Três por cento é teto, não piso

Michel Temer não está mais com 3% de aprovação. Não, não é notícia velha sobre a generosa...

Michel Temer não está mais com 3% de aprovação. Não, não é notícia velha sobre a generosa pesquisa Ibope/CNI que afirmou que 6% de brasileiros o aprovariam. Mas o Barômetro Político Ipsos de dezembro, que mostra o atual ocupante do Planalto em queda para 2% de aprovação – percentual que condiz com a realidade. Temer segue a personalidade mais rejeitada (97%), seguido por Eduardo Cunha (95%), Aécio Neves (94%) e Renan Calheiros (90%).

A pesquisa da Ipsos mostrou a continuidade do crescimento de Lula (45% de aceitação e rejeição de 54%, contra 72% há um ano), movimento que acontece também na classe AB. Já o juiz Sérgio Moro vai na direção contrária: pela primeira vez desde que seu nome é avaliado, as avaliações negativas (53%) superaram as positivas (40%). “Essa tendência já havia sido identificada há quatro meses e se explica pela percepção de que a Lava Jato está perdendo força”, comenta Cersosimo.

A IDEIA Big Data, empresa de pesquisa do professor da George Washington University Maurício Moura, conduziu uma série de pesquisas entre eleitores do deputado Jair Bolsonaro (PEN-RJ) para identificar se eles estão alinhados com as opiniões do candidato à Presidência. “Ficou claro que os eleitores de Bolsonaro não levam ao pé da letra tudo que ele diz”, diz Moura. “Trata-se de um fenômeno similar ao que aconteceu nos Estados Unidos com Trump”, explica. As pesquisas realizadas pelo IDEIA apontaram que, para seus eleitores, Bolsonaro é alguém com experiência política, mas diferente dos políticos tradicionais.

 

Zangado

Quando o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, voltar das compras em Orlando, vai encontrar um projeto de lei que determina que prefeito e secretários só poderão receber seus proventos depois que todos os servidores municipais e pensionistas receberem seus vencimentos.

O projeto é de autoria do vereador David Miranda (Psol). Antes de viajar para a terra do Pateta, Crivella alterou o pagamento do funcionalismo, do segundo dia útil, como tradicionalmente ocorria, para o dia 7 ou 10 de cada mês.

 

Ganho de 50%

A praticagem de São Paulo e a empresa Argonautica receberam o Prêmio Antaq 2017, na categoria “Iniciativas Inovadoras”, por sua contribuição para melhorar a segurança e a eficiência do tráfego no porto com o desenvolvimento e utilização do “Redraft – Calado Real”, um sistema implantado em 2016 nas operações dos portos de Santos e São Sebastião.

Os resultados podem ser medidos, uma vez que o emprego do Redraft já permitiu elevar em 50% a eficiência da movimentação dos navios em condições de mau tempo.

 

Perdulários

O Globo é privatista, mas em casa gosta de uma estatal: a edição desta quarta-feira saiu com dez páginas e meia de anúncios do Governo Federal, mais meia da Prefeitura do Rio.

 

Rápidas

A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) está com inscrições abertas para a especialização em Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa. Detalhes em www.portaldoidosoativo.ufscar.br *** Nesta sexta-feira, a partir das 19h, o West Shopping recebe show gratuito com o cantor Guilherme Lemos, cover oficial de Renato Russo.

Marcos de Oliveira
Diretor de Redação do Monitor Mercantil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Montadoras não vieram; demissões, sim

Promessas de Doria e Bolsonaro para fábrica da Ford não passaram de conversa para gado dormir.

Ganhos de motoristas de app desabam

Renda média é de pouco mais de 1,5 salário mínimo.

Lei determina que estatais respeitem interesse público

Acionistas da Petrobras sabem que ela tem obrigações e bônus por ser de economia mista.

Últimas Notícias

Check-up do acerto de contas com o Leão

Por Sandro Rodrigues

A nova revolução do setor contábil

Por Mauricio Frizzarin.

Ceciliano lidera mais uma frente em defesa do Rio

Governo Federal quer desviar térmicas para o Nordeste.

EUA: 3 em 4 mortes por Covid foram acima de 65 anos

Segundo relatório, óbitos pela doença no país equivalem a ataque de 11 de setembro todos os dias durante 336 dias.