Subprocuradores criticam PGR

252

Foi divulgado, nesta sexta-feira, manifesto assinado por 27 subprocuradores-gerais cobrando reação da Procuradoria Geral da República às ameaças feitas pelo presidente Jair Bolsonaro ao regime democrático e a realização das eleições em 2022.

No documento, tornado público logo após o encontro do procurador-geral da República Augusto Aras com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, os sub-procuradores destacam que “o regime democrático não tolera ameaças vindas de integrantes de Poderes, consistindo em crime de responsabilidade usar de ameaça para constranger juiz a proferir ou deixar de proferir despacho, sentença ou voto, ou a fazer ou deixar de fazer ato do seu ofício”. Também destacam a missão do Ministério Público, e enfatizam que o procurador-geral da República, Augusto Aras não pode “assistir passivamente aos estarrecedores ataques” de Bolsonaro ao Judiciário e que a instituição deve fazer a “incondicional defesa do regime democrático”.

Espaço Publicitáriocnseg

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui