Tortura energética

O secretário de Energia, Indústria Naval e Petróleo do Rio, Wagner Victer, criticou a decisão da Câmara de Gestão da Crise Energia de diminuir a tensão na rede elétrica em 5% nas regiões onde há racionamento, a partir de agosto, como forma de também reduzir o consumo em 2%. Na sua opinião, o governo federal, com essa iniciativa, colocará em prática o “apagão aos pouquinhos”. “Primeiro se corta a iluminação pública. Depois corta nas residências. Em seguida nas indústrias. E, como se não bastasse, o governo quer reduzir a tensão. Isso é uma tortura chinesa energética”.
O secretário fez questão de enfatizar que essa queda de tensão pode danificar aparelhos eletrodomésticos. Frisou que os mesmos aparelhos foram construídos e dimensionados para uma faixa de tensão. Se a tensão média for diminuída, o limite da faixa também cai e podem acontecer vários problemas nos equipamentos.

Pirueta
A disparada do preços do petróleo provocada pela Guerra do Golfo, nos anos 90, fez as empresas norte-americanas de aviação acumularem perdas de US$ 10 bilhões em apenas três anos. Desse processo, resultou uma maior concentração no mercado local, com o aumento de fusões e falências, que vitimou PanAm e Eastern. A história foi relembrada pelo presidente do Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (Snea), George Ermakoff, ao participar, no fim de maio, de audiência na Comissão Especial da Câmara dos Deputados que analisa a criação do órgão que sucederá o Departamento de Aviação Civil (DAC) como regulador do transporte aéreo no país. Crítico do projeto que cria a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Ermakoff afirma que, ele caso seja aprovado como proposto originalmente, vai onerar as empresas aéreas, encarecer o preço das passagens e reduzir a competitividade do setor.
“O projeto, em sua forma atual, mergulhará as empresas nacionais, sem exceção, em grandes dificuldades”, declarou Ermakoff na Câmara.
Pirueta II
Segundo Ermakoff, a regulamentação proposta pelo governo FH não encontraria paralelo em nenhum dos principais mercados da aviação mundial. “Países como Austrália, Japão, Canadá, Estados Unidos, Argentina e os da Comunidade Européia não apresentam restrições legais de acesso ao mercado, como as da cobrança pela outorga e prazo reduzido para concessão de linhas aéreas”, alega.
Ele defende que o governo se inspire no então presidente Bill Clinton, que buscou o apoio do Congresso norte-americano para evitar um colapso das empresas aéreas do país. O setor também poderia dar sua contribuição reduzindo preços para ganhar escala.

Pré-requisito
Sugestão de integrantes do setor para o futuro secretário de Previdência Completar: que o candidato inclua no currículo noções de matemática. O objetivo é evitar confusões sobre valores presentes e futuros, cálculo atuarial etc, etc, etc.

Desvio de função
Afinal de contas, quando é que o Jader Barbalho vai assumir a presidência do Senado?

Boa vizinhança
Estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) revela que no comércio internacional brasileiro de itens de tecnologia os países do Nafta, sobretudo EUA, respondem por 47,2% do total; os da Comunidade Européia com 27%; os do Mercosul 10,4%. No caso específico do Mercosul o Brasil mais uma vez sai perdendo, pois importa US$ 313 milhões e vende US$ 297 milhões.

Artigo anteriorMofo
Próximo artigoParalisada
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Taxa de carbono vai custar quase € 800 mi à Turquia

Os exportadores turcos de produtos com alto consumo de energia, como cimento, aço e alumínio, poderão enfrentar custos adicionais exorbitantes quando as propostas legislativas...

Sonho da casa própria fica mais distante

Contratação de moradias com recursos do FGTS cai ano após ano.

Moeda chinesa na mira dos bancos centrais

Participação como reserva internacional ainda é baixa… por enquanto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Mercado de TI é alavancado pela pandemia

Tetris IT, empresa que desenvolve projetos de inovação digital, cresceu 300% em 2020.

Ações da ClearSale valorizam mais de 20% na estreia na B3

A ClearSale (ticker CLSA3) concluiu nesta sexta-feira a sua oferta pública inicial (IPO) na B3. A oferta movimentou R$ 1,3 bilhão sendo que, apenas...

Edital da Oferta Permanente inclui 377 blocos

A Agência Nacional de Petróleo e Gás Natural (ANP) publicou nesta sexta-feira nova versão do edital da Oferta Permanente, com a inclusão de 377...

Multa de R$ 500 mil para ‘fake’ sobre eleição

Uma multa de R$ 500 mil, caso repita as manifestações que questionem os últimos pleitos presidenciais realizados no país, faz parte uma ação que...

Bacia de Campos recua com redução drástica de investimentos

A Bacia de Campos, atualmente a segunda maior região produtora de petróleo do Brasil, registrou em junho a sua menor produção média dos últimos...