Sumiço de assessor reforça suspeitas contra Bolsonaros

Mudar 'tudo que está aí' não significa mudar para melhor

Fabrício Queiroz, o motorista/assessor/amigo da Família Bolsonaro, faltou novamente ao depoimento para o qual havia sido convocado pelo Ministério Público (MP-RJ). Tal qual na quarta-feira, a alegação é de problemas de saúde. A defesa do assessor garante que até o próximo dia 28 apresentará laudos médicos.

Fica para os especialistas a tarefa de explicar se Queiroz manifestou doenças devido ao seu envolvimento no escândalo que lança dúvidas robustas sobre a relação da Família Bolsonaro com seus assessores – mais especificamente, com os vencimentos destes.

O certo é que o ano vai terminar sem uma explicação para os indícios de movimentação irregular nas contas do assessor. Em 1º de janeiro, Jair Bolsonaro já terá galgado a Presidência. E ficará para o superministro Sérgio Moro a tarefa de explicar como pode conviver no governo com tais suspeitas. Que se somam à confissão do futuro colega Onix Lorenzoni de que recebeu dinheiro de caixa 2 e à condenação do igualmente futuro companheiro de ministério Ricardo Salles e a tantas outras denúncias.

A promessa era mudar “tudo que está aí”. O que se tem de mudança é que, se os governos do PT acabaram com integrantes presos e processados por corrupção e caixa 2, o Governo Bolsonaro já começa com acusados e condenados. É uma mudança. Pena que não para melhor.

 

Refresco a prazo

A onda de calor que atinge o Rio de Janeiro aqueceu em 10% as vendas de ar-condicionado, ventiladores e climatizadores no comércio carioca em relação ao verão do ano passado, segundo a pesquisa Verão 2018 do Centro de Estudos do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDLRio).

De acordo com a pesquisa, 72% dos lojistas estavam preparados para atender à demanda do verão, e 28% disseram que não, apontando como causas a baixa procura durante o ano e a crise econômica que afastou os consumidores das lojas.

Os equipamentos têm sido comprados no cartão de crédito parcelado (75%). Cartão de débito (15%) e dinheiro (10%) responderam por apenas um quarto das vendas.

 

Volte depois

A cidade está lotada de turistas, mas a Prefeitura do Rio de Janeiro anuncia que os museus na Praça Mauá – de Arte do Rio (MAR) e do Amanhã não abrirão nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e no primeiro dia do ano de 2019.

Tudo bem que dia 25 e dia 1º sejam de folga. Mas em 24 e, especialmente, em 31 de dezembro, os visitantes perderão a oportunidade de conhecer dois belos museus (que, sim, são da Prefeitura, apesar de comandados pela fundação do grupo Globo). Pelo menos a visitação no MAR será gratuita para todos no dia 23.

 

Critério

O Globo estampou em manchete que os gastos com funcionários públicos estão “sem controle”. Deixou para as páginas internas a informação que as despesas estão estáveis em relação ao PIB. Ignorou declaração da diretora adjunta do Ipea Flávia Schmidt de que, apesar do crescimento, não se pode afirmar que há inchaço da máquina pública. “Na verdade, o que cresceu muito foi justamente a prestação de serviços com vínculo público nos municípios, que é onde estão os vínculos mais predominantes no serviço público”, disse a diretora.

Será que a notícia passaria pelo crivo da equipe de conferência de fake news das Organizações Globo?

 

Escolha seu lado

Do leitor e colaborador Eugênio Mancini: “No Brasil de hoje, existem dois tipos de brasileiros, aqueles que admiram a coragem de Marco Aurélio Mello, e os que elogiam Dias Toffoli.”

 

Rápidas

A Escola de Guerra Naval abre processo seletivo para o Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em nível de doutorado profissional em Estudos Marítimos. As inscrições poderão ser realizadas até 25 de janeiro. Informações em www.ppgem.egn.mar.mil.br *** O Caxias Shopping comemora a chegada de 2019 antecipadamente com show do grupo AturaSamba dia 28, a partir das 19h30 *** Ricardo Gondo é o novo presidente da Renault do Brasil. Ele substituirá Luiz Fernando Pedrucci, que foi nomeado presidente da montadora para a América Latina *** “Imersão em Contratos” é o curso que o Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef-RJ) realizará dias 16 e 17 de janeiro, pela manhã. O Ibef fica na Av. Rio Branco, 156, 4º andar, Ala C, Centro *** A coluna concede uma trégua aos leitores e voltará em 2019. Para todos, fiéis e eventuais, um Feliz Natal, e que o Ano Novo traga surpresas positivas.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Sonho da casa própria fica mais distante

Contratação de moradias com recursos do FGTS cai ano após ano.

Moeda chinesa na mira dos bancos centrais

Participação como reserva internacional ainda é baixa… por enquanto.

Bolsonaro comanda pior resposta à pandemia da AL

Para formadores de opinião, Brasil foi pior até que a estigmatizada Venezuela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

S&P aumenta nota de crédito da Petrobras

A agência de classificação de risco S&P Global Ratings (S&P) elevou a nota de crédito da Petrobras. A nota de crédito stand-alone (risco intrínseco)...

Movida supera as expectativas e ações sobem 8%

A Movida, empresa de locação de veículos, gestão e terceirização de frotas e vendedora de semininovos, reportou lucro líquido ajustado de R$ 174 milhões...

BNDES financia Norflor no combate ao efeito estufa

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) concederá financiamento será concedido à Norflor Empreendimento Agrícolas no valor de até R$ 27,4 milhões,...

Uma criptomoeda 100% brasileira

Uma parceria entre as startups Stonoex e AMZ viabilizou o lançamento da criptomoeda brasileira ZCO2. É uma criptomoeda que prevê a proteção da Amazônia...

Aumenta investimento estrangeiro em Xangai

O investimento estrangeiro integralizado em Xangai registrou um aumento anual de 21,1% no primeiro semestre de 2021, anunciaram autoridades locais. A utilização real do...