SP: turismo de negócios contribuiu para ocupação de hotéis em agosto

No Rio, municípios do interior comemoraram feriado de ontem como positivo, com média de quartos reservados em 78%.

A taxa de ocupação dos hotéis está se aproximando a 50% na cidade de São Paulo, demonstrando fôlego mesmo após o período de férias escolares, em julho. A recuperação é influenciada, principalmente, pelo chamado turismo de negócios – atividade extremamente importante para a cadeia hoteleira da capital -, cujo número-índice ficou em 82,9, em agosto, 19% abaixo da média do primeiro bimestre de 2020, período pré-pandemia. Os dados são do Índice Mensal de Atividade do Turismo de São Paulo (Imat-SP), do Conselho de Turismo da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomércio-SP) em parceria com a SPTuris.

No mês de agosto, o Imat-SP registrou aumento de 1,6%, em relação a julho, alta de 59,9% no contraponto anual – é o quarto crescimento consecutivo. Com as bases de comparação mensal e anual já se aproximando de quadros mais similares e condições relativamente normais, a partir de agora, as variações tendem a aparecer de forma menos acentuada. Os resultados no mês apontam para um caminho de recuperação consistente. O ritmo, no entanto, tende a ser mais lento, mesmo com o avanço da vacinação e a redução das restrições.

Em agosto, o emprego no setor continuou sua trajetória de expansão. Foram quase 6 mil trabalhadores formais a mais em quatro meses. Houve registro de crescimento de 0,6% na comparação com julho. A variação do emprego, em relação às demais variáveis que integram o Imat-SP, costuma ser pequena, já que depende da decisão das empresas de contratarem pensando no planejamento empresarial de médio e longo prazos, e não apenas da escolha individual, como ocorre com as demais atividades.

O número de passageiros nos terminais rodoviários da capital cresceu 2% na comparação mensal. Desta forma, o índice está em 41,7 – maior nível desde março do ano passado. As férias de julho, o encarecimento e oferta limitada no transporte aéreo, além do aumento do preço dos combustíveis e da tarifa para locação de veículos, são razões para a escolha desta alternativa pelo consumidor.

No sentido contrário ao restante, a movimentação nos aeroportos de São Paulo e região retraiu 5,6% em agosto. Menos de 3 milhões de passageiros passaram pelos terminais aeroportuários no mês – quase três vezes mais do que no mesmo período do ano passado, momento em que ainda havia forte restrição de circulação e a malha aérea estava limitada. A expectativa é que a retomada aconteça a partir de novembro e siga até o Carnaval.

Já o faturamento das empresas ficou praticamente estável, com variação de -0,4% na comparação mensal. Com a retomada dos eventos ao longo do segundo semestre, o índice deve acompanhar a tendência positiva do setor. Em novembro, por exemplo, ocorrem vários eventos programados para o mesmo fim de semana. Na avaliação da federação, os eventos devem se destacar no fim do ano, contribuindo para o avanço do indicador. O setor foi um dos que mais sofreu ao longo da pandemia.

Já no Estado do Rio, pesquisa da Associação de Hotéis do Rio de Janeiro (ABIH-RJ) e do Sindicato dos Meios de Hospedagem do Rio de Janeiro (HotéisRio), referente ao feriadão do último dia 12, indica que a rede hoteleira do Estado registra uma média de 78% dos quartos reservados. Isso significa um aumento de 21,53% em relação a 2020, quando o número foi de 64,18%.

Na Serra Verde Imperial, além de Teresópolis, o município de Petrópolis registra, até o momento, 90% de ocupação e Nova Friburgo, 78%. Nas Agulhas Negras, Itatiaia/Penedo se destacam com 80%. Já no Vale do Café, região procurada pelos amantes do turismo rural e histórico, Valença/Conservatória, registra 78%; Vassouras, 75%; e Miguel Pereira, 65%.

A busca pelo litoral também foi grande com Angra dos Reis, com 85% e Paraty 81% de quartos reservados. As cidades, que estão localizadas na Costa Verde, recebem turistas que se encantam com os passeios de barco e a enorme quantidade de praias. Na Costa do Sol, Macaé, com um percentual de 85%, se destaca, seguida por Armação dos Búzios (75%), Cabo Frio (70%), e Rio das Ostras (45%).

A capital do estado registra, até o momento, 86,70 % dos quartos reservados. Em 2020 a taxa média para esse feriado foi de 51,30%, o que configura um aumento de 69% em 2021. Entre as regiões mais procuradas pelos turistas, destacam-se: Ipanema/Leblon (94%), Flamengo/Botafogo (89%), Leme/Copacabana (87%), Barra da Tijuca/São Conrado (86%) e Centro (80%). Os visitantes da cidade do Rio de Janeiro têm origem, em sua grande maioria, no próprio Brasil: 96%. Em primeiro lugar estão os visitantes de São Paulo, depois Minas Gerais, em terceiro oriundos do interior do estado e, em quarto, do Espírito Santo. Quanto ao perfil, o ranking é: casais, famílias, visitantes individuais e grupos. Em relação à faixa etária, a maioria está entre 41 a 50 anos de idade. Os 4% de hóspedes estrangeiros vêm dos EUA, em segundo lugar da Argentina, seguidos por Colômbia e Chile.

Leia também:

Setor de serviços paulista cresce 20,9% no 1º semestre

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Sindicatos defendem política pública para tratar dos combustíveis

Melhor alternativa é considerar todas as etapas e beneficiar o consumidor

Sai edital da primeira desestatização de portos no país

Em Vitória a capacidade de movimentação portuária é de 7 milhões de toneladas

Receita abre segunda-feira consulta a lote residual do IR

Total das restituições atinge R$ 281,9 milhões

Últimas Notícias

Electrolux lança desafio para arquitetos e designers de interiores

A Archademy, primeiro Market Network de Arquitetura e Design de Interiores do Brasil, abre inscrições para a edição do seu Archathon Electrolux 2022. O...

Gestão do Hopi Hari ganha na justiça e se mantém no parque

A gestão do Parque Temático Parque Hopi Hari acaba de obter decisão favorável, proferida pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, para...

Bancos chineses registram compra líquida de divisas em 2021

Os bancos chineses registraram uma compra líquida de divisas em 2021, pois a taxa de câmbio do iuan permaneceu geralmente estável e os fluxos...

RNI: Plano de negócio tem o melhor resultado dos últimos 7 anos

Prévia do 4T21 da construtora e incorporadora RNI, do grupo Empresas Rodobens, indica resultados superiores aos últimos sete anos. A empresa, que completou 30...

Chile quer renacionalizar cobre e bens públicos estratégicos

A campanha pela renacionalização do cobre e dos bens públicos estratégicos entregues às transnacionais durante o governo de Augusto Pinochet (1973-1990) tem sido impulsionada...