Super-ricos driblam impostos nos EUA

Classe média dos EUA paga 24,8% em impostos, enquanto 400 super-ricos pagaram em média cerca de 8%

144
Jeff Bezos e tripulação
Jeff Bezos e tripulação (foto divulgação Blue Origin)

O multimilionário Jeff Bezos vendeu 50 milhões de ações da Amazon este mês, por cerca de US$ 8,5 bilhões. Por ter se mudado de Seattle, em Washington, para Miami, na Flórida, no ano passado, ele economizará quase US$ 600 milhões em impostos.

Ganhos acima de US$ 250 mil da venda de ações ou outros investimentos de longo prazo são tributados em 7% no Estado de Washington. Na Flórida, a alíquota sobre renda ou ganhos de capital é 0 (ele ainda estará sujeito a impostos federais).

Apenas um exemplo que como os super-ricos driblam os impostos. Outra forma é doar, como Bill e Melinda Gates farão, doando suas fortunas (algo em torno de US$ 135 bilhões) para a fundação que leva seus nomes. Já haviam doado US$ 53,8 bilhões, principalmente em ações da Microsoft. Evitam os pesados impostos sobre heranças.

Nos Estados Unidos, o trabalhador solteiro médio pagou uma taxa de imposto média líquida de 24,8% em 2022, similar à média da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que é de 24,6%.

Espaço Publicitáriocnseg

Os super-ricos dos EUA são poupados pelo Leão. Levantamento feito para a Casa Branca e publicado em setembro de 2021 estimou a taxa média de imposto federal sobre o rendimento individual pago pelas 400 famílias mais ricas dos EUA. “Em nossa análise primária, estimamos uma alíquota federal média de imposto de renda individual de 8,2% para o período 2010-2018.”

“Os ricos pagam baixas taxas de imposto sobre o rendimento, ano após ano, por duas razões principais. Primeiro, grande parte do seu rendimento é tributado a taxas preferenciais. Em particular, o rendimento proveniente de dividendos e da venda de ações é tributado a um máximo de 20% (23,8% incluindo o imposto sobre o rendimento líquido do investimento), o que é muito inferior à taxa normal máxima de 37% (40,8%) que se aplica a outros rendimentos”, informa o relatório.

Leia também:

Cobrança de 2% sobre riquezas de bilionários | Monitor Mercantil

Sossega Leão: super-ricos dos EUA são super-poderosos

Em 2022, o Internal Revenue Service (IRS) recebeu uma injeção histórica de US$ 80 bilhões, em parte para aumentar a capacidade da agência de auditar os super-ricos. Desde então, relata o Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ), o IRS tem alardeado algumas vitórias iniciais, incluindo a abertura de 1.600 processos contra milionários e bilionários no ano passado; como resultado, a recuperação de várias centenas de milhões de dólares em impostos não pagos.

A eficiência do Leão dos EUA levou os membros do Partido Republicano a propor corte no orçamento da agência.

Rápidas

O Sesc RJ abriu inscrições para curso de línguas inglesa e espanhola para adolescentes de 12 a 14 anos, sendo 167 vagas gratuitas. Até 4 de março *** A palestra inaugural do Ciclo de Conferências de Filosofia do Direito de 2024, realizada pelo Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), contará com a participação do ministro de Estado dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida. Será na próxima segunda-feira (4), às 14h30, e terá transmissão pelo canal TVIAB no YouTube *** A FGV Emap sediará, de 4 e 9 de março, o XIV Brazilian Workshop on Continuous Optimization, evento que reunirá palestrantes das mais renomadas instituições de ensino e pesquisa do mundo na área da Matemática *** Jérome Poignard abre a exposição Luzes na Galeria Dobra, na Fábrica Bhering, neste sábado *** A Accountfy, plataforma de gestão financeira, contratou Aline Silveira como gerente de Marketing, em um momento da empresa de estabelecer parcerias estratégicas e expandir a base de clientes *** Curso Prático de Assessoria de Imprensa ensinará o método e a prática do setor com a inclusão da Inteligência Artificial e noções de SEO na construção de textos. Informações [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui