Suécia planeja expansão da energia nuclear

Suécia: mudança de '100% renovável' para '100% livre de combustíveis fósseis'

77
usina nuclear
Usina nuclear (foto Pxhere CC0)

A Suécia está planejando uma expansão da energia nuclear “massiva”, disse o governo sueco nesta quinta-feira. Até 2045, pretende que o país tenha dez novos reatores, dois dos quais já estarão operacionais em 2035.

Isto significaria “uma reestruturação histórica da política energética da Suécia”, disse a ministra da Energia, Negócios e Indústria, Ebba Busch, numa conferência de imprensa descrevendo a mudança política de geração de eletricidade 100% renovável para 100% livre de combustíveis fósseis.

“Temos que duplicar a produção de eletricidade dentro de 25 anos”, disse Busch. Para atingir este objetivo, a limitação do número de reatores nucleares será suspensa, e os processos de licenciamento para novos reatores serão simplificados e acelerados, disse ela.

O governo também decidiu introduzir garantias de crédito para investimentos em novas energias nucleares, disse Busch. Será também desenvolvido um modelo econômico para a partilha de riscos entre o Estado e os investidores em novas infraestruturas nucleares.

Espaço Publicitáriocnseg

Quase colapso estimula expansão da energia nuclear

Busch disse que a expansão da energia nuclear é urgente para satisfazer a crescente procura de eletricidade à medida que as indústrias verdes se desenvolvem e também porque “o sistema eléctrico nunca foi tão frágil como é agora”. Ela lembrou que a rede quase entrou em colapso devido a desequilíbrios no inverno passado.

Leia também:

Eólica é maior fonte de energia na Alemanha | Monitor Mercantil

No ano passado, foram produzidos 170 terawatts-hora (TWh) de eletricidade no país, dos quais 69% vieram de energias renováveis, de acordo com as Estatísticas da Suécia.

A energia hidrelétrica representou 41% da produção total, enquanto a nuclear e a eólica representaram 29% e 19%, respectivamente.

De acordo com a Agência Sueca de Energia, o consumo de eletricidade do país poderá duplicar para 280 TWh por ano até 2035 e aumentar ainda mais, para 370 TWh, até 2045.

Agência Xinhua

Leia também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui