Site público expõe milhões de dados pessoais, CNPJs e placas

Vazamento pode ter partido de empresas de telecomunicações.

O dfndr lab, laboratório especializado em segurança digital da PSafe, descobriu um site público onde seria possível consultar cerca de 426 milhões de dados pessoais e 109 milhões de informações de CNPJs e placas de veículos. O site em que esse possível incidente foi verificado foi detectado pelo sistema de monitoramento de vazamentos de dados em tempo real, dfndr enterprise, que utiliza Inteligência Artificial (IA) para fazer varreduras constantes na internet aberta, Deep Web e Dark Web.

O banco de dados detectado pelo dfndr enterprise tem como diferencial seu nível de acesso: qualquer pessoa poderia encontrar e consultar as informações lá expostas, bastando acessar o site e fazer uma busca pelos dados desejados. Nele constam informações como: nome, CPF, endereço, gênero, data de nascimento, e-mail e até a renda de pessoas físicas. Há ainda informações referentes a contratos com empresas de telefonia e TV por assinatura, como número de telefone fixo e móvel, tipo de plano contratado, data de contratação, número de contrato e forma de pagamento.

Emilio Simoni, executivo-chefe de segurança do PSafe, alerta para os riscos de novos golpes: “Estamos falando de uma superbase, provavelmente enriquecida a partir do compilado de outros possíveis vazamentos. Esse novo banco foi encontrado pelo dfndr lab em 19 setembro de 2021 e tem sido analisado desde então. Ele engloba os principais dados pessoais, expondo diversas informações pessoais. Nas mãos dos cibercriminosos, esses dados são um ‘prato cheio’ para a aplicação de golpes de engenharia social”, pontua.

Assim que identificou a indexação suspeita, a equipe de segurança da PSafe iniciou uma análise das informações necessárias, elaborou um relatório e encaminhou à Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD). Não é possível afirmar se houve e/ou de onde teria ocorrido um eventual vazamento, mas há indícios na própria base que os dados poderiam ser de algumas operadoras de telecomunicação.

Leia também:

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Crédito consignado: aumenta número de reclamações de cobrança indevida

O crédito consignado não solicitado por clientes está no topo das reclamações de consumidores. Em relação aos registros, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon),...

Gás e luz puxam inflação em setembro das classes D/E: 11% no acumulado

Frutas, aves, ovos e leites e derivados também influenciaram.

Vendas em supermercados recuam 7,15% em 12 meses

Preço de produto da cesta básica pode variar até 180% em São Paulo.

Últimas Notícias

Crédito consignado: aumenta número de reclamações de cobrança indevida

O crédito consignado não solicitado por clientes está no topo das reclamações de consumidores. Em relação aos registros, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon),...

Geração de energia solar traz R$ 35,6 bi de investimentos ao país

Potência nos telhados e terrenos com sistemas fotovoltaicos equivale a metade da capacidade de Itaipu.

Direito de controle sobre funcionários que trabalham de casa

Por Leonardo Jubilut.

Rio Indústria apoia lei que desburocratiza e facilita novos negócios

Em audiência pública realizada nesta quinta-feira (14), na Câmara Municipal do Rio, sobre o Projeto de Lei Complementar nº 43/2021 que regulamenta a Declaração...