TJ inocenta presidente da Alerj de acusação de ‘rachadinha’

O Tribunal de Justiça do Rio não encontrou indícios de envolvimento do presidente reeleito da Assembleia Legislativa (Alerj), André Ceciliano (PT), em esquema de “rachadinha” com assessores de seu gabinete. O TJ mandou o caso, que investiga movimentação suspeita de R$ 49 milhões por parte de ex-funcionários, para a primeira instância.

Como deputados têm direito a foro especial, o envio para um tribunal de piso significa que Ceciliano não é mais um dos investigados. Nada foi encontrado na quebra do sigilo financeiro.

A suspeita levantada pelo Ministério Público com base em informações sobre movimentações financeiras levantadas pelo Coaf recai agora sobre o empresário da construção civil de Paracambi Carlos Dolavale, que esteve lotado no gabinete do presidente da Alerj. A investigação vai apurar se o dinheiro foi resultado de atuação de Dolavale como agiota.

O desvio de dinheiro público através da prática conhecida como “rachadinha” funciona com os detentores de mandato ficando com parte ou até a totalidade dos vencimentos de assessores não concursados lotados em seus gabinetes. Flávio Bolsonaro, filho do presidente da República, é investigado pelo desvio no período em que foi deputado estadual, tendo como arrecadador o amigo da família Fabrício Queiroz.

Leia mais:

Alerj: novos deputados mudam composição da Mesa

Rio perde R$ 5,5 bilhões sem Carnaval

Artigos Relacionados

Novas restrições no Rio impactam condomínios

Decreto proíbe a realização de eventos em áreas públicas e particulares até o próximo dia 11.

Suspensão do auxílio emergencial impactará cenário no Brasil

Na pandemia, população recorreu ao cloro ou água sanitária para a limpeza diária.

Vendas de cimento crescem e preços sofrem pressão

Câmbio também impacta valores no Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Lula livre. Até quando?

Jurista: Necessidade de proteger Moro e os procuradores da Lava Jato.

Produtividade na indústria cai com menor produção na pandemia

Para 2021, as perspectivas são melhores, em razão do início da vacinação da população.

Demanda por bens industriais cresceu 0,6% em janeiro

Ipea apontou avanço de 6,6% no trimestre móvel encerrado no primeiro mês de 2021.

Aumenta consumo de pornô por público feminino

Relatório de site de entretenimento adulto revela que 39% do acessos são de mulheres.

Abertura de empresas tem alta de 13,4% em novembro

Segundo Serasa, sociedades limitadas impulsionaram índice; comércio teve alta estimulada por Black Friday e festas de fim de ano.