SP é o segundo estado com maior potência de energia solar em telhados

Geração própria de energia solar no Rio ultrapassa 49,8 mil conexões em telhados e pequenos terrenos.

Atrás somente de Minas Gerais, São Paulo é o segundo estado no país com maior potência instalada de energia solar na geração própria em telhados, fachadas e pequenos terrenos. Segundo recente mapeamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), a região possui 1,32 GW em operação nas residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos.

Segundo a entidade, o território paulista responde sozinho por 12,8% de toda a potência instalada de energia solar na modalidade. O estado possui mais de 154,6 mil conexões operacionais, espalhadas por 638 municípios, ou 100% dos 638 municípios da região. Atualmente são cerca de 179,6 mil consumidores de energia elétrica que já contam com redução na conta de luz.

Desde 2012, a geração própria de energia solar já proporcionou à São Paulo a atração de mais de R$ 7 bilhões em investimentos, geração de mais de 39,6 mil empregos e a arrecadação de mais de R$ 1,8 bilhão aos cofres públicos.

Para Pedro Drumond, coordenador estadual da Absolar em São Paulo, “o estado é atualmente um importante centro de desenvolvimento da energia solar. A tecnologia fotovoltaica representa um enorme potencial de geração de emprego e renda, atração de investimentos privados e colaboração no combate às mudanças climáticas.”

Segundo recente mapeamento da Absolar, o Estado do Rio possui atualmente 49,8 mil conexões operacionais de energia solar em telhados, fachadas e pequenos terrenos. A região conta com 421,6 MW em operação nas residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos.

Desde 2012, a geração própria de energia solar já proporcionou ao Rio de Janeiro a atração de aproximadamente R$ 2,3 bilhões em investimentos, geração de mais de 12,6 mil empregos e a arrecadação de mais de R$ 525,3 milhões aos cofres públicos.

A potência instalada no território fluminense coloca o estado na oitava posição do ranking nacional da Absolar. Segundo a entidade, o Rio de Janeiro responde sozinho por 4% de toda a potência instalada de energia solar na modalidade. Atualmente, são mais de 57,8 mil consumidores de energia elétrica que já contam com redução na conta de luz, maior autonomia e confiabilidade elétrica com o uso da geração própria de energia solar.

Leia também:

Brasil é 4º país que mais cresceu em energia solar em 2021

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Geladeiras devem exibir nova etiqueta de eficiência

Comércio varejista tem prazo até 30 de junho de 2023 para continuar vendendo os produtos com a etiqueta antiga.

Mercado pet deve crescer 14% em 2022

Chile é o país que mais importou produtos pets brasileiros no primeiro trimestre; setor prevê novas exportações neste ano.

FGTS vira moeda do governo para movimentar a economia

Atualização monetária das contas do Fundo não acontece e trabalhador continua no prejuízo.

Últimas Notícias

Geladeiras devem exibir nova etiqueta de eficiência

Comércio varejista tem prazo até 30 de junho de 2023 para continuar vendendo os produtos com a etiqueta antiga.

Mercado pet deve crescer 14% em 2022

Chile é o país que mais importou produtos pets brasileiros no primeiro trimestre; setor prevê novas exportações neste ano.

FGTS vira moeda do governo para movimentar a economia

Atualização monetária das contas do Fundo não acontece e trabalhador continua no prejuízo.

EUA: tiroteio em escola bate maior número em 20 anos

Segundo relatório, houve apenas 23 incidentes com vítimas fatais durante o ano letivo de 2000/2001.

Bebidas Online busca captar R$ 2 milhões com pessoas físicas

Com crescimento projetado de 19% para 2022, startup de delivery de bebidas usará recursos nas áreas de marketing, desenvolvimento de produtos e expansão do time