados à saúde cresceu bastante. “A ferramenta auxilia os trabalhadores que buscam oportunidades em um período econômico ainda complicado, que demanda relações mais flexíveis entre as partes. Além disso, quanto mais este importante setor se movimentar, melhor será a prestação dos serviços para o consumidor final, que passou a ficar mais atento quanto aos cuidados com a saúde, higiene e bem-estar após a chegada da Covid-19”, afirma.

O aplicativo relaciona a vaga da empresa solicitante com as características do trabalhador. O contato se dá por meio de notificação no app e um sms e, ao aceitar a vaga, o profissional e a empresa podem entrar em contato diretamente para alinhar o serviço. Antes das farmácias, a Closeer já atendia as demandas de segmentos como foodservice e hotelaria, nas regiões Sul e Sudeste.

Sobre a Closeer
A Closeer atua desde 2019 apoiando o crescimento da Gig Economy no Brasil. A plataforma utiliza tecnologia para conectar trabalhadores autônomos e demais pessoas que precisam de renda extra com empresas que buscam redução de custos, flexibilização e controle na contratação de mão de obra freelancer e intermitente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Geração de energia solar traz R$ 35,6 bi de investimentos ao país

Potência nos telhados e terrenos com sistemas fotovoltaicos equivale a metade da capacidade de Itaipu.

Rating da EDP BR não muda com aquisição da Celg-T

Para a Fitch Ratings, a qualidade de crédito da EDP Energias do Brasil S.A. (EDP BR, Rating Nacional de Longo Prazo ‘AAA (bra)’, Perspectiva...

Pesquisador do Ineep: O problema não é os leilões, o problema é a ANP

Empresas estão mais atentas aos riscos geológicos.

Últimas Notícias

Crédito consignado: aumenta número de reclamações de cobrança indevida

O crédito consignado não solicitado por clientes está no topo das reclamações de consumidores. Em relação aos registros, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon),...

Geração de energia solar traz R$ 35,6 bi de investimentos ao país

Potência nos telhados e terrenos com sistemas fotovoltaicos equivale a metade da capacidade de Itaipu.

Direito de controle sobre funcionários que trabalham de casa

Por Leonardo Jubilut.

Rio Indústria apoia lei que desburocratiza e facilita novos negócios

Em audiência pública realizada nesta quinta-feira (14), na Câmara Municipal do Rio, sobre o Projeto de Lei Complementar nº 43/2021 que regulamenta a Declaração...