Toda linha Caoa Chery passa a ter opção eletrificada

Subcompacto será 100% elétrico e o mais ‘barato’ do País.

Enquanto a maioria das montadoras lança híbridos e elétricos em doses homeopáticas, a Caoa Chery surpreende o mercado e transforma todo seu line-up em “eletrificado”.

Os movimentos de mudança começaram em maio, quando a marca divulgou o fechamento de sua fábrica em Jacareí (SP) até 2025. Nesse intervalo, o plano é readequar a planta, projetada para carros compactos, para receber linhas de produção de veículos híbridos e elétricos de diversos tamanhos.

Com essa decisão, a marca deixa de oferecer o SUV Tiggo 3x, lançado há menos de um ano, e importará o sedã Arizzo 6 Pro, ambos até então fabricados em Jacareí.

O novo passo, divulgado na semana passada, segue uma estratégia ousada de uma marca que nasceu em 2017, ao adquirir o comando da chinesa, lança um portfólio de SUVs e cresce a passos largos.

A ofensiva eletrificada é dispor de uma opção híbrida a toda sua gama, uma parte com produção em sua outra fábrica, de Anápolis (GO):

  • Sedã Arrizo 6 Pro híbrido-leve
  • SUV Tiggo 5X Pro híbrido-leve flex
  • SUV Tiggo 7 Pro híbrido-leve flex
  • SUV Tiggo 8 Pro Hybrid plug-in
  • Subcompacto iCar 100% elétrico

 

Elétrico estreia primeiro

O primeiro produto dessa nova era chega às concessionárias até o fim deste mês de junho. Importado da China, o iCar é um subcompacto 100% elétrico, de pouco mais de 3 metros e que será, por enquanto, o elétrico mais “barato” do Brasil. Em versão única tem preço de lançamento de R$ 139.990.

O iCar tem bateria com capacidade total de 30,8kWh, com sete estágios de regeneração de energia. O motor rende potência máxima de 61cv e torque de 15,3kgfm.

De acordo com a Caoa Chery, sua autonomia é de até 282km. Numa estação de carga rápida, sua bateria pode ser carregada completamente em apenas 36 minutos. Pelo carregador portátil leva 5 horas e pelo cabo de 3 pinos (emergencial), 11 horas. O conector é do tipo CCS Combo 2, o mais comum no mercado nacional.

O espaço é bem limitado nesse compacto de 2 portas. O banco traseiro acomoda adultos desde que os passageiros da frente não sejam muito altos, e o porta-malas é minúsculo, de 100 litros. Se rebater os bancos traseiros, chega a 380 litros.

No interior há multimídia de 10,25”, regulagem elétrica nos bancos dianteiros, volante multifuncional, duas entradas USB e carregamento de celular sem fio.

A segurança é reforçada com controle de estabilidade, freio eletrônico, câmera traseira, sensor de estacionamento, freio a disco nas quatro rodas e monitor de pressão e temperatura dos pneus.

O iCar é um autêntico city car elétrico, com números muito próximos do elétrico E-JS1 (R$ 159.900), o JAC mais vendido hoje no país.

Caoa Chery Tiggo 5x Pro Hybrid (foto Via Digital)
Caoa Chery Tiggo 5x Pro Hybrid (foto Via Digital)

Tiggo 5x, Tiggo 7 e Arrizo 6 são híbridos leves

Fabricados na planta goiana de Anápolis, Tiggo 5x Pro Hybrid e o Tiggo 7 Pro Hybrid chegam em julho com a tecnologia híbrida 48V. Já o sedã Arrizo 6 Pro Hybrid virá importado da China a partir de agosto.

A tecnologia híbrida desses modelos também é conhecida por híbrida leve. Ao substituir o alternador por um gerador/motor BSG, o sistema híbrido funciona recuperando a energia cinética gerada nas frenagens. Essa energia é armazenada em uma bateria 48V e utilizada para auxiliar e aumentar torque e potência gerados pelo motor a combustão quando solicitados.

