Setor financeiro fora do imposto mínimo global

City londrina pressionou para não precisar recolher taxas onde serviços são prestados.

Após anos de negociações, 130 países concordaram com um imposto mínimo global de 15% sobre as grandes corporações. Apesar da alíquota baixa e de os benefícios se concentrarem nos países ricos, não se pode dizer que não foi um avanço.

Mas a segunda “perna” da proposta, a tributação das multinacionais com faturamento acima de US$ 24 bilhões (cerca de R$ 130 bilhões) e margem de lucro acima de 10% no país onde os serviços são prestados, e não em sedes localizadas em paraísos fiscais, deixou de fora as empresas do setor financeiro. Pressão explícita da City londrina.

Nunca é demais lembrar: os três primeiros colocados no ranking de paraísos fiscais do Corporate Tax Haven Index 2021 são Territórios Britânicos Ultramarinos, onde o Governo do Reino Unido tem plenos poderes para impor ou vetar a legislação e onde o poder de nomear funcionários do governo está com a Coroa Britânica.

 

Tempo livre

A história contada pelo ex-diretor do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias sobre o encontro não marcado com o PM Luiz Paulo Dominguetti numa happy hour tem algumas inconsistências. Agora, difícil mesmo é explicar por que, mesmo sabendo que um bando de atravessadores rondava o Ministério, arrumou, em meio ao acirramento da pandemia, tempo para agendar um encontro no dia seguinte com o “picareta” (segundo Dias) em vez de mandar um assessor despachá-lo.

 

Doença infantil

As centrais sindicais estão convocando, para as manifestações dia 24, todos que “desejam e lutam por um País democrático, justo, com empregos, vacina para todos, renda, moradia digna e transporte de qualidade”. Nota das entidades critica especificamente o PCO, acusado de agressão e intransigência.

 

Guedes, o ‘Vermelho’

Do ministro Paulo “Vermelho” Guedes ao defender a tributação de dividendos: “Rico deveria ter vergonha de não pagar imposto.”

 

Rápidas

Wagner Siqueira lança o livro Estratégias de Intervenção em Consultoria de Organização, pela Amazon. Usando casos reais, a obra discute sobre como se dão as intervenções diretas entre aquele que ajuda e os que devem ser ajudados, além de falar quais são as melhores estratégias organizacionais para cada situação *** A Asics anuncia dia 15 novos integrantes do time de patrocinados: os paratletas Vinícius Rodrigues (100m), Gustavo Carneiro (tênis em cadeira de rodas), Edwarda de Oliveira (vôlei sentado e parabadminton) e Luiza Fiorese (vôlei sentado). Eles se juntam aos tenistas Marcelo Melo e Thiago Wild e aos maratonistas Solonei Silva, Adriana Silva, Andreia Hessel, Valdilene dos Santos e Ederson Vilela *** Aasp realizará nesta quinta-feira, às 19h15, o evento “Impactos da Falência no processo do trabalho” *** A CompliancePME distribuirá bolsas de inclusão racial para participantes interessados em ingressar no curso Programa Liderança em Compliance. Informações aqui.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Cem anos de Celso Furtado

A atualidade de um dos mais importantes intelectuais do planeta.

Zodíaco dos vinhos: Libra

O vinho clássico libriano é um pouco indeciso.

Redução do ICMS sobre arroz, feijão e gás de cozinha

Alerj deverá votar projeto que visa baratear alimentação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

KPMG é alvo de críticas por auditorias em bancos ingleses

A KPMG, empresa que presta serviços de auditoria, enfrenta uma nova onda de críticas sobre a qualidade das seus trabalhos nos bancos, depois de...

Airbus inaugura projeto de aeronaves A350 na China

A Airbus inaugurou seu projeto de aeronaves A350 em seu centro de conclusão e entrega de fuselagem larga em Tianjin, norte da China. É...

Plataforma P-70, na Bacia de Santos, alcança capacidade de projeto

A P-70, localizada no campo de Atapu, na porção leste do pré-sal da Bacia de Santos, atingiu em 12 de julho sua capacidade de...

BC amplia iniciativas de ESG para suporte ao crédito

As recentes iniciativas regulatórias do Banco Central do Brasil (BC) para intensificar as divulgações relacionadas a questões ambientais, sociais e de governança (Environmental, Social...