Sobe e desce

De passagem pelo Brasil, o professor da Universidade de Paris 13 Pierre Salama, encarregado de liderar o desenvolvimento de um Índice de Coesão Social para o Consel d”Europe, mostrou-se surpreso com a manutenção da Argentina no confortável 34º lugar no Índice de Desenvolvimento Humano das Nações Unidas (IDH/ONU). “A não ser que seja muito forte, os efeitos de uma crise demoram a ser sentidos em áreas como a saúde, por exemplo. Mas a crise argentina foi dramática e é importante ver se os dados sobre nutrição e saúde em geral não estão desatualizados”.
Sobre o Brasil, que foi rebaixado da 65ª para a 72ª posição, ele destacou que a crise que presenciou “ao final do governo FH e início do mandato de Lula ainda deve aumentar mais o número de pobres e as desigualdades”. “Da mesma forma, o impacto do crescimento não se manifesta imediatamente sobre o IDH”, finalizou.

Hipocrisia
Não deixa de ter seu lado divertido os ataques do PFL aos pífios resultados da política econômica do governo Lula. Segundo o informativo eletrônico do partido, com desemprego elevado, juros altos e inflação em ascensão, o país está numa situação parecida com “a do governo Médici, na ditadura militar, definida pelo próprio general: “a economia vai bem, mas o povo vai mal””. Nem precisa dizer que os integrantes da Arena, braço político da ditadura, estão em peso no PFL.

Tempo
Com pouco mais de sete minutos, duas vezes ao dia, o prefeito do Rio de Janeiro, Cesar Maia, candidato à reeleição, terá o maior tempo de propaganda gratuita na televisão. O petista Jorge Bittar terá 6″35″43; o ex-prefeito Luiz Paulo Conde ficou com 5″55″27; o bispo Crivella terá 2″10″86; Nilo Batista, do PDT, 1″47″; o verde André Correia ficou com 1″45″43; Jandira Feghali, do PCdoB, terá direito a 1″28″34; o candidato do Prona ficou com 1″14″17; os do PSTU e do PCO com um minuto cada por bloco. Se o deputado federal e líder do Prona Enéas der uma “força” ao partido no Rio terá dificuldade para falar em tanto tempo, já que costumava dar seu recado – que lhe garantiu quase 1,5 milhão de votos em São Paulo – em pouco mais de 15 segundos.

Quinhão
Cada rede de televisão ficou com uma cidade no Rio de Janeiro para transmitir a propaganda eleitoral local. A Globo ficou com a capital; a TVE com Niterói; o SBT, com São Gonçalo; a Bandeirantes, com Nova Iguaçu; a Record, com Caxias; e a RedeTV, com São João do Meriti.

Ralo
Os especialistas em economia pessoal alertam que o principal corte em despesas inúteis que uma família brasileira pode fazer é nos gastos com juros. Segundo pesquisas, 25% da renda vai embora com juros.

Colômbia em foco
Promovido pelas secretarias de Cultura e Planejamento do Rio de Janeiro, o Ciclo Internacional América do Sul em Debate destacará a Colômbia em sua quarta edição, no próximo dia 11, às 18h, no Sesc Flamengo. Durante o evento, será exibido o filme colombiano La Primera Noche, de Luís Alberto Restrepo, vencedor do Grande Prêmio do Juri Cinesul 2004. Em seguida, haverá debate com a presença do cônsul honorário da Colômbia, Luis Feferbaum. As edições anteriores do ciclo debateram a Venezuela (maio/2003), a Argentina (outubro/2003) e Bolívia (abril/2004). O Sesc Flamengo fica na Rua Marquês de Abrantes, 99.

Menos, menos
O crescimento de 46,3% no gasto dos visitantes estrangeiros no primeiro semestre, na comparação com igual período do 2003, foi comemorado pelo Planalto como resultado do Plano Nacional de Turismo, lançado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva no dia 29 de abril do ano passado. Um pouco de realismo cairia bem: o fluxo de turistas vem se recuperando em todo mundo desde 2003, após a queda brutal registrada após 11 de setembro de 2001.

Artigo anteriorMaldade gratuita
Próximo artigoCalote americano
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Salário mínimo baixo, gasto do Estado alto

Nos EUA, assistência a trabalhadores que ganham pouco custa US$ 107 bi por ano ao governo.

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

Dois mitos sobre a Petrobras

Mídia acionada pelo mercado financeiro abusa de expedientes que ataca quando usados por bolsonaristas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Presidente do Banco do Brasil joga a toalha

Centrão tem interesse no cargo.

Imóveis comerciais tiveram estabilidade em janeiro

Nos últimos 12 meses, entretanto, preços de venda e locação do segmento acumulam quedas de 1,32% e 1,18%, respectivamente.

Contas públicas têm superávit de R$ 58,4 bilhões em janeiro

Dívida bruta atinge 89,7% do PIB, o maior percentual da história.

Presidente do Inep é exonerado do cargo

Medida foi publicada no Diário Oficial de hoje; até o momento, não foi anunciado o nome de quem o substituirá.

Primeiro caso de Covid-19 no Brasil completa um ano

Brasil tem novo recorde de mortes diárias, diz Fiocruz; boletim informa que houve ontem 1.148 mortes.