Topam tudo por – pouco – dinheiro

Dinheiro do petróleo mal dá para pagar um quarto dos juros da dívida este ano.

A merreca que estados e municípios aceitaram receber no megaleilão do pré-sal, coisa de R$ 23 bilhões, dá bem uma noção de como andam arrasados os cofres públicos e de como fazem falta políticos que pensem no país além da próxima eleição. A União também está no rolo.

Alguém poderia dizer que estão vendendo o almoço para pagar a janta. Equívoco. Não dá nem um lanchinho. Para se ter uma ideia, os R$ 70 bilhões que União, estados e municípios esperam arrecadar mal dão para pagar um quarto do que o Governo Federal torrará em juros da dívida este ano. No caso do Rio de Janeiro, não tapa o rombo fiscal de 12 meses.

Uma comparação mais próxima do que está acontecendo é que vão vender o apartamento para pagar as compras do mês; depois, ficam sem comida e ainda terão que pagar aluguel.

A Associação dos Engenheiros da Petrobrás (Aepet) estima perdas de R$ 344 bilhões com os próximos leilões de petróleo. O prejuízo para o desenvolvimento do país, para a educação, para pesquisa e desenvolvimento são incalculáveis. O dinheiro e as negociatas falam alto, mas o desmonte estratégico é o que está por trás.

 

Desvendando o ‘embromês’

Excedente à Cessão Onerosa – Corresponde aos volumes de petróleo que excedem os 5 bilhões de barris da Cessão Onerosa. Somente no Campo de Búzios, podem representar mais de 10 bilhões de barris. Estes volumes pertencem à União, que ressarciria a Petrobras pelos trabalhos que resultassem em mais descobertas. É agora o desejo das multinacionais do petróleo e dos seus acionistas banqueiros. Leiloar tais volumes, já descobertos e sem quaisquer riscos exploratórios, é algo semelhante a doação do patrimônio dos brasileiros para o capital externo.

 

Imóvel de escritor vai a leilão

Após dez anos do falecimento do escritor Antonio Olinto (1919–2009), o apartamento 501 do número 43 da Rua Duvivier, em Copacabana, onde viveu ao lado da teatróloga e romancista Zora Seljan, será apregoado, em 22 e 29 de outubro, pelo leiloeiro Fabiano Ayupp. Na primeira praça, o imóvel será oferecido por R$ 1,8 milhão; na segunda, pela metade.

Parte da soma arrecadada será para cobrir os valores de uma ação trabalhista, que corre na 29ª Vara do Trabalho, movida por uma assessora do escritor.

A obra de Olinto, que ocupou a cadeira 8 da Academia Brasileira de Letras, abrangia poesia, romance, ensaio, crítica literária, análise política, literatura infantil e dicionários.

 

Portal do Vale

O Instituto Preservale, presidido por Néstor Rocha, que congrega a cadeia produtiva do Vale do Café, acaba de lançar um novo portal (institutopreservale.com.br). Idealizado pelo webdesigner Luciano Boiteux, o site em seis idiomas traz informações sobre a região e roteiros que podem ser feitos de forma individual.

Para o superintendente executivo da entidade, professor Bayard Boiteux, trata-se de um instrumento de marketing que permite interação com os associados e os programas de trabalho para o desenvolvimento turístico da região.

 

Princípios e meios

Com cara de paisagem e na maior cara de pau, O Antagonista passa a dar como notícia vazamentos do The Intercept. Só aqueles que corroborem suas inclinações ideológicas. Ou melhor, princípios editoriais. É jornalismo ou esperteza?

 

Rápidas

São Paulo recebe a 16ª Fenalaw 2019, de 23 a 25 de outubro, no Centro de Convenções Frei Caneca. Inscrições para o Congresso em fenalaw.com.br *** O jurista Ives Gandra Martins participará do XIV Congresso Brasileiro de Fomento Comercial de 2019, da Anfac, em parceria com Anesc. O tema principal da edição será “Inovação e Tecnologia”. O evento ocorrerá dia 18, no Tivoli Mofarrej São Paulo Hotel. Inscrições: anfac.com.br/congresso/inscricoes *** O projeto AteliArte, no Caxias Shopping, está com inscrições abertas para as oficinas gratuitas que serão realizadas em outubro, de segunda a sábado, entre 13h e 17h *** O Partage Shopping São Gonçalo (RJ) recebe, até 14 de outubro, o 1° Festival Literário em São Gonçalo (Flisgo). Neste sábado, será realizado um painel sobre Literatura Autista *** A rede Megamatte inaugurou em setembro um novo modelo de negócios, o Megamóvel. O formato é exclusivo para quem já possui uma franquia. Hoje, são mais de 140 lojas em seis estados brasileiros, e a meta de atingir 160 unidades até abril de 2020 *** Bolsonaro quer se afastar do laranjal, mas não abre mão da laranjada. Isso é a nova política.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Guedes esperava muito da educação

Setor educacional prometeu, mas ainda não cumpriu.

Petrobras também foi ao mercado em Londres

Estatal criou subsidiária na década de 80 para atuar nas Bolsas.

Petroleiras ganham dinheiro no mercado, não com produção

Desde a década de 1980, companhias viraram empresas financeiras.

Últimas Notícias

Lorenzetti conquista o Prêmio Reclame Aqui 2021

A empresa venceu na categoria Chuveiros e Aquecedores.

CFM lança programa inédito de identificação com tecnologia Valid

CFM passa a oferecer Certificado Digital gratuitamente a todos os médicos brasileiros.

Câmara rejeita ‘PL antiterrorismo’

A Câmara dos Deputados rejeitou nesta quarta-feira a urgência para votar o Projeto de Lei (1595/19) que cria uma polícia política que permite ao...

Programa AceleraD’Or de Mentoria entra em fase decisiva

Em fase decisiva para a escolha das 10 empresas participantes do projeto, o Programa AceleraD’Or de Mentoria, patrocinado pela D’Or Consultoria, teve repercussão positiva...

Aconseg-RJ mostra um 2022 promissor para as assessorias

Em reportagem especial da edição, os executivos confirmam a rápida resposta do setor e sua adequação aos tempos de desafios que foram superados com...