O jornalista Vitor Haor, repórter da TV Liberal – afiliada da TV Globo – negou, em depoimento ao delegado de Polícia de Interior do Pará, Miguel Cunha, que tenha sido mantido em cárcere privado e usado como “escudo humano” por integrantes do MST que ocupam a Fazenda Santa Bárbara, em Xinguara e que tem entre os seus sócios o banqueiro Daniel Dantas. A versão sobre o uso de jornalistas como “escudo humano” foi circulada pela TV Liberal e propagada por outros meios de comunicação país afora.

Repórter x TV
Haor confirmou ainda que ele e os demais jornalistas que cobriram o caso foram transportados em jatinho fretado pela Santa Bárbara. Ou seja, que uma das partes envolvidas no conflito financiou o trajeto aéreo que permitiu a cobertura. As informações, divulgadas pelo jornalista Max Costa, de Belém e da secretaria-geral do PSOL, foram confirmadas, na sua essência, pelo próprio Haor em telefonema ao blog Hiroshi Bogéa On Line. Em entrevista ao Portal da Imprensa, a direção da TV Liberal, no entanto, insistiu em desmentir as informações, negando até que o jornalista tenha prestado depoimento à Polícia do Interior do Pará.

Incertezas
O sociólogo francês Robert Castel participa, nesta quinta-feira, às 15h, do seminário “O Aumento das Incertezas: Trabalho, Proteção e Status dos Indivíduos”. Castel é professor e pesquisador da École des Hautes Études em Sciences Sociales e fará a palestra a convite do Ipea, na sede do órgão, em Brasília (SBS, Q1, Bl J).

Adesão
O Governo do Peru anunciou a escolha do sistema japonês-brasileiro para transmissão da TV digital no país. O governo peruano estipulou o prazo de até dois anos para que o sistema digital substitua o analógico. Três emissoras do Peru estão em negociação com empresas do Brasil para compra de transmissores e caixas de conversão, para operação inicial em Lima, com valor aproximado de US$ 1 milhão. Resta saber quando os brasileiros vão adotar o modelo agora exportado…

Reduzir risco
Os lojistas do comércio carioca vão conhecer um novo sistema de análise de crédito, que vai propiciar uma concessão segura, com baixo risco, com parâmetros e rotinas previamente definidas, e mais velocidade na liberação do crédito para o cliente, que terá mais uma forma de pagamento para realizar suas compras.  A iniciativa é do Clube de Diretores Lojistas (CDL-Rio). O sistema utiliza as informações do banco de dados do Serviço de Proteção ao Crédito, Ligcheque e outras bases, analisando os riscos de acordo com parâmetros definidos pelos lojistas, tais como comprometimento de renda e valor da entrada, entre outros. Com isso os lojistas vão reduzir os custos operacionais e a inadimplência, além de conhecer melhor o perfil do seu cliente, ao custo de uma consulta.

Sobrevivência
Segundo o presidente do CDL-Rio, Aldo Gonçalves, o sistema faz parte do processo de aprimoramento essencial à sobrevivência e à evolução do comércio varejista. O CDL-Rio tem hoje mais de 15 mil associados, devendo chegar a 20 mil até o fim desse ano.

Pauta
Curiosidade jornalística: que aspecto pessoal de pessoas públicas é considerado mais noticiável pela mídia hegemônica tupiniquim: doença de presidenciável ou filho de presidente?

IR
Quando o Leão vai bater no Congresso para cobrar sua parte no salário indireto recebido pelos parlamentares, como ficou comprovado com as denúncias sobre o uso da verba indenizatória e da cota de passagens?

Jardim Zoológico
Quando operadores das bolsa de valores atribuem a queda das bolsas, não à realização de lucros, mas a gripe de porco, tem-se uma pequena noção da fauna que comanda o mercado financeiro.
     
     

Artigo anteriorCasamento em alta
Próximo artigoRisco zero
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

No privatizado Texas, falta luz no inverno e no verão

Apagões servem de alerta para quem insistem em privatizar a Eletrobras.

A rota do ‘Titanic’: ameaça de apagão não é de agora

‘Por incrível que pareça, no Brasil, térmicas caras esvaziam reservatórios!’

TCU confirma que União paga R$ 3,8 bi de juros e amortização por dia

Mais de ¼ dos títulos da dívida pública vencem em 12 meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Água, saneamento e crescimento para todos

Há pouco tempo para implantação das metas do novo marco legal.

Automação das matrículas acelera com o uso de biometria facial

Cresce procura por soluções tecnológicas de Reconhecimento Ótico de Caracteres para operações como cadastro dos alunos nos sistemas escolares

Mercado ainda digere Fomc e MP da Eletrobras passa no Senado

O Ibovespa fechou em queda de 0,93%, na esteira dos receios globais e das discussões envolvendo a MP.

Relator vota contra autonomia do BC, mas vista adia julgamento no STF

Lewandowski vota por derrubar a lei, sancionada em fevereiro, que dá autonomia ao BC, mas pedido de vista de Barroso interrompe julgamento.

Abbas recebe credenciais de embaixador brasileiro

Diplomata Alessandro Candeas entregou nesta semana suas credenciais ao presidente da Palestina, Mahmoud Abbas.