32.5 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, janeiro 25, 2021

Temer insiste na venda de direitos da Petrobras em campos de petróleo

A Petrobras anunciou, nesta segunda-feira, o início da fase vinculante do processo de venda de 50% de seus direitos e obrigações de exploração e produção do Campo de Tartaruga Verde e do Módulo III do Campo de Espadarte, ambos localizado na Bacia de Campos, no Rio de Janeiro. Sobre o Campo de Tartaruga Verde, a estatal informou que a venda de parte da participação da companhia não envolve a transferência da operação do campo.

Mais cedo, a empresa já havia anunciado a fase vinculante da venda da totalidade do Campo de Baúna, localizado em águas rasas da Bacia de Santos.

Nessa etapa do projeto, os interessados habilitados na fase anterior receberão cartas-convite com instruções detalhadas sobre o processo de desinvestimento (venda de ativos), incluindo as orientações para realização de due diligence (busca de informações) e para envio das propostas vinculantes.

No comunicado ao mercado, a Petrobras destacou que a divulgação está em consonância com a Sistemática para Desinvestimentos da empresa e alinhada às disposições do procedimento especial de cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluidos, previsto em decreto que trata do tema.

Uma das principais metas da companhia é baixar o endividamento para duas vezes e meia o valor da geração de caixa. Hoje essa relação está em 3,23 vezes. Ao longo do segundo trimestre, a Petrobras conseguiu melhorar o perfil de sua dívida, reduzindo as taxas de juros e ampliando prazos de pagamento. Nos últimos três anos, o endividamento líquido encolheu 42% frente aos R$ 493 bilhões do período mais crítico, no fim de 2015.

Tartaruga Verde

A Petrobras detém 100% de participação no campo de Tartaruga Verde. Uma das jazidas do campo se estende além do limite da concessão BM-C-36 e possui Acordo de Individualização da Produção (AIP) assinado com a PPSA.

O primeiro óleo está previsto para o 2º trimestre de 2018, devendo atingir um pico de produção acima de 100.000 barris por dia em 2019, sendo toda a produção escoada pelo FPSO Cidade de Campos dos Goytacazes.

No módulo III do campo de Espadarte, a estatal detém 100% de participação. O desenvolvimento da produção desse módulo será realizado interligando um poço ao mesmo FPSO alocado no campo de Tartaruga Verde.

O primeiro óleo está previsto para o primeiro trimestre de 2021, com pico de produção alcançando 10,5 mil de barris por dia.

Águas rasas

Atualmente, a estatal é operadora do campo de Baúna com 100% de participação, com produção média de petróleo, em janeiro deste ano, de cerca de 34 mil barris por dia. Todo o gás produzido é reinjetado no próprio campo. A venda faz parte do plano de desinvestimento da Petrobras, alinhada às disposições do procedimento especial de cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de pertróleo, gás natural e outros hidrocarburetos fluidos, previstos em decreto.

Localizado ao sul da Bacia de Santos, o campo de Baúna iniciou a produção em fevereiro de 2013, com o pico de produção acima de 76 mil bairros de óleo por dia já em setembro do mesmo ano. A produção média em janeiro de 2018 foi de 33,7 mil barris por dia de óleo leve (33 ° API).

O sistema de produção é formado por seis poços produtores, três poços injetores de água e um poço de injeção de gás, interligados ao FPSO Cidade de Itajaí (unidade flutuante que produz, armazena e escoa petróleo e gás natural), com capacidade de processamento de 80 mil barris diários.

Artigos Relacionados

Presidente da Eletrobras sai para comandar a BR

Renúncia de Wilson Ferreira Junior pode indicar fim da privatização.

Braskem: R$ 1 bi de energia renovável com a Casa dos Ventos

Segundo a Braskem, este é o quarto contrato de compra de energia renovável competitiva assinado pela companhia, ultrapassando o montante contratado médio de 100 MW de energia renovável de fonte solar e eólica, que colocam a Braskem perto de alcançar a marca estimada de cerca de 1,5 milhão de toneladas de CO2 de emissões evitadas apenas com estes contratos, contribuindo para que a companhia se torne carbono neutro até 2050.

BTG Pactual levantou R$ 2,57 bi com oferta primária de units

Conforme a Reuters, o banco pretende utilizar os recursos para acelerar iniciativas estratégicas e o crescimento da área de negócios de varejo digital

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Biden retoma restrições a viajantes que cheguem do Brasil

Medida também afetará quem não é cidadão norte-americano que viaje a partir do Reino Unido e África do Sul.

Ação contra McDonald’s já beneficiou mais de 3 mil trabalhadores

Justiça reconheceu direito a maior pagamento de participação nos resultados.

Ritmo de vacinação limita alta do PIB no Brasil a 3,5%

FGV acredita em retomada desigual no mundo, com melhora mais rápida nos países desenvolvidos.

Copom está alinhado com maioria da expectativa do mercado

Considerando foco na inflação de 2022, estamos considerando agora que BC começará a aumentar Selic em maio e não em agosto.

Primeira prévia dos PMI’s e avanço da Covid-19

Bolsa brasileira sucumbe ao terceiro dia de queda, mediante aos temores fiscais.