Soluções de ensino faz interação entre jovens, máquinas e algoritmos

IA para crianças e outros avanços da chamada educação do futuro já estão disponíveis.

Empresas / 20:19 - 10 de jul de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A educação passará por importantes mudanças nos próximos anos não só pelo advento da Covid-19 que desafia o sistema a buscar alternativas ao ensino presencial, mas pela transformação digital que vem ocorrendo de forma acelerada. Estudo da organização sem fins lucrativos, KnowledgeWorks, divulgado no início deste ano demonstra esta tendência. O documento intitulado “Navigating the Future of Learning: Forecast 5.0” (“Navegando pelo Futuro da Aprendizagem: Previsão 5.0”) destaca que o modelo atual de ensino não atende às demandas futuras da sociedade. Assim, a nova era pode exacerbar o atual desalinhamento ou inspirar novas estruturas de como vivemos, trabalhamos e aprendemos.

“Iniciando 2020, já tendo passado por 20% do século XXI, a dois anos da implantação obrigatória das metodologias que irão estruturar um ensino voltado a competências e habilidades não vemos ações inovadoras nos sistemas de ensino público e privado que se diferenciem e conduzam inovações”, ressalta o consultor de educação da Fundação FAT, Francisco Borges.

O futuro será marcado pela interação cada vez maior entre indivíduos, máquinas inteligentes e algoritmos, o que vai demandar mudanças nas relações interpessoais e na comunicação com as instituições. De acordo com a pesquisa, vão aparecer novos tipos de práticas, programas, estruturas e papéis dentro da educação e as empresas de tecnologia já estão se preparando para este cenário, sejam multinacionais ou startups.

A VIA Technologies, multinacional com sede em Taiwan, por exemplo, lançou duas soluções para o ensino de AI entre as crianças que são acessíveis até para aprender em casa, enquanto as aulas presenciais não retornam. A primeira é o sensor de visão VIA Pixetto, uma plataforma intuitiva e envolvente voltada para estudantes de 12 anos ou mais que vem com um conjunto integrado de ferramentas que facilita a compreensão dos princípios e tecnologias básicas subjacentes à IA e Machine Learning e os aplica em seus próprios projetos de visão, fabricante e robótica de IA.

As ferramentas incluem: modelos pré-construídos de reconhecimento de objetos, formas, cores, faces e manuscritos que os alunos podem usar para configurar o sensor de visão; blocos de codificação para iniciantes, integrados à popular plataforma Scratch, para ensinar aos alunos programação básica; plataforma acelerada de aprendizado de máquina para os alunos criarem modelos para seus projetos e suporte para codificação avançada usando Python e TensorFlow Lite.

“Como a Inteligência Artificial e o Aprendizado de Máquina proliferam em todos os aspectos de nossas vidas diárias, nunca foi tão importante para as escolas em todo o mundo equipar seus alunos com um conhecimento teórico e prático dessas tecnologias que emergem rapidamente”, comentou Richard Brown, vice-presidente de Internacional Marketing, VIA Technologies, Inc. “Com o lançamento do VIA Pixetto, nosso objetivo é atender a essa necessidade, fornecendo uma plataforma intuitiva e envolvente para que os alunos aprendam os conceitos básicos de IA e ML e explorem suas possíveis aplicações criando seus próprios projetos". Com custo acessível, US$ 85 mais frete por unidade, os pais podem usar a solução para desenvolver o conhecimento de seus filhos em casa.

Outra solução inovadora é VIA AI Learning Kit, um pacote educacional que apresenta aos alunos os conceitos básicos de programação de computadores e inteligência artificial. O kit inclui todos os componentes de hardware necessários para construir um pequeno veículo autônomo. Depois de montar o veículo, os alunos usam habilidades básicas de programação para ensinar o kit a navegar de maneira independente por uma pista - uma forma básica de Inteligência Artificial. A plataforma de treinamento interativa prepara as crianças para o mundo ao oferecer uma experiência prática dos desafios envolvidos na criação de um veículo totalmente autônomo - um dos objetivos mais importantes no desenvolvimento da IA atualmente.

Mas a tecnologia também pode auxiliar também ao ensino de disciplinas tradicionais, como a língua inglesa. A recém-lançada plataforma de streaming Fluenflix traz vídeos e gameficação para o aprendizado do inglês. Para as crianças, conta com desenhos animados na língua estrangeira que possibilita uma imersão em inglês mesclada com o entretenimento.

“Esse tipo de tática ajuda a aprimorar as habilidades de escuta e compreensão, além de acrescentar novas palavras ao vocabulário e melhorar a pronúncia. Selecionamos em nossa plataforma filmes e vídeos que proporcionam a melhor experiência”, explica o americano Kevin Porter um dos sócios da Fluenflix.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor