Todos querem sangue

 

Após cada debate entre candidatos a cargos executivos, mídia e público se unem para reclamar que só há ataques entre os postulantes, e não se debate propostas. Não é bem assim. Para ficar em um exemplo, no programa da Band com os presidenciáveis, Ciro Gomes apresentou suas pautas sobre previdência e renegociação das dívidas dos consumidores. Este tema foi bem discutido no noticiário da semana, aprofundando a proposta do candidato do PDT, com questionamentos e apoios. O que ninguém pode esperar é um debate profundo em dois minutos – e, se houvesse tempo suficiente, o resultado seria quase 100% dos espectadores dormindo…

Há uma hipocrisia de público e mídia sobre os debates. Todos cobram propostas, mas repercutem nos dias seguintes os embates entre os candidatos.

JC Cardoso, de Beijing

Feriado nacional

A primeira semana de outubro é toda de feriado aqui, por conta do dia 1°, data da fundação da República Popular da China em 1949. Neste dia específico (que em 2018 cai numa segunda-feira), há uma mega parada militar na Praça Tianmen (centro geográfico de Pequim) no melhor estilo da abertura de Topázio (Topaz, de 1969), aquele que até hoje lembrado como tendo sido o pior filme de Hitchcock e que a nossa Eva Wilma agradece por não ter passado no teste para viver uma personagem cubana.

Gostaria muito de gravar umas imagens similares a estas, já que o evento é aberto ao público gratuitamente, mas eles falam que fica, por conta da data, uma megaconfusão na cidade e nos pontos turísticos do país. Dizem que fica cheio de chineses…

 

É isso aí

Primeiro dia em Liupanshi e chamam os visitantes para uma festa étnica de boas vindas. Você é recebido por um pessoal com roupa típica mais ou menos como eram os visitantes da Ilha da Fantasia e fica todo mundo dançando em volta da fogueira como se fosse festa junina. Várias etnias fazem isso e parece, assim dizem, que não tem conotação religiosa alguma, unicamente é o modo de dar boas vindas. Muita gente, como eu, não acerta o passo. E aí junta lourão, negão, moreno, ruivo, europeu, latino-americano, indiano, muçulmano, ateu, protestante, budista e chinês, todo mundo com as mais diferentes caras e roupas na tal festividade. Eu me senti num anúncio da Coca-Cola.

 

Xing ling

Xing é coração em mandarim. Zero é Ling, que, aliás, pode ser sobrenome também. É difícil a grafia, até para eles. Tanto que preferem usar o zero com a notação indo-arábica (e não a chinesa). Bom, o fato é que para falar “coração zero” você pronuncia xing ling.

 

Obrigatório

Chineses, argentinos, portugueses, mexicanos, bolivianos, cubanos, angolanos… Todos ficam surpresos ao saber que o voto é obrigatório no Brasil.

 

Tudo igual

Várias pessoas aqui já acharam que eu era da Itália. E que, quando eu falava português ou espanhol, estava falando italiano! Mas hoje a dona do mercadinho se superou. Perguntou se eu era alemão. Pelo sotaque, porque só comprava cerveja na sua loja e porque era “a cara” dos seus clientes alemães. E você achando que chinês e japonês é tudo igual…

 

Rápidas

A República Popular da China tornou-se o novo membro observador do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) *** A consultoria é uma porta que se abre para aqueles executivos que, agora maduros e experientes, muitos em transição de carreira, pretendem permanecer ativos. O consultor Luiz Affonso Romano, CEO do Laboratório da Consultoria, com apoio institucional da ABCO, programou para 20, 21 e 22 de agosto, a 21ª turma Porto Alegre, 75ª Brasil, do Curso de Desenvolvimento de Consultores. Inscrições e informações: contato@dragon.com.br ou (51) 3377-2016 *** A Fiesp realizará, em parceria com a ABFintechs, o seminário “Fintechs – Novas Soluções Financeiras para seu Negócio”, nesta terça-feira, das 9h às 17h30, na sede da avenida Paulista *** No final de agosto, a cidade do Rio de Janeiro receberá mais uma edição do Gestão de Coach. Para mais informações: coach@profitcoach.com *** O II Congresso Nacional de Direito Agrário será aberto pela presidente nacional do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Rita Cortez, nesta quarta-feira, às 9h, no Auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados. Inscrições em www.iabnacional.org.br/eventos

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Governo pode – e deve – controlar progresso tecnológico

Tecnologias transformadoras do século 20 não teriam sido possíveis sem liderança do Estado.

Salário mínimo baixo, gasto do Estado alto

Nos EUA, assistência a trabalhadores que ganham pouco custa US$ 107 bi por ano ao governo.

Privatização da Eletrobras aumentará tarifa em 17%

Estatal dá lucro e distribuiu R$ 20 bi em dividendos para a União.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

ISM Manufacturing teve a maior leitura desde fevereiro de 2018

Expectativa é de melhora continuada dado o avanço da vacinação, bem como o estímulo fiscal projetado para ser aprovado em meados de março.

Rede estadual de ensino do Rio volta hoje às aulas

Alunos terão aulas remotas e presenciais, com turmas em sala de aula em dias alternados em função da pandemia.

Mercado interno sobe seguindo bom humor global

Exterior avança após pacote fiscal de US$ 1,9 trilhão ser aprovado pela Câmara dos Representantes dos EUA.

Aepet recomenda não migrar para o Plano Petros 3

Petros anunciou que começa em 2 de março o período de opção pelo PP3 para ativos e assistidos dos PPSP-NR e PPSP-R.

Presidente do Banco do Brasil joga a toalha

Centrão tem interesse no cargo.