Taxa de empréstimo da China não muda há dois meses

Ficou em 3,7% nesta segunda-feira, inalterada em relação ao mês anterior

A principal taxa de empréstimo de um ano (LPR, na sigla em inglês) da China, uma taxa de empréstimo de referência baseada no mercado, ficou em 3,7% nesta segunda-feira, inalterada em relação ao mês anterior. Já a LPR de mais de cinco anos, no qual muitos credores baseiam suas taxas de hipoteca, também permaneceu inalterada em relação à leitura anterior de 4,45%, de acordo com o National Interbank Funding Center (NIFC).

Em maio, a LPR de mais de cinco anos foi reduzida em 15 pontos-base para 4,45%, a maior redução nessa taxa desde que o país renovou o mecanismo LPR em 2019. Tal movimento ajudaria a economia real a superar as dificuldades alavancando o papel do setor financeiro, impulsionando a demanda efetiva e estabilizando ainda mais a economia, segundo analistas.

Intimamente relacionada com a LPR, a taxa de juro da facilidade de empréstimos de médio prazo (MLF, em inglês) neste mês também se manteve inalterada em relação à última operação. Na semana passada, o Banco Popular da China (banco central) injetou 200 bilhões de iuanes (US$ 29,8 bilhões) no mercado por meio de MLF de um ano com uma taxa de juros de 2,85%.

Com base nas cotações bancárias calculadas somando-se alguns pontos-base à taxa de juros das operações de mercado aberto (referente principalmente à MLF), a LPR é calculada pelo NIFC para servir como referência de precificação para empréstimos bancários. A LPR atualmente consiste em taxas com dois vencimentos – um ano e mais de cinco anos. Os bancos qualificados enviam suas cotações antes das 09h00 do dia 20 de cada mês. O NIFC calcula e divulga a LPR às 09h30 do mesmo dia ou no próximo dia útil.

Leia também:

Inflação desacelera na Arábia Saudita

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

EUA: tiroteio em escola bate maior número em 20 anos

Segundo relatório, houve apenas 23 incidentes com vítimas fatais durante o ano letivo de 2000/2001.

‘Adesão da Finlândia e da Suécia enfraquecerá Otan’

Para estudiosa, Ocidente 'precisou' se expandir para países da ex-URSS para impor 'valores ocidentais' e 'democracia', segundo a narrativa.

Opep+ não eleva produção além do previsto

Mesmo sem Organização atender a pedidos dos consumidores, preço do petróleo caiu.

Últimas Notícias

Geladeiras devem exibir nova etiqueta de eficiência

Comércio varejista tem prazo até 30 de junho de 2023 para continuar vendendo os produtos com a etiqueta antiga.

Mercado pet deve crescer 14% em 2022

Chile é o país que mais importou produtos pets brasileiros no primeiro trimestre; setor prevê novas exportações neste ano.

FGTS vira moeda do governo para movimentar a economia

Atualização monetária das contas do Fundo não acontece e trabalhador continua no prejuízo.

EUA: tiroteio em escola bate maior número em 20 anos

Segundo relatório, houve apenas 23 incidentes com vítimas fatais durante o ano letivo de 2000/2001.

Bebidas Online busca captar R$ 2 milhões com pessoas físicas

Com crescimento projetado de 19% para 2022, startup de delivery de bebidas usará recursos nas áreas de marketing, desenvolvimento de produtos e expansão do time