Terrorista

Desde o início do governo do primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, em fevereiro de 2001, morreram mais civis e militares israelenses do que nos seis anos anteriores aos acordos de Oslo, repudiados por Sharon.

Sabotagem
Dando seqüência à sua política de novo Cavalo de Tróia do Mercosul, o Uruguai está exigindo das transportadoras brasileiras que cruzam a fronteira entre as duas nações o certificado de inspeção veicular oriundo daquele país. O certificado passou a ser exigido em dezembro, quando as autoridades uruguaias deixaram de aceitar o Certificado de Licenciamento e Registro de Veículos, emitido pelo Brasil. A Associação Nacional do Transporte de Cargas (NTC) denuncia que a exigência fere os acordos do Mercosul, que determinam que o licenciamento no país de origem deve ser aceito até a adoção de um documento comum.
Sabotagem II
A Associação Nacional do Transporte de Cargas (NTC) teme que a exigência seja seguida pelos demais integrantes do Mercosul. Enquanto cobram do governo FH que intervenha junto ao governo do Uruguai para fazer valer o acordado, as empresas brasileiras estão recorrendo a uma inspeção veicular realizada pelo Sucta, único órgão uruguaio autorizado a expedir o certificado. Outras estão adquirindo o documento com selo do Inmetro em oficinas mecânicas. Embora não estejam previstos nos acordos do Mercosul, esses certificados estão sendo usados para fugir da multa de US$ 12 mil, cobrada pelo governo uruguaio.

Viúvas
Quase 30 anos depois de findo, o tenebroso reinado comandado pelo general Garrastazu Médici ainda tem seus saudosistas. No próximo domingo, a prova que leva o nome do Pinochet brasileiro será a principal atração do Hipódromo da Gávea. Nesses tempos de apoios escrachados a golpes contra presidentes eleitos não alinhados com o pensamento único, a homenagem é reveladora.

Drenagem
Da retórica do presidente FH prometendo redução de 20% no preço da gasolina à escalada de aumentos recentes das tarifas dos combustíveis, o que restou foi o salto de 7% na margem bruta de lucro das distribuidoras e dos postos, que passou a ser de 23,1%. No mesmo período, a margem bruta de lucro da Petrobras, responsável pelo refino, recuou para apenas 15,3%. Como mostram os números da Associação dos Engenheiros da Petrobras (Aepet), o Brasil é o único país do mundo no qual as distribuidoras ficam com o filé, deixando os ossos para o refinador. Nos Estados Unidos, a margem bruta do refinador é de 68%, contra 6% para distribuidoras e postos.

Fora do ar
A Associação de Pilotos da Varig (Apvar) entrou com ação ordinária na Justiça Federal do Rio de Janeiro contra o Departamento de Aviação Civil (DAC) e a Varig. A entidade cobra o cumprimento da norma que proíbe o acúmulo de funções de tripulantes a bordo, alegando que os comandantes estão sendo obrigados a acumular sua função com a de examinadores nas avaliações periódicas das equipes, nos procedimentos operacionais durante o vôo. Ou seja, o comandante estaria tendo de avaliar a eficiência de sua equipe. Segundo a Apvar, trata-se de economia de 5% em relação à mão-de-obra e que pode comprometer a eficiência técnica das equipes. A multa pelo descumprimento da norma é de R$ 10 mil/dia para os infratores. A Apvar solicita liminar para que o desvio de função sejam suspenso imediatamente.

“No, monsieur”
Saudado pela mídia caipira como mais uma rendição ao american way of life, o suplemento semanal em inglês do jornal francês Le Monde, com artigos do diário norte-americano The New York Times, tem sido alvo de contundentes críticas dos leitores do primeiro. A redação do Le Monde recebeu uma enxurrada de cartas acusando o jornal de contribuir para o processo de “americanização e destruição da língua francesa”. De forma indireta, o ombudsman do Le Monde, Robert Sole, dá razão aos críticas, ao alegar que o objetivo do suplemento é fazer com que os franceses tenham uma nova visão dos Estados Unidos.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“Cooperação”
Próximo artigoVolúvel

Artigos Relacionados

Guedes esperava muito da educação

Setor educacional prometeu, mas ainda não cumpriu.

Petrobras também foi ao mercado em Londres

Estatal criou subsidiária na década de 80 para atuar nas Bolsas.

Petroleiras ganham dinheiro no mercado, não com produção

Desde a década de 1980, companhias viraram empresas financeiras.

Últimas Notícias

Câmara rejeita ‘PL antiterrorismo’

A Câmara dos Deputados rejeitou nesta quarta-feira a urgência para votar o Projeto de Lei (1595/19) que cria uma polícia política que permite ao...

Programa AceleraD’Or de Mentoria entra em fase decisiva

Em fase decisiva para a escolha das 10 empresas participantes do projeto, o Programa AceleraD’Or de Mentoria, patrocinado pela D’Or Consultoria, teve repercussão positiva...

Aconseg-RJ mostra um 2022 promissor para as assessorias

Em reportagem especial da edição, os executivos confirmam a rápida resposta do setor e sua adequação aos tempos de desafios que foram superados com...

Inovação em Seguros concederá NFTs a vencedores

Uma das novidades do Prêmio Antonio Carlos de Almeida Braga de Inovação em Seguros, promovido pela Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg), será a concessão...

Anbima projeta taxa de juros em 11,75% em 2022

A taxa de juros deve voltar a dois dígitos no início do próximo ano e chegar em 11,75% no mês de maio, de acordo...