25.1 C
Rio de Janeiro
quinta-feira, janeiro 21, 2021

Socorro na marra

Um político do alto escalão do governo fluminense, em conversa com a coluna, disse que o governador Luiz Fernando Pezão, ao expor a falência do estado e propor uma tunga de 30% nos salários de servidores e aposentados, colocou um mamute na sala.

Perguntado se o objetivo principal não seria pressionar o Governo Federal, mostrando que tentou fazer os cortes, mas foi impedido pela imediata reação da população, o dirigente afirmou que este poderia ser um efeito secundário.

Diante das manifestações, que abateram não um, mas três mamutes ao mesmo tempo, o recurso ao Governo Federal, se não era o alvo principal, acabou se tornando. Pezão, irritado com novo bloqueio das contas do estado para pagar dívidas com a União, ameaça pedir intervenção, o que paralisaria o Congresso. A medida iria contra o desejo do Governo Temer de aprovar o seu próprio pacote de maldades, a começar pela PEC que engessa os investimentos e gastos sociais da União por 20 anos.

Aviso?

Matéria do Financial Times sobre a eleição de Donald Trump tem um trecho intrigante, no qual diz que “o Sr. Trump foi bem-sucedido onde falharam Huey Long e George Wallace, populistas estadunidenses do século XX”.

Long, democrata sulista que criticava a ligação dos políticos com a alta finança, anunciou a intenção de ser candidato independente à presidência do país nas eleições de 1936. Foi assassinado em um atentado um ano antes da campanha.

Wallace, um segregacionista que só aceitou a integração racial no final de sua vida, foi vítima de atentado quando buscava ser o candidato democrata, contra a vontade dos dirigentes do partido, na corrida presidencial de 1972. Os tiros que o deixaram paraplégico virtualmente encerraram sua campanha.

Enxuta

A expectativa do Brasil Mais Produtivo, segundo o ministro da Indústria, Marcos Pereira, era aumentar a produtividade em no mínimo 20%. Lançado em abril, o programa chegou em média a 56% de aumento, com casos de 80%, aplicando o conceito de lean manufacturing (manufatura enxuta), que busca eliminar desperdícios.

Ou o ministro inflou os números, ou as indústrias visitadas pelos consultores eram verdadeiras latas-velhas. Uma terceira explicação seria que, com a onda de demissões no país, especialmente no setor industrial, o aumento de produtividade tenha sido um efeito colateral estatístico.

Explosão tucana

A dívida pública federal não está fora de controle, demonstra o estudo “A PEC do Teto dos Gastos Públicos é Necessária?”, feito por Petrônio Portella Nunes Filho, consultor legislativo do Senado. A principal justificativa para a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 55 é que o débito está em trajetória explosiva.

O consultor demonstra que, nos governos Lula e Dilma, houve grande redução da dívida líquida federal em relação ao PIB. Os aumentos do biênio 2014–2015 não neutralizaram a redução observada no triênio 2011–2013. Entre 1994 a 2015, só houve explosão da dívida pública durante o governo Fernando Henrique Cardoso.

É o segundo texto da consultoria legislativa a contestar a PEC 55. Como o MONITOR MERCANTIL publicou semana passada, estudo de Ronaldo Jorge Araujo Vieira Junior mostrou que a proposta é inconstitucional.

Rápidas

O presidente do Hospital Israelita Albert Einstein, Claudio Lottenberg vai falar sobre “Ética e Sustentabilidade na Cadeia de Valor”, no 4º Congresso Nacional dos Hospitais Privados (Conahp), que acontece de 16 a 18 de novembro, em São Paulo *** A Rede Mobilizadores realiza, de 21 a 25 de novembro, a oficina online e gratuita Cidadania na Prática. As inscrições devem ser feitas, de 14 a 18, em www.mobilizadores.org.br/inscreva-se *** Almir Rizzatto fará, em São Paulo, o curso prático de Marketing Digital para jornalistas. Serão dois sábados (26/11 e 3/12). Informações pelo email almir@almirrizzatto.com.br *** Novas tecnologias, como a realidade virtual aplicada ao cinema 4D, estão entre os destaques da Expocine, que será realizada nos próximos dias 16, 17 e 18, no Centro de Convenções Frei Caneca, na capital paulista. O evento contará com uma série de palestras com especialistas brasileiros e internacionais *** A Associação Paulista de Amparo à Mulher (Apam) realiza, dia 18 próximo, a II Expo Apam, com artigos produzidos pelas mulheres em situação de vulnerabilidade social que participaram das oficinas de geração de renda na entidade, que fica na Rua Dona Elisa, 133 – Barra Funda – São Paulo – SP *** O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) recebe, de 15 a 18 de novembro, a Assembleia Anual da Federação Internacional de Contadores (Ifac). Um dos temas é a recente atualização do código de ética da Ifac, o qual prevê que o profissional da contabilidade informe aos órgãos competentes descumprimentos de leis e regulamentos por parte de seus clientes. O evento ocorrerá na sede do CFC e no hotel Royal Tulip, em Brasília.

Artigo anteriorAlternativas ao discurso único
Próximo artigoOuvidos moucos
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

É hora de radicalizar

Oposição prioriza impeachment, mas sabe aonde quer chegar?.

Soja ameaça futuro do Porto do Açu

Opção por commodities sobrecarrega infraestrutura do país.

Grande produtor rural não paga impostos

Agronegócio alia força política a interesses do mercado financeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Exportação de cachaça para mercado europeu cresceu em 2020

Investimentos será de R$ 3,4 milhões em promoção; no Brasil, já cerveja deve ficar entre 10 e 15% mais cara em 2021.

UE planeja iniciar gastos de grande fundo de recuperação em meses

Incerteza econômica na Alemanha continua em 2021; economista mantém previsão de crescimento do PIB do país em +3,5%.

Exterior abre positivo e Copom no radar interno

Na Ásia, Bolsas fecharam sem sinal único; Hong Kong registrou avanço de 1,08%.

Índice Ibovespa futuro opera entre perdas e ganhos

No momento, o futuro do índice Ibovespa está em alta de 0,03% e o futuro do dólar está em queda de -0,34%.

Comportamento indefinido

Ontem, logo cedo, Europa seguia a trilha de alta dos mercados da Ásia, o mesmo acontecendo com o mercado americano.