Smartfit é bem avaliada pela Fitch

A agência de classificação de risco Fitch Ratings atribuiu o Rating Nacional de Longo Prazo ‘AA–(bra)’ à proposta de sexta emissão de debêntures quirografárias da Smartfit Escola de Ginástica e Dança S.A., no montante de até R$ 1,325 bilhão e com vencimento final em dezembro de 2028. Os recursos da emissão o serão utilizados para gerenciamento de passivos e reforço do capital de giro. A Fitch classifica a Smartfit com o Rating Nacional de Longo Prazo ‘AA–(bra)’, Perspectiva Positiva.
“Os ratings da Smartfit permanecem suportados por sua escala na indústria fitness de baixo custo e elevada diversificação geográfica na América Latina, bem como pelo fortalecimento de sua estrutura de capital e liquidez, resultante da entrada de R$2,5 bilhões em caixa, oriundos de sua oferta pública de ações (IPO) em julho de 2021”, destacou o relatório da agência.
A Perspectiva Positiva contempla a premissa de recuperação gradual na base de alunos como resultado do relaxamento das medidas de restrição à mobilidade, ganhos de escala na América Latina e retomada de robustas margens operacionais.
De acordo com a Fitch, o posicionamento competitivo da Smartfit no setor se apoia na indústria fitness de baixo custo e em sua elevada diversificação geográfica em 14 países da América Latina. Em níveis normalizados, em torno de 45% de suas receitas e 55% do Ebitdar são gerados fora do Brasil, com contribuição importante de países com ambientes operacionais mais estáveis do que o brasileiro, como México, Chile e Colômbia.

Risco Moderado

Conforme a agência, a performance do segmento de academias de baixo custo está exposta à conjuntura macroeconômica, não se caracterizando como um negócio de primeira necessidade. O tíquete médio reduzido tende a atrair um maior número de clientes para as academias, cujo perfil heterogêneo traz desafios à retenção da base de alunos, especialmente em momentos de volatilidade na economia. A estrutura de custos é majoritariamente fixa – 83% do total no caso da Smatfit – de forma que a companhia necessita operar com as capacidades das unidades em níveis ótimos para rentabilizar o negócio. O ambiente competitivo é moderado e se enfraqueceu com a pandemia.
A relação dívida líquida ajustada/Ebitdar da Smartfit deve se reduzir para 4,0 vezes em 2021 e abaixo de 3,0 vezes a partir de 2022, sobretudo pela manutenção de maior volume em caixa, que deve ser gradualmente consumido pelos investimentos, ao passo que o Ebitdar se fortalece. Ao final de setembro de 2021, a Smartfit apresentou dívida total ajustada de R$5,2 bilhões, que incluía R$1,4 bilhão em empréstimos para capital de giro e R$1,3 bilhão em debêntures. A Fitch ajusta a dívida adicionando R$2,2 bilhões em obrigações de aluguel, de acordo com a metodologia da agência. A Smartfit tem expectativa de contabilizar 325 novas unidades próprias entre 2021 e 2022, incluindo aproximadamente 61 por meio de aquisições.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Lendas das small caps – market timing, recuperação e liquidez

O Monitor Mercantil publica a segunda parte do trabalho, iniciado no dia 18 de novembro, feito pela Trígono Capital sobre as sete lendas das...

Empresas abertas na pandemia são 452% mais vulneráveis a fraudes

Com a chegada da pandemia e o aumento do desemprego, muitos brasileiros viram no empreendedorismo a oportunidade de conseguir uma renda mensal. A criação...

Casa da Moeda não será mais privatizada

O presidente Jair Bolsonaro editou, nesta segunda-feira, um decreto que acolhe recomendação do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos para excluir a empresa...

Últimas Notícias

Lendas das small caps – market timing, recuperação e liquidez

O Monitor Mercantil publica a segunda parte do trabalho, iniciado no dia 18 de novembro, feito pela Trígono Capital sobre as sete lendas das...

Pesquisa mostra saúde financeira dos brasileiros

O brasileiro está “mais apertado” por conta da pandemia de Covid-19, com 6 em cada 10 pessoas reduzindo gastos neste período. E mais: 66%...

Recorde de retiradas líquidas da poupança: R$ 12,37 bi

O Banco Central (BC) informou, nesta segunda-feira, que as retiradas da caderneta de poupança superaram os depósitos em R$ 12,377 bilhões, em novembro. Essa...

Petrobras poderá se tornar uma empresa suja

A Petrobras anunciou no último dia 24 de novembro seu plano estratégico 2022-2026, com investimentos previstos de US$ 68 bilhões nos próximos 5 anos....

Empresas abertas na pandemia são 452% mais vulneráveis a fraudes

Com a chegada da pandemia e o aumento do desemprego, muitos brasileiros viram no empreendedorismo a oportunidade de conseguir uma renda mensal. A criação...