Tortura energética

O secretário de Energia, Indústria Naval e Petróleo do Rio, Wagner Victer, criticou a decisão da Câmara de Gestão da Crise Energia de diminuir a tensão na rede elétrica em 5% nas regiões onde há racionamento, a partir de agosto, como forma de também reduzir o consumo em 2%. Na sua opinião, o governo federal, com essa iniciativa, colocará em prática o “apagão aos pouquinhos”. “Primeiro se corta a iluminação pública. Depois corta nas residências. Em seguida nas indústrias. E, como se não bastasse, o governo quer reduzir a tensão. Isso é uma tortura chinesa energética”.
O secretário fez questão de enfatizar que essa queda de tensão pode danificar aparelhos eletrodomésticos. Frisou que os mesmos aparelhos foram construídos e dimensionados para uma faixa de tensão. Se a tensão média for diminuída, o limite da faixa também cai e podem acontecer vários problemas nos equipamentos.

Pirueta
A disparada do preços do petróleo provocada pela Guerra do Golfo, nos anos 90, fez as empresas norte-americanas de aviação acumularem perdas de US$ 10 bilhões em apenas três anos. Desse processo, resultou uma maior concentração no mercado local, com o aumento de fusões e falências, que vitimou PanAm e Eastern. A história foi relembrada pelo presidente do Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (Snea), George Ermakoff, ao participar, no fim de maio, de audiência na Comissão Especial da Câmara dos Deputados que analisa a criação do órgão que sucederá o Departamento de Aviação Civil (DAC) como regulador do transporte aéreo no país. Crítico do projeto que cria a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Ermakoff afirma que, ele caso seja aprovado como proposto originalmente, vai onerar as empresas aéreas, encarecer o preço das passagens e reduzir a competitividade do setor.
“O projeto, em sua forma atual, mergulhará as empresas nacionais, sem exceção, em grandes dificuldades”, declarou Ermakoff na Câmara.
Pirueta II
Segundo Ermakoff, a regulamentação proposta pelo governo FH não encontraria paralelo em nenhum dos principais mercados da aviação mundial. “Países como Austrália, Japão, Canadá, Estados Unidos, Argentina e os da Comunidade Européia não apresentam restrições legais de acesso ao mercado, como as da cobrança pela outorga e prazo reduzido para concessão de linhas aéreas”, alega.
Ele defende que o governo se inspire no então presidente Bill Clinton, que buscou o apoio do Congresso norte-americano para evitar um colapso das empresas aéreas do país. O setor também poderia dar sua contribuição reduzindo preços para ganhar escala.

Pré-requisito
Sugestão de integrantes do setor para o futuro secretário de Previdência Completar: que o candidato inclua no currículo noções de matemática. O objetivo é evitar confusões sobre valores presentes e futuros, cálculo atuarial etc, etc, etc.

Desvio de função
Afinal de contas, quando é que o Jader Barbalho vai assumir a presidência do Senado?

Boa vizinhança
Estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) revela que no comércio internacional brasileiro de itens de tecnologia os países do Nafta, sobretudo EUA, respondem por 47,2% do total; os da Comunidade Européia com 27%; os do Mercosul 10,4%. No caso específico do Mercosul o Brasil mais uma vez sai perdendo, pois importa US$ 313 milhões e vende US$ 297 milhões.

Artigo anteriorMofo
Próximo artigoParalisada
Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

Artigos Relacionados

Desigualdade, Big Tech e EUA são maiores ameaças à democracia

7 em 10 chineses avaliam que seu país vai bem na questão.

O poder do monopólio em rebaixar os salários

Um tributo a Joan Robinson, ‘uma das economistas mais importantes do século 20’.

Ricos querem pagar só 10% do imposto de Biden

Elisão fiscal ameaça levar US$ 900 bi do pacote para as famílias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Em cinco anos, SP reduziu em 32%, mortes no trânsito

Só Região Metropolitana reduziu em 29%; queda nas fatalidades em nível nacional foi de 22%.

Mercado reage em dia pós-Copom

Destaque para os pedidos por seguro-desemprego nos EUA.

Boas expectativas para o dia

Hoje, mercados começando aparentemente com realizações de lucros recentes e aguardando a decisão do Banco Central inglês sobre política monetária.

Mesmo com perdas de 75%, empresas em favelas mantêm 80% dos empregos

São mais 289 mil comércios registrados nas cerca de 6 mil comunidades em todo o Brasil.

OMS pede redução de desigualdades no acesso à higiene das mãos

Organização destaca que pandemia mostrou dramaticamente a importância da prática na redução do risco de transmissão.