STJ adia julgamento de recursos de Flávio Bolsonaro

O ministro João Otávio de Noronha, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), pediu vista e adiou o julgamento de três recursos do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) para suspender o inquérito que apura peculato e lavagem de dinheiro em seu antigo gabinete na Assembleia Legislativa do Rio, e de seu ex-assessor Fabrício Queiroz contra as investigações do suposto esquema da “rachadinha”.

O ato suspende a análise dos pedidos do filho do presidente, que não tem data para serem retomados. Durante a sessão, o ministro Felix Fischer, relator dos habeas corpus, questionou Noronha sobre o pedido de vista, alegando que ele sequer havia lido seu voto antes do ministro pedir para suspender o julgamento. Noronha respondeu que havia recebido um memorial da defesa de Flávio nesta segunda, 16, e queria ter tempo de analisá-lo por se tratar de um “caso complexo, de alta repercussão”.

Artigos Relacionados

Prisão de Pazuello na CPI é improvável, afirma jurista

Liminar concedida por Lewandowski será submetida à apreciação da Corte.

Para não falar de vacina e cloroquina?

Usando como argumento principal de que o depoimento poderia antecipar um “inadequado juízo de valor sobre culpabilidade”, nas ações de enfrentamento à pandemia no...

E na Câmara, Qual é a música? ‘Ali passava boi, passava boiada’

Ficam agora dispensadas de licenciamento ambiental as atividades militares e pontos de entrega voluntária de resíduos de origem domiciliar para reciclagem (lixões).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Hospitais temem onda de multas por não se adequar à LGPD

Estabelecimentos de pequeno e médio porte alegam não ter recursos para cumprir a lei.

Prisão de Pazuello na CPI é improvável, afirma jurista

Liminar concedida por Lewandowski será submetida à apreciação da Corte.

Turismo caiu 17,6% em março

No primeiro mês pandêmico no Brasil, março de 2020, setor viu receitas caírem 22,3%; ante mesmo mês de 2019, retração é de mais de um terço.

Custo de produção de suínos passa dos R$ 7 por quilo vivo

Em abril, os custos para produzir suínos aumentaram 2,33% ante março, fazendo indicador do setor medir a variação nos custos de produção.

Europa opera em comportamento negativo nesta manhã

A Bolsa de Frankfurt cedia 0,80% e Londres operava em queda de 0,66%.