Trabalho temporário deve gerar 400 mil vagas neste trimestre

Ainda em outubro o setor da indústria ainda deve puxar as contratações para suprir a alta demanda do mercado.

Conjuntura / 21:49 - 16 de out de 2020

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

Levantamento preparado pela Associação Brasileira do Trabalho Temporário (Asserttem), conclui que neste último trimestre do ano deve gerar mais de 400 mil vagas de trabalho de caráter temporário. A informação foi divulgada nesta sexta-feira.O presidente da associação, Marcos de Abreu, afirma que no mês de outubro o setor da indústria ainda deve puxar as contratações para suprir a alta demanda do mercado. Os principais segmentos que buscam reforços de trabalhadores temporários são: alimentos, farmacêutico, embalagens, metalurgia, mineração, automobilístico e agronegócio.

Já nos meses de novembro e dezembro, Abreu reforça que o destaque será o comércio, seguido pelo setor de serviços para pessoas físicas. “Com a proximidade do Natal, o comércio abrirá muitas vagas temporárias. Assim, quem está desempregado deve ficar atento a essas oportunidades que vão surgir”.

De acordo com ele, por meio do trabalho temporário, o trabalhador pode adquirir mais conhecimentos e ter novas experiências no mercado, o que potencializa sua recolocação em uma eventual vaga permanente. “Neste período de pandemia, estimamos que 20% dos trabalhadores temporários serão efetivados. É um número bastante expressivo”, frisa o presidente da Associação. Em setembro, as atividades temporárias abriram 186.940 novas vagas.

 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor