Track&Field estreia na B3 com ações negociadas em alta

Marca completa 30 anos com 234 lojas.

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor

A Track&Field (ticker TFCO4), empresa de moda esportiva e wellness (bem-estar) concluiu nesta segunda-feira a sua oferta pública inicial (IPO) na B3. Por volta das 11h40h, as ações eram negociadas em alta de 0,11%, cotadas a R$ 9,26.

A empresa movimentou pouco mais de R$ 520 milhões com uma oferta de ações preferenciais. O preço por cada papel (TFCO4) foi definido em R$ 9,25, abaixo da faixa indicativa, que variava entre R$ 10,65 e R$ 14,95. Os papéis estão listados no Nível 2 da bolsa, o segundo com práticas mais rigorosas de governança corporativa.

A entrada da empresa na B3 marca um novo modelo de composição acionária no mercado brasileiro. Isso porque cada ação ordinária e preferencial possui direito a um voto, mas o direito econômico das preferenciais - incluindo os dividendos - é 10 vezes maior.

O modelo - que já é usado por empresas brasileiras que abriram o capital nas bolsas norte-americanas - permitiu aos três fundadores da rede emitirem uma quantidade menor de papéis para assegurar o controle da companhia após o IPO.

Segundo opinião do mercado, o formato tem seus prós e contras. Analisando o lado positivo, o modelo pode ajudar a evitar a “exportação” de IPOs de empresas brasileiras para o exterior. Por outra lado, os direitos econômicos distintos criariam um potencial conflito entre os interesses dos controladores e dos minoritários na bolsa. A oferta teve a coordenação do Banco BTG Pactual (Coordenador Líder), Bank of America (Agente Estabilizador), Itaú BBA S.A. e Santander (Coordenadores da Oferta).

Os recursos captados pela oferta da Track&Field serão direcionados para investimentos na plataforma (ecossistema) de wellness, em inovações tecnológicas e na cadeia de produção e centro de distribuição da Companhia; pagamento de dividendos declarados aos acionistas da Companhia; e para liquidação de dívida/pagamento antecipado de contrato.

O IPO da Track&Field é o 21º do ano e a décima de varejo ligada a moda na B3. No ano, as aberturas de capital na B3 já soma R$ 28 bilhões e, contando as ofertas de empresas que já eram listadas, os chamados follow ons, o volume já a chega R$ 96 bilhões.

Realizado em formato de live, atendendo às medidas de distanciamento social, o evento contou com a participação do CEO da B3, Gilson Finkelsztain, dos Sócios Fundadores da Track&Field, Fred Wagner, Ricardo Rosset e Beto Azevedo e do CEO da Companhia, Tulio Landin, conectados com os demais executivos e conselheiros de administração.

Segundo os executivos da marca, a empresa também enfrentou bastante dificuldade por conta da pandemia de covid-19. A receita recuou 30,2% nos primeiros seis meses do ano, na comparação com o mesmo período de 2019, para R$ 79,5 milhões, resultando em um prejuízo líquido de R$ 1,9 milhão no primeiro semestre.

Diversificação

A chegada de novos parceiros, que ampliam o número de empresas listadas na bolsa, é sempre um motivo de orgulho e que gostamos muito de celebrar e com uma nova empresa que está em busca de recursos para colocar em prática suas estratégias de expansão, sempre chegam também novos investidores em busca de diversificação. Esse movimento é importante para trazer profundidade e representatividade a todo mercado”, comentou Gilson Finkelsztain, CEO da B3 durante a transmissão do IPO.

Acho importante lembrar que esta cerimônia representa a chegada de mais membros na nossa família: os investidores. Neste momento, vale ressaltar duas palavras que estão presentes nos nossos valores aqui na Track&Field: transparência e comprometimento. Bem-vindos investidores”, comemora Fred Wagner, sócio fundador da Track&Field.

Com 30 anos de história, a Track&Field tem de 600 colaboradores. Ao todo, são 234 lojas (194 franquias) entre shoppings, lojas de rua, outlets, academias e aeroportos, além de uma operação e-commerce e multicanal que atende todo o território nacional. Nosso portfólio inclui moda esportiva e coleções de fitness, lifestyle, moda praia, calçados e acessórios – todos com produção 100% brasileira.

O ecossistema de experiências da marca é composto por eventos presenciais e online, incluindo um dos maiores circuitos de corrida de rua do continente. Em 2019 foram mais de 160 eventos e 135 mil participantes.

 

Siga o Monitor no twitter.com/sigaomonitor