Com o câmbio CVT, a Caoa Chery informa que o consumo do Arrizo 6 e Tiggo 5x híbridos teve melhora de 13%. Já no Tiggo 7 a redução é de 5%. Confira o consumo combinado de cidade e estrada para cada modelo:

Modelo

Consumo etanol (km/l)

Consumo gasolina (km/l)

Preços*

Tiggo 5x Pro Hybrid 1.5

11,57

16,18

R$ 169.990

Tiggo 7 Pro Hybrid 1.5

11,38

15,69

R$ 199.990

Arrizo 6 Pro Hybrid 1.5

12,26

17,37

R$ 159.990

Fonte: Caoa Chery / *Preços de lançamento

 

A tecnologia híbrida 48V conta também com sistema start-stop que desliga o motor em paradas como semáforos e dá partida automaticamente quando acionado o acelerador, o que auxilia na redução do consumo e na emissão de poluentes.

Todo o desenvolvimento do software, calibração do sistema de gerenciamento do motor, além da integração com o BSG e o algoritmo de carga e descarga da bateria 48V das novas versões dos veículos foi realizada pelo time de engenharia nacional da Caoa Chery, com base no modo de condução e na preferência do motorista brasileiro.

Caoa Chery Tiggo 8 Pro Plug In Hybrid (foto Via Digital)
Caoa Chery Tiggo 8 Pro Plug In Hybrid (foto Via Digital)

Tiggo 8 Pro Plug-in Hybrid é um degrau acima

Também importada da China, a versão híbrida do Tiggo 8 traz uma tecnologia mais avançada porque é plug-in. O SUV vem equipado com dois motores elétricos, que combinados com o motor a combustão 1.5 turbo a gasolina, entregam 317 cv de potência e 56,6 kgfm de torque, acoplados à transmissão DHT de 11 marchas.

O consumo médio combinado é de 42,7km/l. O sistema permite que o SUV rode cerca de 77,6km de forma 100% elétrica, podendo ser recarregado na tomada quando necessário.

São dois modos de condução: 100% elétrico, em que somente um ou dois motores elétricos atuam e HEV (híbrido), otimizando o funcionamento dos três motores.

O visual do Tiggo 8 Pro Plug-in Hybrid tem novidades no formato da grade, para-choques dianteiros e traseiros, faróis em LED e de neblina e rodas.

Por dentro, destaque para a tela de 24,6” que integra o painel de instrumentos e multimídia, 6 ajustes no banco do motorista e som premium da Sony, entre outros itens.

O Caoa Chery Tiggo 8 Pro Plug-in Hybrid chega em agosto por R$ 269.990.

Chevrolet Bolt EUV (foto divulgação)
Chevrolet Bolt EUV (foto divulgação)

Chevrolet planeja lançar 3 elétricos no Brasil

Enquanto a eletrificação de veículos avança no Brasil, mas ainda majoritariamente importada, restrita a carros de alto valor e ainda inacessíveis para a maioria dos consumidores, a General Motors adianta lançamentos nesse caminho, embora um pouco mais distantes.

Lá fora, o grupo promete vender apenas eletrificados a partir de 2035. Para o Brasil, a Chevrolet confirmou a chegada de três novos elétricos a partir do próximo ano e a intenção de produzir veículos elétricos por aqui, tornando o país um polo exportador.

Em 2023 está prevista a chegada do Bolt EUV, versão SUV do elétrico Bolt. Em julho, a montadora dará mais detalhes da Blazer EV, mas que só chega aqui em 2024, mesma ocasião que deverá vir o Equinox EV.

Lucia Camargo Nunes
Economista e jornalista especializada no setor automotivo. [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Alerj discute tombamento do Engenhão

Projeto impedirá demolição ou fim da pista de atletismo.

Ensino superior em Portugal sobrevive graças aos alunos estrangeiros

Valor pago pode ser 5x maior que por nacionais.

Construção da P-80 ‘exporta’ 395 mil empregos

Candidatos defendem volta do conteúdo local e fazer reparos de embarcações no Rio.

Últimas Notícias

Vale testa caminhões de 72 toneladas 100% elétricos

Veículos serão usados nas operações da mineradora em Minas Gerais e da Indonésia

Xangai quer estimular mais o consumo

Será a primeira emissão de cupons eletrônicos para estimular o consumo

Pequenos incidentes cibernéticos podem iniciar grandes problemas

Alerta é do coordenador do Grupo Consultivo de Cibersegurança da Anbima

Rio Grande do Sul publica edital de concessão do Cais Mauá

Prevê revitalizar um dos principais patrimônios da cidade por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP)

Rio pode ter fomento de áreas produtoras de petróleo

Norma estabelece que o governo do estado desenvolva políticas de apoio e parceria.