Sinais mistos no exterior podem limitar avanço de ativos locais

No câmbio, o dólar opera estável ante moedas fortes, o que pode ser ruim para o real

136
Dólar (Foto: Marcello Casal Jr./ABr)
Dólar (Foto: Marcello Casal Jr./ABr)

Nesta terça-feira, os mercados estão com as atenções direcionadas para o índice de confiança do consumidor americano, bem como para as falas de dirigentes do Federal Reserve, em que investidores buscam sinais sobre os próximos passos da condução de política monetária da instituição. Dentre os indicadores locais que serão divulgados hoje, destaque para o IPCA-15 de maio e para os dados do Caged.

Nos negócios locais, é esperado que os sinais divergentes vindos do exterior limitem ou prejudiquem o andamento do Ibovespa, que ainda deve repercutir a primeira entrevista de Magda Chambriard, nova presidente da Petrobras. No câmbio, o dólar opera estável ante moedas fortes, o que pode ser ruim para o real.

No exterior, os contratos futuros de petróleo operam no positivo nesta manhã. Os índices futuros de Nova Iorque também sobem, enquanto os rendimentos das treasuries caem. Na Europa, as principais Bolsas do continente ficam sem direção única e as Bolsas asiáticas fecharam majoritariamente no vermelho nesta terça-feira.

O contrato futuro de dólar fechou ontem novamente no positivo, porém o volume de negociação segue decrescente nos quatro últimos pregões. Com isso, a moeda americana segue operando acima das médias de preços de fechamento dos últimos 20 e 200 dias.

Espaço Publicitáriocnseg

.

Travalex Bank

Leia também

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui