STJ adia julgamento de recursos de Flávio Bolsonaro

Inquérito que apura peculato e lavagem de dinheiro em seu antigo gabinete na Assembleia Legislativa do RJ.

Política / 22:45 - 17 de nov de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

O ministro João Otávio de Noronha, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), pediu vista e adiou o julgamento de três recursos do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) para suspender o inquérito que apura peculato e lavagem de dinheiro em seu antigo gabinete na Assembleia Legislativa do Rio, e de seu ex-assessor Fabrício Queiroz contra as investigações do suposto esquema da “rachadinha”.

O ato suspende a análise dos pedidos do filho do presidente, que não tem data para serem retomados. Durante a sessão, o ministro Felix Fischer, relator dos habeas corpus, questionou Noronha sobre o pedido de vista, alegando que ele sequer havia lido seu voto antes do ministro pedir para suspender o julgamento. Noronha respondeu que havia recebido um memorial da defesa de Flávio nesta segunda, 16, e queria ter tempo de analisá-lo por se tratar de um “caso complexo, de alta repercussão”.
 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor