Toyota renova Corolla Cross na linha 2025

Novidades automotivas: Renovação do Toyota Corolla Cross, investimentos da Stellantis e Volvo anuncia nova diretoria.

203

A Toyota inicia as vendas da linha 2025 do Corolla Cross, com uma leve reestilização. A frente do SUV foi o que mais mudou: agora a grade e os para-choques estão integrados, com desenho de colmeia maior que tem efeito de 3D.

As versões XRX, GR-Sport e XRX Hybrid receberam novo desenho do conjunto ótico, na assinatura em LED e indicadores de direção sequencial tridimensional conectados por uma barra cinza. Já as configurações XR, XRE e XRV híbrida ganharam a nova grade, mas os faróis não tiveram alteração.

Exceto na versão XR, as demais ostentam rodas de 18 polegadas. Na traseira, as lanternas têm novas lentes tridimensionais.

O interior do Toyota Corolla a partir da XRE tem painel digital de 12,3”. Em geral, o acabamento melhorou e, enfim, o pedal do freio de estacionamento foi substituído por um sistema eletrônico. Na segurança, todas as versões agora têm ACC.

Espaço Publicitáriocnseg

Nos motores, o flex 2.0 perdeu 2 cv e agora gera 175 cv e o híbrido autorrecarregável, que poderia ganhar um ânimo, mantém a combinação de flex com dois elétricos que rendem 122 cv.

As versões e preços do Toyota Corolla Cross 2025 são: XR: R$ 164.990; XRE: R$ 178.590; XRX: R$ 191.790; GR-S: R$ 197.790; XRV HEV: R$ 202.690 e XRX HEV: R$ 210.990.


Stellantis anuncia R$ 13 bilhões para Pernambuco

A Stellantis anunciou um novo aporte de R$ 13 bilhões em investimentos de 2025 a 2030 para o Polo Automotivo de Goiana (PE), como parte dos R$ 30 bilhões divulgados anteriormente. Nessa planta são produzidos os modelos Jeep, Fiat (Toro) e Ram (Rampage).

novo investimento em Goiana - foto Stellantis
Novo investimento em Goiana – foto Stellantis

Os investimentos contemplarão o lançamento de novos produtos, a expansão da cadeia de fornecedores, além do desenvolvimento e localização de novas tecnologias para acelerar a descarbonização da mobilidade.


Volvo nomeia sete novos diretores

A Volvo Car Brasil está de diretoria nova. A empresa anuncia a chegada de sete novos executivos, em diferentes áreas da companhia, para cumprir uma missão ambiciosa: lançar o novo elétrico EX30 no País e terminar o ano com duas vezes mais vendas do que no ano passado.

Volvo nova diretoria 2025
Tatiane, Christian, Luciano, Mirella, João, Guilherme, Rita, Eduardo e Ricardo – foto Volvo Board Brasil

Ao todo, a empresa anunciou sete novos diretores: Tatiane Faria (Network), Christian Becker Sahd (Vendas), Mirella Cambrea (Marketing), João Reia (Finanças), Rita Leme (RH para Gila), Eduardo Oshima (Pós-Vendas) e Ricardo Ferreira (Segurança Corporativa Latam). Luciano Ferreira (Jurídico) e Guilherme Galhardo (head de Eletrificação e diretor de Digital) já eram diretores para a região (Global Importers + Latin America – Gila), e agora são exclusivamente para o Brasil.


60 anos de um ícone

Ford Mustang GT Performance
Ford Mustang GT Performance

A Ford celebrou em 17 de abril seis décadas desde o lançamento do Mustang, o último muscle car V8 à venda no mundo. Como parte das comemorações, a Ford vai doar a uma ONG o primeiro Mustang GT Performance que chegou ao Brasil, na exclusiva cor prata Orvalho e com pintura especial feita por Alan Mosca, para ser leiloado em benefício de ações sociais.


Há 17 anos…

A Caoa Montadora inaugurava em 20 de abril de 2007, em Anápolis, Goiás, sua linha de produção. De lá já saíram 420 mil veículos e segue ampliando sua capacidade produtiva. À época eram fabricados a camioneta Hyundai HR, o SUV Tucson, o caminhão leve HD78 (atualizado para HD80) e o IX35. Dez anos depois, a Caoa assinou uma cooperação estratégica com a chinesa Chery e deu início à produção dos modelos Caoa Chery em Jacareí (SP) e Anápolis. Atualmente a fábrica goiana assumiu a produção dos modelos Tiggo 5x, Tiggo 7 e Tiggo 8.

Fabrica Anapolis - foto Caoa
Fabrica Anapolis – foto Caoa

Há 10 anos…

Complexo Industrial de Resende - foto Nissan
Complexo Industrial de Resende – foto Nissan

Inaugurado em 15 de abril de 2014, o Complexo Industrial da Nissan, em Resende (RJ), é formado por uma fábrica de veículos e uma de motores e conta com o ciclo completo de produção: da área de estamparia até pistas de testes, incluindo chaparia, pintura, injeção de plásticos, montagem e inspeção de qualidade. Foi a primeira fábrica do mundo a ter o revezamento da Tocha Olímpica passando em suas linhas de produção, em 2016, como parte dos Jogos do Rio. Em 2022, a produção foi interrompida por 2 dias para que todos funcionários participassem de um treinamento para acelerar a promoção da igualdade racial na empresa. Ao celebrar sua primeira década, a Nissan inicia um novo ciclo de investimentos de R$ 2,8 bilhões, com a chegada de novo motor turbo e dois novos SUVs a partir de 2025.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui