Smart Fit conclui seu IPO na B3

A Smart Fit (ticker SMFT3), rede de academias e escolas de dança, concluiu nesta quarta-feira a sua oferta pública inicial (IPO) na B3.A rede concluiu na segunda-feira, 12, sua oferta inicial de ações (IPO, pela sigla em inglês), que movimentou R$ 2,3 bilhões, considerando apenas o lote principal. Presente em 13 países da América Latina, a Smart Fit somava no fim do primeiro trimestre mil academias, sendo 538 apenas no Brasil.

“Este é um dia muito importante para nós da Smart Fit. O IPO foi o caminho que escolhemos para seguir com a expansão, consolidar nosso propósito de democratizar o fitness de alto padrão e perpetuar a existência da empresa. A confiança dos investidores soma-se agora à confiança que nossos 2,8 milhões de clientes depositaram na Smart Fit ao longo dos últimos anos. Estamos prontos e cheios de vontade para crescer”, afirmou Edgard Corona, CEO da Smart Fit.

Além da família Corona, a rede tem como sócio o fundo de investimento em empresas Pátria. A participação direta de Edgard Corona passa, com a estreia na B3, de 11% para 8,5%. O Pátria, que tinha 51%, passará para 39,6% após a operação. Na próxima oferta de ações já prevista, a expectativa é que o Pátria saia do capital da Smart Fit.

“Estamos muito felizes em receber a Smart Fit, líder do mercado de academias na América Latina e quarta maior rede do mundo em número de clientes para comemorarmos juntos o 30º IPO do ano, o primeiro de uma rede de academias na bolsa brasileira, mostrando que o mercado de capitais brasileiro é para todos os setores, todos os tipos de empresas”, disse Juca Andrade, vice-¿presidente de Produtos e Clientes da B3.

A oferta realizada nos termos da ICVM 400, no segmento do Novo Mercado, teve coordenação dos bancos Itaú (Coordenador Líder), Morgan Stanley, BTG Pactual, Santander e ABC Brasil (Coordenadores da Oferta).

Os recursos captados pela Oferta Primária, terão como destino a continuidade do plano de crescimento da empresa, aquisição de ações da SmartEXP, possíveis aquisições estratégicas e investimentos em iniciativas para o desenvolvimento e fortalecimento da companhia.

Leia também:

Três perguntas: investimentos em ativos alternativos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Avanço da carteira de crédito de pessoas físicas

O saldo total da carteira de crédito deve crescer 1,6% em agosto, registrando o sétimo avanço mensal seguido. Apesar do bom resultado esperado para...

BTG negocia novo ETF internacional na bolsa paulista

Ocorreu na última sexta-feira (17) o toque de campainha que marcou o início de negociação das cotas de mais um ETF internacional na B3,...

Últimas Notícias

Queiroga ficará em quarentena em NY

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, não volta por enquanto ao Brasil. O motivo não foi o gesto obsceno que fez com o dedo,...

Startup de inteligência artificial terá acesso ao hub de dados da B3

A 4KST, fintech de inteligência artificial, com foco em eficiência financeira, e a B3 anunciaram nesta terça-feira um acordo com foco em compartilhamento e...

BNDES: R$ 166 milhões para linhas de transmissão da Energisa Tocantins

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 166 milhões para a Energisa Tocantins Transmissora de Energia (Grupo Energisa),...

UE tenta expandir oportunidades no oeste da China

Nos primeiros oito meses de 2021, o volume comercial entre a China e a União Europeia (UE) aumentou 32,4% ano a ano. O volume...

Deputados querem venda direta de etanol aos postos

Em audiência pública da Comissão de Minas e Energia, realizada nesta terça-feira, deputados defenderam a aprovação da Medida Provisória 1063/21, que autoriza produtores e...